corrente de transmissão

Corrente de transmissão (rolos): conheça aplicações e modelos

As correntes ocupam um lugar muito importante entre os sistemas de transmissão de movimentos.

Elementos de transmissão mecânica

Vale lembrar também que esse é um método muito eficiente e versátil ao realizar a transmissão de potência mecânica em aplicações industriais. O grande diferencial, no entanto, é que além das opções disponíveis no mercado, elas podem ser fabricadas conforme características específicas de cada aplicação.

Quer saber mais? Vamos mostrar neste artigo aplicações e modelos de corrente de transmissão. Acompanhe.

Conheça mais sobre a corrente de transmissão

As transmissões por correntes de rolos são uma forma funcional de transmitir potência mecânica em aplicações industriais. Esses equipamentos são utilizados na transmissão de potência entre duas ou mais engrenagens. Conforme seus altos índices de sucesso na implementação, esse tipo de elemento mecânico costuma ser bastante usado em sistemas que precisam movimentar um eixo.

Basicamente, o processo acontece ao conectar a corrente em duas engrenagens: uma motriz e uma movida. Enquanto gira, a engrenagem motriz movimenta a corrente que transmite potência para a outra engrenagem e a faz girar também. No mercado existem diversas opções de correntes de transmissão. Veja, a seguir, algumas de suas características:

  • muito utilizada em sistemas pesados;
  • adequada para grandes distâncias entre eixos;
  • transmite grandes quantidades de energia;
  • bom sincronismo diante das engrenagens e os pinhões;
  • bom rendimento.

Entenda as aplicações e os modelos

Vale ressaltar que o sistema assegura um desempenho de 98% quando aplicado em condições corretas. Isso porque a relação de velocidade constante entre a engrenagem motriz e a movida é amplamente satisfatória. Acompanhe quais as principais aplicações e os modelos disponíveis no mercado!

Norma Americana

A Norma Americana é a mais utilizada mundialmente. Sua fabricação é feita de acordo com a norma A.N.S.I (American National Standard Institute) que já foi conhecida como A.S.A. Se caracteriza pela alta carga de ruptura e é amplamente usada em aplicações industriais e também de transportes. Existem os tipos simples, duplas e triplas. No entanto, podem ser encontradas em até 14 carreiras quando feitas sob encomenda.

Em comparação com a tradicional corrente de Norma Europeia, as principais vantagens são o aumento da resistência à fadiga, que resulta em uma vida útil mais longa na transmissão. Além disso, é incluída na normalização da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e na normalização de ISO (International Organization for Standardization).

Norma Europeia

São fabricas de acordo com a I.S.O. R/606-1967. A aplicação acontece em equipamentos que exigem precisão na transmissão. Dessa forma, tende a ser muito requisitada em máquinas usadas na indústria de alimentos, gráficas e embalagens de maneira geral. Sua origem se deve a unificação de normas italianas, alemãs, inglesas e francesas. O processo de construção também é feito desde simples até quádruplas.

Passo Longo

Esse formato é originado das correntes de Norma Americana. A única diferença, no entanto, acontece por conta do passo duplo. Já os rolos, pinos e buchas costumam apresentar dimensões iguais as correntes normais. Além disso, existe o custo mais baixo em transmissões de velocidades e cargas menores.

São usadas com frequência para transportes leves com rolos normais e rolos grandes por meio da adaptação dos adicionais de transportes. A comercialização pode ser feita com corrente passo longo lisa sem adiantamento ou com acréscimo de pinos ou abas. Porém, a escolha depende especialmente do trabalho que será realizado.

Correntes de peso para empilhadeiras

Fabricadas com pinos e laterais intercaladas, as correntes de peso para empilhadeiras geram alta resistência mecânica e uma elevada carga de ruptura. Normalmente, são usadas, além de empilhadeiras, em elevação de cargas em paleteras e uma série de outros tipos de mecanismos que exigem altos índices de esforço em espaços reduzidos.

Correntes transportadoras

De maneira geral, as correntes transportadoras são usadas com o objetivo de transportar produtos. Atua em segmentos que passam por indústria alimentícia, mineração, panificadora, produção de asfalto e indústria de cimentos.

A grande vantagem, em uma situação como essa é que as correntes transportadoras podem ser fabricadas de acordo com necessidades personalizadas. Ou seja, como devem ficar alinhadas com os equipamentos podem ser adicionados uma série de acessórios, como abas, taliscas e aditamentos.

Correntes especiais

As correntes especiais trazem um formato que pode ser desenvolvido de acordo com desenhos ou amostras. Na prática, é possível levar o projeto ou consultar especialistas no assunto para identificar qual é o tipo de corrente mais indicado para a necessidade da sua aplicação.

Para que tudo aconteça de forma perfeita, a medição e a aplicação do material devem ser especificadas no momento de desenvolvimento do produto. Ao fugir do chamado padrão, as correntes especiais apresentam alterações em pinos ou passos diferentes que fazem muita diferença na produção.

Correntes forjadas

As correntes forjadas são fabricadas especialmente para o transporte elevado de peças. Uma de suas principais características permite que as peças sejam levadas por toda a planta fabril até a parte final do processo. A multiarticulação desse tipo de corrente ajuda a fazer curvas em outros sentidos além do acionamento.

Já os modelos aéreos são muito solicitados por evitar os cruzamentos de movimentação ao nível do solo e operar com facilidade em vários níveis e movimentações. Sua construção costuma ser mais simples e resistente, mas é preciso ter atenção especial. Afinal de contas, não é indicada em situações que pedem precisão.

A composição é feita por placas laterais de parte externa, elos internos e pinos. Vale levar em consideração também o alto custo de desenvolvimento, pois elas dependem de ferramental em cada componente. O que, na prática, não permite adaptações conforme as necessidades do maquinário.

Agora você já conhece quais os modelos e aplicações da corrente de transmissão. O mais importante, nesse caso, é identificar um modelo que seja personalizado conforme suas necessidades para que o funcionamento seja impecável. Dessa maneira, procure por uma empresa especializada no assunto para receber auxílio adequado e ainda contar com serviços de qualidade.

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 2

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.