Principais causas de falhas em acoplamentos

Principais causas de falhas em acoplamentos

Conhecer as principais causas de falhas em acoplamentos é fundamental para assegurar o correto funcionamento desses equipamentos. Selecionar o tipo errado de acoplamento é um dos grandes motivos para essas falhas. Confira todos os outros motivos.

Garantir a eficiência dos equipamentos é, sem sombra de dúvidas, um dos maiores desafios enfrentados na gestão de uma indústria. Por esse motivo, entre as etapas desse controle está entender quais são as causas de falhas em acoplamentos.

Quando não desempenha e passa apresentar instabilidades em seu funcionamento, essas peças podem afetar drasticamente a cadeia produtiva, , o que resulta em atrasos, custos altos com manutenção corretiva e, até mesmo, deteriorar a qualidade do produto final.

Mas então, sabendo da importância deles, como podemos evitar que essas falhas venham a acontecer? Antes de mais nada, é preciso entender as origens desses problemas e, assim, evitar os problemas nessa peça

Você sabe quais são essas causas? Se você deseja entender melhor sobre esse tipo de assunto e evitar que sua produção tenha falhas consideráveis, faça a leitura deste artigo agora mesmo!

Entenda rapidamente o que são os acoplamentos

Antes de mais nada, vamos revisar o que são e como operam esse tipo de equipamento. Os acoplamentos são fundamentais dentro de uma linha de produção, pois são eles que realizam a conexão entre diferentes sistemas maquinários.

Acoplamento de lâminas LAMI TORQ GTG - Acoplast Brasil
Acoplamento de Lâminas modelo LAMI TORQ GTG produzido pela Acoplast Brasil

Ou seja, qualquer equipamento que tenha acionamento rotativo ou sistema de transmissão, dependem deles para seu funcionamento. Sua importância está diretamente ligada aos melhores resultados, maior eficiência e produtividade em sua operação.

Conheça as principais causas de falhas em acoplamentos

Trouxemos abaixo quais são as principais causas de falhas em acoplamentos. Confira quais são e como evitá-las:

Selecionar o tipo errado de acoplamento para a aplicação

Sem sombra de dúvidas, uma das principais causas de falhas é a escolha incorreta do tipo de acoplamento. Além de desgastar a peça com esforço inadequado, pode comprometer as máquinas que estão sendo conectadas.

Por esse motivo, é preciso avaliar os tipos de aplicação, tais como: torque, desalinhamento, rigidez, inércia, RPM, montagem do eixo, fatores ambientais, limitações de espaço e fatores de serviço.

Um bom exemplo para especificarmos a relevância desse fator são os maquinários que levam turbinas como fonte de acionamento. Nessa situação, é recomendável acoplamentos de lâminas. Isso permite altos torques com muitas rotações. Escolher um tipo diferente pode superaquecer os equipamentos, comprometendo ambas máquinas.

>> Clique aqui e veja todos os modelos de acoplamentos no nosso site << 

Falhar na correção do desalinhamento excessivo

Existem três tipos de desalinhamento dos eixos: paralelo, angular e radial. Em cada um dos casos, podemos gerar vibração nas máquinas, ruídos, elevação da temperatura, além da necessidade de paradas longas na produção.

Quando o desalinhamento é excessivo, diversos problemas são provocados. Um exemplo são os rolamentos, que podem sofrer desgaste rapidamente.

Confira nosso artigo sobre erros comuns na instalação e manutenção de acoplamentos flexíveis.

Não considerar a folga mecânica

As folgas mecânicas são problemas que acontecem quando os componentes de rotação estão alinhados de maneira incorreta. Ou seja, novamente, o alinhamento é um ponto de atenção para as causas de falhas em acoplamentos.

Isso porque quando ela ocorre, geram perdas momentâneas — ou delongadas — dos movimentos do acoplamento. Sendo assim, é muito importante que as folgas sejam mapeadas e evitadas.

Não considerar o nível de amortecimento necessário na aplicação

Quando falamos de acoplamentos, por ser a conexão entre equipamentos, é compreensível a existência de choques e vibrações entre as peças envolvidas.

Por isso, é preciso considerar o nível de amortecimento na aplicação em questão. Além de evitar a perda gradual das peças, elimina os efeitos das cargas de impulso, e, consequentemente, choques no motor.

Selecionar o acoplamento errado para a velocidade do eixo de aplicação

A velocidade dos eixos pode estar diretamente ligada às causas de falhas em acoplamentos. Isso porque quando não é avaliada corretamente antes da implementação, não há paralelidade entre o eixo e acoplamentos, gerando rapidamente em falhas e, até mesmo, acidentes da produção.

Sendo assim, qualquer grau de desalinhamento pode afetar a velocidade operacional segura do acoplamento.

Falta de lubrificação

Desconsiderar o processo de lubrificação de acoplamentos pode acarretar em uma série de prejuízos nos equipamentos. Esse serviço é essencial para manter o bom funcionamento do acoplamento, isso porque a lubrificação serve para aliviar os impactos causados pelos atritos das peças entre si. 

Fazer a lubrificação de maneira inadequada também pode causar falhas nos acoplamentos. Diante disso, ao realizar esse processo é fundamental fazê-lo de maneira correta, para preservar o equipamento. 

Negligenciar inspeções

É justamente durante uma inspeção que podemos identificar as possíveis razões que levam às falhas inesperadas em acoplamentos.

Em conclusão, como apresentamos ao longo desse material, existem diversas causas de falhas em acoplamentos. São fatores como de desempenho, ambientais, de uso e de serviço e que podem levar a prejuízos enormes para sua linha produtiva. Sendo assim, mapeie quais dessas prováveis razões podem gerar esse problema na sua indústria e invista em manutenção preventiva.

Você sabia que nós da Acoplast podemos te ajudar nesse processo? Aproveite e entre em contato conosco.

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 1

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.