contrato de manutenção e o que deve conter nele

Contrato de manutenção: o que é, como funciona e o que deve conter nele?

Independentemente do tipo de indústria, ou de sua área de atuação, o uso de máquinas é fundamental para a sua operação. Levando esse fato em consideração, é fácil perceber que medidas que garantam o funcionamento desses equipamentos são fundamentais. Dentre essas medidas, podemos dizer que o contrato de manutenção é uma das mais importantes.

Isso acontece porque é justamente esse documento o grande responsável por mediar a relação entre a indústria e a empresa responsável pelos serviços de manutenção em seu maquinário.

Que tal compreender mais a fundo a importância do contrato de manutenção e assim garantir a segurança jurídica de sua indústria nesse sentido? Leia o artigo!

Afinal, o que é um contrato de manutenção?

Não é uma novidade que, para que a contratação de serviços seja realizada de uma forma segura e eficiente, é necessário que um contrato seja assinado entre o prestador do serviço e contratante. Este documento é indispensável, pois estabelece os deveres e direitos das duas partes envolvidas na operação, assim como suas responsabilidades e as cláusulas que permitem que as condições, estabelecidas no documento, sejam cumpridas.

Analisando essas informações, podemos chegar à conclusão que o contrato de manutenção é o documento responsável por dar legitimidade a um acordo fechado entre em uma indústria e a empresa, contratada por ela, para fornecer serviços de manutenção as suas máquinas e equipamentos.

Visto que o documento é reconhecido legalmente, fazer uso dele é muito mais eficaz do que simplesmente fechar um contrato verbal, que pode ser facilmente quebrado. Portanto, ao optar pelo documento, companhias aumentam sua segurança jurídica e se expõe menos a situações que podem levá-las a ter prejuízos, ou a forçá-las a recorrer à justiça.

Por fim, é importante ressaltar que, independentemente do modelo de contrato escolhido, o documento precisa necessariamente conter as seguintes informações:

  • tipos de serviço de manutenção contratados;
  • valores e taxas cobrados por cada serviço contratado;
  • direitos e obrigações das partes envolvidas;
  • assinatura dos representantes das partes envolvidas.

Quais os tipos deste contrato?

Embora o contrato de manutenção deva ser elaborado de acordo os interesses das partes envolvidas, ele costuma seguir dois modelos específicos. Continue lendo o artigo e entenda quais são e como funcionam.

Contrato de manutenção por período

Não são poucas as empresas que têm a sua operação baseada em equipamentos industriais muito caros, ou que precisam manter sua produção em funcionamento por períodos mais longos, para obter lucros.

Nesse tipo de indústria, qualquer falha ou defeito em seu maquinário pode ocasionar grandes prejuízos, de modo que um serviço de manutenção mais próximo, via de regra preventiva ou preditiva, faz-se necessário.

Para essa situação específica, os contratos de manutenção por período são os mais indicados. Eles funcionam estabelecendo um espaço de tempo em que a empresa parceira realizará para a indústria serviços de manutenção seguindo um cronograma desenhado de acordo com as suas necessidades.

Contrato de manutenção por demanda

Algumas indústrias, por sua vez, utilizam máquinas mais baratas, ou operam em um modelo em que paralisações, causadas por falhas e quebras de equipamentos, não lhes acarretam tantos transtornos. Nesse caso, uma solução menos completa, e mais econômica, acaba se ajustando melhor as suas expectativas.

Por essa razão, no contrato de manutenção por demanda, é fixado um período em que, caso algumas das máquinas, ou dos equipamentos da indústria, quebre ou apresente alguma falha, a empresa parceira será contatada para realizar os reparos necessários.

Esse contrato estabelece dois fatores importantes, são eles o pagamento sob demanda, pois a empresa parceira só será remunerada quando prestar serviços, e a fidelização, isso porque enquanto o contrato for válido, a indústria deve contar com a empresa parceira para reparos e manutenções corretivas.

Manutenção em motoredutores Siemens

Por que o contrato de manutenção é tão importante?

Levando em consideração as características de um contrato de manutenção, podemos dizer que os seus principais benefícios estão relacionados a clareza e a segurança. Isso porque o documento especifica informações importantes, como os valores que serão cobrados e os serviços que devem ser entregues.

Essa riqueza de detalhes acaba evitando atritos e possíveis problemas judiciais. Afinal, existe um documento, aceito pelas duas partes, em que todo o acordo foi registrado. Uma vez que a quebra de contratos pode acarretar uma série de sanções, e ainda afetar negativamente a imagem da parte que o quebrou, afastando novos clientes e parceiros, ele dá mais segurança aos envolvidos na operação.

Quais cuidados tomar com esse tipo de contrato?

Por fim, é importante sempre levar em consideração que o contrato de manutenção é um documento legal, o que significa que ele é redigido com termos, e faz uso de conceitos, que podem não ser tão acessíveis para pessoas sem a devida especialização. Por essa razão, é importante que, antes de assinar qualquer contrato, o gestor conte com um advogado de confiança, para verificar o documento.

Renovação de contratos

Neste contexto, outro ponto crítico é a validade do contrato. Afinal, caso o prazo fixado no documento termine antes que uma renovação seja feita, a indústria pode perder o acesso aos serviços de manutenção. Uma situação que, independentemente de seu tipo de operação, é prejudicial.

Para que este problema seja evitado, é interessante que a indústria mantenha um rígido controle sobre seus contratos de manutenção. Principalmente sobre aqueles que garantem o funcionamento das máquinas e o reparo dos itens mais relevantes para a sua produção.

Felizmente, graças à tecnologia e suas inovações, podemos contar com uma série de ferramentas para facilitar essa tarefa. Dentre elas, softwares que atuam na gestão de contratos podem ser uma opção interessante.

Dada a importância do maquinário na operação de uma indústria, é de suma importância que seus gestores implementem todas as soluções possíveis para garantir o seu funcionamento.

Neste contexto, a criação de documentos, para formalizar acordos com parceiros especializados em serviços de manutenção, é uma atitude inteligente. Ao implementá-la, uma companhia é capaz de desfrutar de níveis mais elevados de segurança, o que permite que ela se concentre totalmente em sua atividade remunerada.

Depois de ler esse artigo, você está interessado em fechar um contrato de manutenção com um parceiro estratégico plenamente capaz de garantir a operação eficiente de suas máquinas e equipamentos industriais? Entre em contato conosco e descubra as soluções da Acoplast Brasil!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 3

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.