redutor de velocidade

Como escolher um redutor de velocidade? Descubra aqui!

A operação de uma indústria é baseada no funcionamento de diversos dispositivos que, trabalhando em conjunto de forma organizada, viabilizam a produção de diversos bens de valor. O redutor de velocidade pode ser listado entre esses dispositivos indispensáveis.

Por meio desse componente, a operação de máquinas e de equipamentos industriais pode ser executada de maneira mais eficiente, reduzindo o estresse sobre suas peças, aumentando sua durabilidade, e ainda evitando que problemas relacionados ao mau funcionamento prejudiquem os itens produzidos.

Levando esses fatos em consideração, é fácil entender a importância do equipamento! Mas a grande questão é que ele tem vários modelos, de modo que optar pelo correto pode ser uma tarefa difícil. Leia o artigo e descubra como escolher o redutor de velocidade mais alinhado às necessidades de sua indústria!

Guia do Redutor de velocidade

O que é um redutor de velocidade?

Resumidamente, podemos descrevê-lo como uma série de engrenagens que trabalham em conjunto para realizar tarefas como transmitir potência a um sistema e ajustar a velocidade de rotação de máquinas e equipamentos, tornando-a mais equilibrada. Tudo isso dentro de uma carcaça, uma caixa metálica.

Sem o redutor, a velocidade de rotação pode se tornar demasiadamente elevada, prejudicando os demais componentes do sistema.

É importante ressaltar que o redutor de velocidade pode ser utilizado em máquinas de diversos tipos, o que demanda uma certa versatilidade quanto a sua inicialização. Graças a essa característica, o dispositivo pode ser acionado por fontes como:

Quais os seus tipos?

Outro ponto interessante a respeito do redutor de velocidade é que, como ele pode ser usado em máquinas e equipamentos de todos os tipos, diversos modelos do dispositivo foram projetados para integrar os distintos sistemas de transmissão. Então, com a finalidade de orientar você sobre esse tema, separamos algumas informações a respeito dos modelos mais adotados por indústrias.

Redutor de velocidade sem-fim e coroa

Esse dispositivo acopla um parafuso sem-fim a uma engrenagem, coroa, e a utiliza para realizar a transmissão de torque e a redução da rotação dos eixos, inseridos no sistema de transmissão mecânica. Esse tipo de redutor de velocidade é capaz de executar várias tarefas e é mais barato quando comparado a outras opções. Por essa razão, ele é muito utilizado pela indústria.

Apesar desses fatos, antes de optar pelo modelo, o comprador deve considerar que ele demanda uma quantidade mais elevada de espaço para ser instalado. Além disso, sua operação é menos confiável, quando comparada a outros tipos de redutores industriais.

Redutor de engrenagens de dentes retos

Como o próprio nome sugere, esse redutor de velocidade é composto por engrenagens de dentes retos. Essas engrenagens, muito utilizadas na indústria e em sistemas de transmissão mecânica, podem ser posicionadas paralelamente entre si, o que permite que elas transmitam o torque de forma mais eficiente.

Dadas as suas qualidades, esse modelo de redutor de velocidade apresenta índices de desempenho que chegam próximo aos 100% de aproveitamento. Por fim, é necessário ressaltar que eles podem ser projetados em mais de um estágio. Uma característica que abre espaço para que o dispositivo entregue níveis ainda mais elevados de redução da rotação.

Redutor de engrenagens helicoidais

O funcionamento de determinadas máquinas, e a produção de certos itens, exigem uma operação mais suave para evitar que problemas, como vibrações, prejudiquem componentes importantes do equipamento de produção, ou o produto que está sendo produzido.

Nesse contexto, o redutor de velocidade de engrenagens helicoidais mostra-se uma solução muito interessante. Isso ocorre porque, além de apresentar a eficiência dos redutores industriais de engrenagens de dentes retos, esse modelo viabiliza uma operação bem mais suave. Uma qualidade que, além de minimizar vibrações, ainda reduz drasticamente os ruídos.

É importante mencionar, porém, que, graças a suas características próprias, esse tipo de redutor precisa ser auxiliado por mancais mais fortes e resistentes. Um fator que tende a elevar seu preço.

Redutor de engrenagens planetárias

Podemos dizer que o redutor de velocidade de engrenagens planetárias é um dos modelos mais eficientes disponíveis no mercado. Ele é compacto, o que permite ser instalado com mais facilidade, e altamente resistente, reduzindo assim custos com falhas e consertos.

Além disso, esse redutor de velocidade é capaz de transmitir o torque com a mesma eficiência do redutor de engrenagens helicoidais, o que significa que ele produz baixos níveis de vibrações ruídos.

Todas essas funcionalidades, porém, refletem em seu preço, de modo que esse modelo pode ser considerado um dos redutores industriais mais caros disponíveis no mercado.

Modelos Redutores de Velocidade

Como escolher o redutor mais adequado?

Para que uma indústria opere de forma eficiente, ela precisa utilizar as ferramentas mais adequadas para cada etapa produtiva. A mesma regra se aplica aos redutores, o melhor modelo para uma indústria é aquele melhor atende às suas necessidades. Continue a leitura e descubra o que considerar no processo para tomada de decisão!

Eficiência

Determinadas indústrias precisam operar com índices de eficiência elevados para manter o ritmo de produção e atender as demandas do mercado. Nesse contexto, uma solução mais completa, como o redutor de velocidade de engrenagens planetárias, pode ser a ideal.

É importante, porém, que o comprador leve em consideração os custos da operação.

Torque

Para algumas indústrias, o ponto principal da operação é administrar o torque de máquinas e equipamentos de modo mais eficiente, distribuindo plenamente o seu potencial. Nesse cenário, o redutor de velocidade de engrenagens de dentes retos tende a se alinhar melhor as expectativas do time de gestão.

Ruídos

Por diversos motivos, determinados tipos de indústria necessitam que suas máquinas operem de um modo mais silencioso, um resultado que pode ser facilmente alcançado por meio do redutor de velocidade de engrenagens helicoidais.

Custo-benefício

É importante ressaltar que muitas indústrias não precisam se preocupar com fatores como o uso de percentuais mais elevados de torque, ou com a redução de ruídos. Para essas companhias o redutor de velocidade sem-fim e coroa, que combina eficiência a um preço acessível, oferece o melhor custo-benefício!

No fim, para identificar os equipamentos mais alinhados a sua operação, uma indústria precisa analisar suas demandas e combiná-las às funções oferecidas pelos dispositivos disponíveis no mercado.

Como fazer a manutenção do redutor de velocidade?

Como qualquer equipamento mecânico, o redutor de velocidade também apresentará desgaste. Isso é natural. Contudo, a empresa não deve esperar que esse equipamento falhe para fazer o conserto, já que isso implicaria em manutenção corretiva.

A manutenção corretiva é aquele tipo de manutenção mais cara, pois ela apresenta um defeito mais grave no equipamento — em alguns casos, obrigando a sua substituição.

Para a indústria, isso significa um duplo prejuízo, já que além do gasto com a manutenção, a empresa terá que lidar com o funcionário parado, aguardando que o equipamento seja restabelecido.

Sendo assim, o ideal é investir na manutenção preditiva, ou seja, aquela que monitora os sinais que o maquinário dá, ajudando o empresário a fazer a manutenção antes que ele falhe completamente. Vamos entender que sinais são esses?

Análise de vibrações

Como já vimos, alguns redutores de velocidade podem apresentar mais vibrações do que outros. É importante que o operador que for lidar com a máquina saiba identificar qual é o normal do equipamento quando o assunto é a vibração.

Ao notar níveis vibracionais acima do normal, a equipe de manutenção deve ser acionada para verificar a causa desse sintoma. Ignorar o aumento da vibração do redutor de velocidade é um grave erro, pois pode danificar completamente a peça, exigindo a sua troca.

Avaliação da temperatura

O aumento de temperatura pode ser um indicador importante na hora de avaliar os riscos de o redutor de velocidade estar com algum problema. Na verdade, a temperatura está sendo cada vez mais estudada dentro da indústria para proteger o maquinário.

A essa estratégia, damos o nome de “termografia industrial”. Ela é uma grande aliada na proteção da saúde do trabalhador e na preservação dos equipamentos. Para aplicar essa técnica, é necessário que a fábrica conte com medidores de temperaturas adequados ao ambiente industrial.

Ademais, deve-se estabelecer, com o fabricante dos equipamentos ou com engenheiros mecânicos, a temperatura normal daquele equipamento e o período de tempo que se deve checar os números.

A elevação da temperatura do redutor de velocidade pode indicar uma falha inicial no equipamento, que se corrigida a tempo, não representa grandes danos à empresa.

Análise do óleo

Em alguns redutores de velocidade, a avaliação do óleo pode indicar falhas no maquinário. Para que essa análise seja incorporada nas estratégias de manutenção preditiva, é preciso estabelecer critérios para a avaliação, além de estipular um período de tempo para a coleta e estudo do óleo.

Orientações do fabricante

Outras dicas para preservação do redutor de velocidade podem vir do fabricante do equipamento. É sempre bom incluí-las nos processos de manutenção, já que essas orientações são fruto de intensos estudos do fabricante sobre os seus produtos, materiais usados, técnicas de fabricação e reclamações de clientes.

O redutor de velocidade é um dispositivo estratégico no desenvolvimento das atividades industriais. Por isso, é importante saber escolher o melhor modelo e também a melhor forma de preservá-lo, pois, como qualquer outra compra da fábrica, trata-se de um investimento.

Agora que você sabe o que considerar na hora de escolher um redutor de velocidade, que tal contar com fornecedor sério, conhecido no mercado pela qualidade de seus produtos e pela eficiência de seu suporte?

Entre em contato conosco e descubra as soluções da Acoplast Brasil! Além da qualidade de nossos produtos, temos um atendimento que o ajudará a fazer a melhor compra, tirando todas as suas dúvidas sobre os nossos produtos!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 4

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.