o que é lead time de compras

Afinal, como posso calcular o Lead Time? Venha descobrir!

Não há um modelo para calcular o Lead Time, as variáveis dependem de cada processo, mas listar os produtos, estabelecer o tempo necessário e considerar a realização do inventário são alguns dos passos que devem ser cumpridos independentemente do segmento e do produto.

Saber qual o lead time de uma indústria permite conhecer com exatidão o intervalo entre o recebimento do pedido de um produto solicitado e a entrega dele ao cliente. Essa informação é ideal para melhorar a produtividade e o planejamento de uma empresa.

No entanto, nem todas as organizações sabem ao certo como calcular o lead time e o que fazer para que ele seja o menor possível, o que impacta na economia de produção e no sucesso das vendas.

Se você quer saber qual a importância dessa ferramenta e como calculá-la, confira esse artigo que preparamos para você. Boa leitura!

O que é lead time?

O lead time representa o espaço de tempo necessário para que um produto seja fabricado — desde o primeiro ao último processo — até o momento de entrega ao cliente.

Assim, ele possibilita a melhora da produtividade da empresa ao informar o tempo de aprovisionamento e entrega. Duas peças fundamentais quando o assunto é o bom atendimento aos consumidores.

Além disso, o lead time pode servir de base para o planejamento da sua empresa. Ele permite saber qual é o intervalo de tempo necessário entre as compras de materiais para a produção, da emissão do pedido até a chegada dele.

Por que esse conceito é tão importante?

Em um mercado acirrado, em que as empresas precisam ser cada vez mais ágeis e eficientes para prestar um serviço diferenciado a seus clientes, perder tempo com atrasos ou burocracias acaba por gerar uma verdadeira desvantagem competitiva para a companhia. Um problema, que além de reduzir a produtividade da empresa, tem o potencial de afetar negativamente sua imagem, afastando assim clientes.

Neste contexto, é fácil chegar a conclusão que empresas que controlam melhor seu tempo são capazes de aferir índices mais elevados de produtividade. Além disso, ao desenvolver seus processos mais rapidamente, sua imagem perante os clientes também tende a receber impactos positivos.

É válido ressaltar, porém, que a agilidade deve ser alcançada com base em processos eficientes. Afinal, se uma empresa tentar “apressar” seus colaboradores, sem fornecer a eles condições e ferramentas para que de fato se tornem mais ágeis e produtivos, ela apenas reduzirá a qualidade de seus serviços e até mesmo do produto final, produzido por eles. Uma situação que obviamente não tem pontos positivos.

Por essa razão, para reduzir o lead time de uma forma inteligente, o time de gestores deve preparar estratégias para alcançar os seguintes resultados:

  • identificar e eliminar todos os fatores que geram desperdícios de tempo;
  • fornecer aos colaboradores as condições e ferramentas para que eles sejam capazes de realizar suas tarefas de modo mais rápido e eficiente;
  • desenvolver processos e procedimentos que ocorram de modo fluido e seguro;
  • desenhar as etapas de produção de um modo que os colaboradores atuem de um modo mais focado e produtivo, sem perder tempo com etapas inúteis ou burocráticas.

Quais fatores têm impacto no lead time?

Para cada tipo de negócio, existem diversos fatores que impactam o seu lead time diretamente. Veja agora quais são os principais!

Lead time de compra

O período entre a compra de matéria-prima do fornecedor e a chegada dela, influencia diretamente no tempo de entrega do produto ao cliente final.

Assim, caso haja previsões equivocadas e erradas, a performance da empresa e sua imagem diante do consumidor serão afetadas.

Portanto, para que o lead time de compras não atrapalhe todo este processo, considere as seguintes medidas:

  • tenha um estoque de matéria-prima: dispor de um estoque próprio significa não depender dos prazos dos fornecedores. No entanto, tenha apenas o volume ideal de acordo com a sua demanda, para que não seja necessário arcar com custos de estocagem ou de mão de obra para manuseio;
  • mantenha o estoque no próprio fornecedor: nessa solução, os custos de estocagem são inexistentes, mas o intervalo do lead time aumenta ao solicitar a entrega;
  • tenha uma boa carteira de fornecedores: isso garante que os prazos sejam cumpridos na solicitação de matérias-primas e produtos.

Agora que você sabe o que é lead time de compras, é importante compreender que ele pode ser usado como um indicador para otimizar toda a etapa produzida. Isso ocorre, com base no tempo médio que a indústria leva para adquirir e receber novos insumos, ela pode planejar sua operação de um modo mais inteligente. O que abre espaço para que problemas sérios, como a paralisação da produção por falta de matéria-prima, sejam evitados.

Por essa razão, é importante que os responsáveis pelo lead time de compras levem em consideração fatores como:

  • o local em que cada fornecedor se encontra e sua distância até a indústria;
  • os melhores dias para a realização de compras;
  • o transporte de mercadorias;
  • as normas e condições da Receita Federal, caso os insumos sejam importados.

Lead time de produção

Caso o seu negócio necessite de alguma matéria-prima para a fabricação do produto final, fique atento ao tempo de todas as áreas envolvidas.

É muito importante que as áreas atuem em sintonia, garantindo assim o cumprimento dos prazos. Geralmente, as empresas utilizam o modelo de armazenamento de produtos prontos, mas nem sempre essa é a melhor alternativa.

Isso ocorre, pois manter estoque gera diversos custos para a empresa, como:

  • custos de armazenagem;
  • custos de manuseio;
  • custos de reposição de produtos obsoletos que não foram vendidos.

Portanto, esses aspectos podem encarecer o processo de vendas de um negócio. Porém, se esta estratégia couber no modelo da empresa, ela é uma alternativa cômoda para reduzir o tempo de entrega ao consumidor final.

Para manter um estoque mínimo de produtos acabados, é preciso reduzir ao máximo o tempo de produção, o que diminui os custos de armazenagem e flexibiliza as operações.

Lead time de entrega

Muitos consumidores deixam de comprar alguns produtos pelo alto valor do frete ou grande prazo para entrega. Dessa forma, é necessário utilizar transportadoras que têm melhores rotas e malhas de distribuição.

A escolha da empresa que fará a entrega é de grande importância, pois o tempo que o produto leva para chegar até o cliente é um fator que define a satisfação dele.

Além disso, influenciam no lead time a Receita Federal (em caso de materiais importados), e as características como peso e volume do item.

Como realizar o cálculo?

Não existe uma fórmula pronta para calcular o lead time. Esse cálculo pode variar de acordo com o produto em questão e com os itens que serão utilizados nas diferentes etapas.

No entanto, existe um passo a passo para facilitar o cálculo de qualquer segmento, continue a leitura e tenha acesso a esse conhecimento.

1. Liste os produtos

Faça uma lista com todos os materiais necessários para fabricar o produto, como ferramentas e matéria-prima.

2. Estabeleça o tempo necessário

Determine o tempo para obter os itens listados no primeiro passo.

Por exemplo, se você solicitou um produto de outro estado, com tempo de entrega de 4 dias, e o seu fornecedor trabalha apenas em dias úteis, você precisa somar os 2 dias do final de semana ao tempo necessário para a entrega, totalizando 6 dias.

3. Considere a realização do inventário

Reconheça um lead time de 1 dia para fazer o inventário dos produtos, antes de colocar o item no processo de produção. Isso é importante para saber o que você já tem em estoque e evitar compras desnecessárias.

4. Estabeleça o tempo de produção

Determinar o número de dias, horas necessárias para fabricar os produtos ou completar o serviço é um passo essencial no cálculo do lead time.

Não esqueça, também, de contabilizar os finais de semana e possíveis atrasos com manutenção ou falta de funcionários.

5. Estabeleça o tempo de transporte

Este é o momento de adicionar o tempo em que o produto levará até chegar ao consumidor final.

A partir disso, você poderá calcular o tempo total de lead time.

Exemplo de cálculo

Para mostrar como seria o cálculo do lead time na prática, montamos um pequeno exemplo.

Uma empresa que produz camisetas, depois de listar os materiais necessários para produzi-las, fez o pedido ao fornecedor, que deu um prazo de 5 dias úteis para a entrega.

Como a compra foi feita em uma quinta-feira, devem ser adicionados 2 dias do final de semana, totalizando 7 dias. Com a chegada dos materiais, é adicionado mais 1 dia para a realização do inventário.

Supondo que uma camiseta demora 20 minutos para ficar pronta, e que o pedido é de 20 unidades, são necessárias, em média, 7 horas para fabricar os produtos. A entrega será feita em 4 dias.

Totalizando 7 dias para receber a matéria-prima + 1 dia de inventário + 7 horas para a produção + 4 dias para a entrega ao cliente, ou seja, 12 dias e 7 horas. Esse é o lead time da empresa para esse caso.

Como otimizar o lead time?

Otimizar o lead time da sua empresa significa reduzir custos, melhorar os processos e aumentar a satisfação dos clientes. Continue com a leitura e confira as dicas que preparamos para que você alcance esse objetivo mais facilmente!

Estabeleça parcerias com os fornecedores

Manter um estoque pronto com o fornecedor permite a redução do tempo de entrega das mercadorias, além de evitar desgastes e atrasos pela falta das matérias-primas essenciais para a fabricação.

Foque na melhoria dos processos de produção

É importante investir em novas tecnologias para automatizar e melhorar processos.

Com bons sistemas de gestão é possível aumentar a capacidade de produção do seu negócio, controlando o estoque, a produtividade das equipes e as demandas da empresa.

Escolha corretamente seus parceiros de logística

Muitas empresas têm dificuldades na hora de cumprir prazos de entrega, gerando insatisfação nos clientes.

Por isso, antes de escolher quem fará a entrega dos seus produtos, observe quais são as suas ofertas e faça um estudo para identificar qual delas poderão oferecer o melhor custo-benefício.

Otimize a comunicação

Durante a operação de uma empresa, é natural que problemas e imprevistos ocorram em setores diferentes. O problema é que, quando essas falhas não são devidamente reportadas e divulgadas aos demais setores, os erros acabam se acumulando e reduzindo drasticamente a eficiência da companhia.

Para evitar essa situação, é importante que os colaboradores tenham um canal de comunicação direto com seus gestores que, ao mesmo tempo, precisam ter a capacidade de trocar informações com outros gestores.

Essa facilidade de comunicação interna abre espaço para que problemas sejam solucionados com maior facilidade, o que aumenta a mobilidade e a produtividade da empresa como um todo.

Use a tecnologia de modo inteligente

Vivemos uma era em que as inovações tecnológicas, que ocorrem em períodos cada vez mais curtos de tempo, geram grandes impactos sobre o mercado e a economia ao criar ferramentas capazes de elevar a produtividade de empresas. Nesse novo cenário, companhias menos atualizadas, que não conseguem usar essas ferramentas ao seu favor, tendem a ficar para trás, perdendo clientes e espaço no mercado.

Essa lógica também se aplica ao lead time. Por meio de soluções em rastreamento, por exemplo, uma empresa é capaz de monitorar em tempo real a posição de seus ativos. Além disso, softwares ERP e conceitos mais avançados, como a automação de processos, tendem a reduzir os custos de indústrias ao mesmo tempo que otimizam sua produtividade.

Quais as características que o lead time deve ter?

Para que o lead time de fato seja elaborado de modo eficiente, ele deve considerar fatores como:

  • o processamento dos pedidos;
  • a resposta dos fornecedores;
  • a produtividade das linhas de produção;
  • o tempo de entrega das mercadorias.

Dessa forma, garantir o menor lead time possível traz alguns benefícios para sua organização, como:

Ao calcular o lead time, uma companhia tem a capacidade de usar seu tempo de modo mais inteligente, o que lhe permite aumentar seus níveis de produtividade e atender melhor os seus clientes. Considerando os impactos positivos que esses benefícios têm sobre seus retornos, é fácil chegar a conclusão de que essa metodologia deve ser devidamente implementada.

Agora que você sabe como funciona esse importante conceito, entende o que é o lead time de compras, e compreende seus benefícios, o que acha de tornar seu departamento de compras ainda mais eficiente? Leia este artigo e descubra como o MPR pode ajudar você nessa tarefa!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 2

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.