acoplamento para encoder

Saiba mais sobre acoplamento para encoder e suas vantagens!

Um encoder pode ser descrito como um tipo de sensor que transforma movimentos, como o giro de um disco impulsionado por eixos, em sinais que podem ser interpretados por um software.

Em um mercado cada vez mais competitivo, em que a implementação dos conceitos relacionados a indústria 4.0 é uma necessidade real, dispositivos e tecnologias que tornam essa prática viável são de suma importância. O acoplamento para encoder pode ser citado como exemplo.

Ao fazer uso desse dispositivo, uma indústria pode otimizar seus níveis de monitoramento e controle sobre a produção, inclusive de equipamentos mais avançados, como braços robóticos.

Você gostaria de entender mais a respeito desse assunto? Leia o artigo e entenda o que são acoplamentos para encoder e descubra algumas de suas principais vantagens!

Afinal, o que é encoder?

Para que você possa compreender melhor o que é o acoplamento para encoder, é necessário entender primeiro o conceito de encoder.

Gestores e empresários, sabem que o modo como seus componentes operam é capaz de definir fatores importantes como a qualidade dos itens produzidos e até mesmo sua durabilidade e a das demais peças conectadas a eles.

Por essa razão, é importante que esses componentes sejam monitorados de perto, para que falhas e possíveis divergências em seu funcionamento sejam identificados em tempo hábil, antes que acarretem algum prejuízo. Nesse contexto, o encoder surge como uma solução eficiente.

encoder incremental

Basicamente, o encoder pode ser descrito como um tipo de sensor que tem a capacidade de transformar movimentos, como o giro de um disco impulsionado por eixos, em sinais que podem ser interpretados por um software. Ao fazer uso dessa tecnologia, o time de operadores é capaz de compreender fatores como a velocidade e o modo os componentes estão operando, o que lhes permite apurar se estão em um ritmo adequado.

Como o dispositivo funciona?

Para cumprir as suas funções de uma maneira eficiente, o encoder acompanha o movimento de eixos, por meio de um tipo de disco conectado a ele, e registra seus movimentos e rotações e os envia na forma de sinais de onda quadrados ou senoidais. Estes sinais são lidos pelo software que os interpreta, apontando de modo preciso como a máquina está operando.

Quais os seus principais tipos?

Dadas as características do encoder, é fácil perceber sua importância, principalmente para linhas de produção que devem seguir padrões de operação rígidos para garantir a vida útil de seus equipamentos ou a qualidade dos itens, produzidos por eles. Neste contexto, é interessante ressaltar, que para criar soluções mais personalizadas, foram desenvolvidos dois tipos diferentes de encoders.

Continue a leitura e entenda como eles funcionam!

Encoder absoluto

O encoder absoluto foi desenvolvido para atender as demandas de empresas que precisam exercer um monitoramento ainda mais abrangente sobre os componentes de suas máquinas e equipamentos industriais. Esse dispositivo faz uso de um código único para rastrear a movimentação dos dispositivos, o que lhe permite aferir tanto o deslocamento linear quanto o angular.

Esse resultado é possível porque o dispositivo conta com faixas de leitura, dos tipos clara e escura, previamente programadas para apontar a posição estática do disco em um software, de modo digital.

Como o encoder absoluto é uma solução completa seu preço é mais elevado. De modo que, antes de implementá-lo, o comprador deve analisar o custo-benefício.

Encoder incremental

A principal diferença entre o encoder absoluto e o incremental é que, enquanto o absoluto faz uso de um código único para monitorar o deslocamento do disco, o encoder incremental utiliza pulsos que começam a ser computados no número zero.

Embora esse sistema também seja muito eficiente, é necessário salientar que ele também enfrenta alguns problemas. Por exemplo, caso ocorra algum problema na fonte de energia e o funcionamento do encoder seja paralisado, ele vai ter que atualizar sua posição e começar uma nova contagem de pulsos, começando pelo zero.

Uma vez que o preço do encoder incremental é menor, em comparação com o absoluto, o comprador precisa analisar as características dos dois dispositivos, assim como as demandas da indústria, e optar pela solução mais alinhada às suas necessidades.

O que é acoplamento para encoder?

Os acoplamentos são peças desenvolvidas com a finalidade de viabilizar a conexão entre sistemas maquinários, permitindo assim a transmissão de força mecânica. Além disso, esse dispositivo é responsável por tarefas como:

  • diminuir a intensidade de vibrações;
  • compensar problemas de desalinhamento;
  • aumentar a vida útil das demais peças e componentes indústrias.

Levando esses fatos em consideração, notamos que a finalidade de um acoplamento para encoder é permitir que o dispositivo de rastreamento se conecte de modo adequado a máquina que deve ser monitorada. Além disso, o acoplamento deve proteger o dispositivo, para que ele possa operar, de maneira eficiente, por períodos mais longos.

Quais as vantagens do acoplamento para encoder

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que o acoplamento atua como uma proteção para o encoder, o que impede que ele sofra com vibrações e atritos, reduzido custos com reparos e trocas de dispositivos. Além disso, ao otimizar a conexão entre o encoder e o equipamento que ele deve monitorar, o acoplamento abre espaço para que o monitoramento, realizado por ele seja mais preciso.

Uma das principais características do acoplamento para encoder é que o mesmo tem um backlash free ou seja deve ter uma folga bem reduzida , quase imperceptível, para que o acoplamento não atrapalhe a operação e deixe que o encoder execute bem suas funções que são de leitura de posição.  A capacidade de trabalho em altas rotações é de 25.000/minuto.

Quais são os acoplamentos para encoder

Os acoplamentos para encoder são os acoplamentos de precisão. Dentre eles se destacam os acoplamentos Controlflex, M-Torq, Toolflex e Rotex GS.

acoplamentos para encoder

Atualmente vivemos um cenário em que conceitos como a automação estão cada vez mais difundidos. A sua implementação, porém, depende de dispositivos como o encoder próprios para o monitoramento dos equipamentos.

O uso desses dispositivos não permite apenas que o controle de máquinas, mesmo as autônomas, seja feito de modo mais eficiente, mas ainda é capaz de otimizar as rotinas de manutenção, abrindo espaço para que os colaboradores responsáveis pela tarefa sejam capazes de realizá-la de maneira mais rápida e acertada.

Agora que você sabe o que é o acoplamento para encoder, e entende como esse dispositivo pode beneficiar sua indústria, o que acha de contar com as mais avançadas soluções em equipamentos industriais? Entre em contato conosco e descubra os diferenciais da Acoplast Brasil!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 3

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.