Cuidados na instalação de acoplamentos

Saiba quais os 4 principais cuidados na instalação de acoplamentos

Os principais cuidados na instalação de acoplamentos consistem em conhecer seus diferentes tipos, se atentar à montagem dos acoplamentos, usar ferramentas adequadas nas desmontagens e não montar os cubos por meio de golpes.

Qualquer empresa ou indústria que anseie pelo sucesso precisa otimizar os seus processos internos, fazendo com que seus equipamentos funcionem com o máximo de efetividade e tenham menos riscos de quebras. Por isso, preparamos um conteúdo abordando o conceito e mostrando quais são os principais cuidados na instalação de acoplamentos.

Afinal, o que são os acoplamentos?

Antes de mais nada, vamos explicar melhor o conceito de acoplamentos. Como o próprio nome já diz, são componentes que fazem a conexão de sistemas maquinários, cuja composição costuma envolver dois flanges, um cubo e elementos de fixação. São fundamentais na rotina da indústria e garante um melhor desempenho da operação.

Como se isso não bastasse, os acoplamentos garantem um tempo de vida útil maior para máquinas acionadas, redutores, motoredutores e assim por diante. Além disso, aumentam os níveis de segurança para os colaboradores, uma vez que unem eixos, minimizam vibrações, transmitem torque, compensam desalinhamentos e absorvem os impactos.

Quais são as aplicações dos acoplamentos?

Logicamente, as aplicações dos acoplamentos vão depender do tipo de equipamento utilizado e do segmento do mercado no qual a organização em questão está inserida. No entanto, em linhas gerais, algumas áreas usam bastante o componente em seus processos recorrentes, como as de mineração, siderurgia, metalurgia, petróleo e gás, por exemplo.

Dentre os maquinários, os que mais demandam acoplamentos são compressores, transportadores, elevadores de carga, agitadores, extrusores e assim por diante. Fazendo a conexão ou interação entre tais sistemas, unindo eixos e transmitindo movimentos, de forma que a operação possa se manter efetiva e com uma margem menor de erros.

Por que ter cuidado na instalação de acoplamentos?

Os cuidados na instalação dos acoplamentos são imprescindíveis para que a empresa ou indústria obtenha os benefícios citados acima. Aliás, isso deve ser observado desde o momento da escolha, no qual o gestor ou profissional responsável precisa adquirir um componente que esteja em sintonia com as demandas e características do maquinário.

Infelizmente, não é incomum que existam dificuldades no dimensionamento dos equipamentos, gerando a compra de modelos ou tipos inadequados à operação. Por isso, é fundamental fazer uma boa análise e contar com um projeto, de maneira que seja viável selecionar de forma inteligente, prorrogando o tempo de vida útil das máquinas.

Quais os principais cuidados na instalação de acoplamentos?

Agora, chegamos à uma parte muito sensível do conteúdo, na qual abordaremos alguns dos principais cuidados na instalação de acoplamentos. É o momento no qual você estará assegurando o seu investimento, fazendo com que o componente esteja apto a cumprir suas funções e promover os benefícios que você deseja para a operação. Confira.

1. Conheça os diferentes tipos de acoplamento

Definitivamente, um dos principais cuidados na instalação está em obter conhecimentos sobre os diferentes tipos de acoplamentos que existem no mercado, visto que eles possuem diferentes características, aplicações, custos e possibilidades. Dependendo das demandas e necessidades da sua empresa, você pode optar por modelos mais rígidos, flexíveis ou elásticos.

Os flexíveis, como o próprio nome já diz, acomodam desalinhamentos e reduzem a vibração com maior facilidade, sendo recomendados para engrenagens e grades elásticas, por exemplo. Já os elásticos oferecem maior flexibilidade, permitindo torções e deslocamentos, enquanto os rígidos são menos versáteis, sendo úteis para eixos totalmente alinhados.

2. Esteja atento à montagem dos acoplamentos

Não há como não reforçar que um dos principais cuidados na instalação de acoplamentos consiste em estar atento na etapa de montagem. Existem variações de acordo com o modelo e o fabricante, mas um passo primordial costuma ser o de montar os cubos usinados previamente nos eixos, de acordo com as indicações de ajustes para a aplicação em questão.

Depois, basta utilizar o método mais adequado, como o hidráulico ou por aquecimento, por exemplo. Então, realize o alinhamento conforme as orientações do fabricante do equipamento, conferindo as distâncias axiais e tolerâncias, usando o manual do componente como fonte de referência sempre que surgir alguma dúvida.

3. Não faça a montagem dos cubos por meio de golpes

Um erro muito comum, mas que deve ser evitado a todo custo na hora da instalação dos acoplamentos consiste em não fazer a montagem por meio de golpes. Por isso, você deve observar minuciosamente os processos de especificação e desempenho, analisando e buscando informações disponibilizadas pelo fabricante do produto.

Se ficar em dúvida, não hesite em pedir auxílio para os consultores de vendas, de maneira a estar em perfeitas condições para obter o melhor desempenho dos equipamentos. Ao final, certifique-se de que estão bem travados, vendo se é necessário realizar uma nova lubrificação, que eleva a vida útil e aumenta a segurança dos componentes.

4. Use ferramentas adequadas em eventuais desmontagens

Por fim, dependendo de uma série de fatores, pode ser possível que você, eventualmente, precise desmontar um ou mais equipamentos. Nesse sentido, não é difícil perceber que, em uma mudança de imóvel ou troca de posicionamento do maquinário, não saber fazer a desmontagem dos acoplamentos pode representar uma tremenda dor de cabeça.

Por isso, é imprescindível utilizar ferramentas que não danifiquem os componentes dos mesmos. Quando usam discos de contração ou elementos de fixação, a tarefa costuma ser mais simples. Caso contrário, você pode precisar de dispositivos hidráulicos ou pneumáticos. Além disso, não deixe de ter em estoque os itens de desgaste, para agilizar a manutenção.

Pronto! Agora você já sabe quais são os principais cuidados na instalação de acoplamentos. Ao não adotá-los, você pode experimentar sérios problemas, que podem ir desde pequenos defeitos até a parada na produção, por quebra dos equipamentos.

Gostou de aprender quais são os principais cuidados na instalação de acoplamentos? Viu como um bom fornecedor e o suporte adequado pode fazer toda a diferença? Então, não perca mais tempo, entre em contato conosco e conheça os melhores produtos do mercado!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 0 / 5. Nº de avaliações: 0

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.