Por que realizar a análise de falhas mecânicas?

Por que realizar a análise de falhas mecânicas?

Quando o assunto é manutenção, até mesmo os parques industriais mais preocupados e cuidadosos estão sujeitos a enfrentarem falhas mecânicas. Mas é claro que esse tipo de problema pode ser postergado e até mesmo evitado.

As máquinas dão sinais que não estão operando corretamente, e a melhor maneira de detectar esses sinais antes que o equipamento pare de funcionar é realizando a análise de falhas mecânicas. Além de encontrar a origem do problema, a análise de falhas mecânicas também verifica a gravidade da falha ou do defeito do equipamento.

Se você quer aumentar a vida útil das máquinas da sua indústria, acompanhe a leitura. A seguir, explicaremos mais detalhadamente o que são falhas mecânicas e o que pode ser feito para evitá-las.

O que são falhas mecânicas?

Existem três conceitos usados pelos profissionais de manutenção que costumam deixar as pessoas confusas: quebra, falha e defeito. Embora possam parecer sinônimos, são termos que caracterizam problemas com causas e soluções distintas.

Defeito é qualquer desvio das características de um item em relação aos seus requisitos. Geralmente, o defeito vem de fábrica. Já a quebra é caracterizada por um estado em que o equipamento se torna incapaz de realizar a função requerida. A falha também é caracterizada como a incapacidade de uma máquina desempenhar sua função. Por fim, enquanto a falha é um evento, a quebra é um estado.

Diferentemente do equipamento quebrado, a falha não necessariamente provoca a parada das máquinas. Ela pode apenas limitar alguns de seus recursos por um período de tempo. Além disso, as falhas são mais fáceis de serem solucionadas do que consertar uma máquina quebrada.

Caso não sejam corrigidas, as falhas evoluem até o ponto em que chamamos de falha total, ou quebra. Podemos classificar as falhas em 4 estágios diferentes, que são:

  • falha oculta;
  • falha potencial;
  • falha funcional;
  • falha total.

O primeiro estágio representa modificações ou irregularidades que não afetam o desempenho da máquina, tampouco a qualidade do produto final, por isso são difíceis de serem detectadas em inspeções. O problema das falhas ocultas é que elas podem evoluir para algo mais grave, por isso é importante fazer a análise periódica dos equipamentos.

Diferentemente da falha oculta, a potencial já é possível de ser detectada e revela certos cuidados que devem ser tomados com a máquina para que a produção não seja prejudicada. A falha potencial não solucionada se agrava para a falha funcional. Este é o momento em que a máquina e os equipamentos deixam de realizar suas funções básicas e os resultados passam a ser insatisfatórios.

O que é análise de falhas mecânicas e qual a sua importância?

A análise de falhas mecânicas, também chamada de manutenção de falhas, tem como objetivo detectar irregularidades que estão no estágio potencial, ou seja, falhas que ainda não evoluíram. Esse tipo de estratégia é indicado justamente para evitar pausas na produção por falhas graves e a falha total de máquinas.

A atividade industrial, independentemente do setor, é uma área que depende da utilização de máquinas, por isso realizar a análise de falhas mecânicas é tão importante. Realizando a análise periodicamente, a sua empresa será capaz de evitar situações, como:

  • prejuízos financeiros com reposição de máquinas e peças;
  • paradas na linha da produção;
  • tempo ocioso das máquinas.

Além disso, dependendo do tipo de equipamento, falhas mecânicas também podem comprometer a segurança no trabalho e apresentar riscos para os colaboradores que operam as máquinas. Nesses casos, fazer a análise se torna ainda mais essencial.

Quais são as etapas de uma análise de falhas mecânicas?

Agora que já sabemos qual a importância da análise de falhas mecânicas, chegou a hora de entender como funciona esse tipo de manutenção. Para facilitar o entendimento, dividiremos o processo em etapas.

O primeiro passo é realizar a especificação do problema, ou seja, entender onde está a falha, por que e quando ela aconteceu, qual peça foi danificada e qual é a gravidade do problema. Dessa forma, ficará mais fácil entender se o problema se trata de uma simples falha potencial ou uma falha funcional grave.

Após coletar todas essas informações, os profissionais responsáveis pela análise farão a elaboração de hipóteses. Essa etapa consiste em levantar hipóteses sobre o que pode ter ocasionado as falhas. Nenhuma opinião deve ser descartada neste momento.

A terceira etapa consiste na avaliação das hipóteses levantadas. Agora sim cabe aos técnicos e profissionais competentes decidir quais ideias são coerentes e quais não são com base nas especificações do problema. Depois de coletar todas essas informações, os profissionais conseguirão decidir quais ações devem ser tomadas para evitar a incidência da falha.

A última etapa, embora seja opcional, recomendamos que seja realizada, pois, caso a mesma máquina volte a apresentar falhas, todos os dados estarão guardados e registrados. Isso acaba facilitando as futuras falhas e o acompanhamento do desempenho do maquinário durante as manutenções preventivas.

Junto com os profissionais responsáveis pela análise de falha, faça uma avaliação de alguns critérios referentes à falha para entender a sua gravidade. Dê uma nota de 0 a 10 para a ocorrência, severidade e detecção da falha. Caso a falha seja muito grave e de difícil detecção, significa que a sua equipe precisa investir mais em manutenção preventivas. Caso a ocorrência seja muito alta, talvez seja hora de trocar o maquinário.

Após realizar a análise completa, a máquina que apresentou falha deve ser acompanhada por um período de tempo, para evitar que a falha se repita em um futuro próximo.

É claro que as falhas mecânicas podem acontecer em qualquer indústria, no entanto, quanto mais você investir em manutenções preventivas, menores serão as chances de um problema inesperado surgir na linha de produção. Outra forma muito eficiente de realizar a detecção de falhas logo no início é capacitando a sua equipe de funcionário, afinal, são eles quem lidam diariamente com as máquinas, por isso, estão mais propensos a perceber qualquer tipo de irregularidade.

Achou as informações deste artigo úteis? As máquinas da sua indústria estão precisando passar por uma análise de falhas mecânicas? Então, entre em contato conosco agora mesmo e saiba mais sobre os nossos serviços.

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 0 / 5. Nº de avaliações: 0

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.