custo de manutenção

Custos de manutenção: veja 5 formas de reduzi-los na indústria

É natural que uma indústria eficiente esteja procurando por meios de reduzir seus custos, sem que isto afete a qualidade de seus produtos, é claro. Dentre as mais diversas áreas em que este cuidado pode ser tomado, a redução do custo de manutenção tende a ser uma das mais importantes.

Isso porque, ao reduzir os gastos necessários, para que uma manutenção de qualidade seja realizada, a indústria tem acesso a seus benefícios, como o aumento da produtividade, e ainda recebe uma folga no caixa. O que é benéfico para sua saúde financeira.

Levando em consideração a importância da manutenção industrial, porém, o processo de redução de gastos precisa ser feito de forma cuidadosa e planejada, para que ela não seja prejudicada.

Você gostaria de reduzir o custo de manutenção de sua indústria, sem colocar em risco a qualidade do serviço? Leia o artigo e descubra 5 estratégias para ser bem-sucedido nesta tarefa!

A importância de um serviço eficiente de manutenção

Antes de nos aprofundarmos nos métodos mais eficientes de redução do custo de manutenção, é necessário que a importância do serviço, para o bom funcionamento de uma indústria, fique clara. Caso esse cuidado seja ignorado, é possível que algum gestor menospreze a manutenção e deixe de lado investimentos fundamentais, o que pode ocasionar uma série de prejuízos.

Em primeiro lugar, é válido ressaltar que a produção industrial só é possível por meio de máquinas e equipamentos, que são responsáveis por desempenhar as mais diversas atividades produtivas. Caso este maquinário deixe de funcionar, ou mesmo funcione de modo inapropriado, a produção é afetada, o que se reflete de modo negativo no caixa da empresa.

Uma vez que a finalidade da manutenção industrial é garantir o funcionamento de cada máquina e equipamento, sua execução eficiente gera uma série de benefícios, dentre eles, podemos citar:

  • níveis de produtividade mais elevados para máquinas e equipamentos industriais;
  • redução no número de eventos negativos, como paradas inesperadas e acidentes;
  • redução dos gastos com a aquisição e reposição de peças e componentes.

5 métodos para redução do custo de manutenção

Agora que você entende a importância da manutenção, e conhece os riscos de negligenciá-la, continue a leitura e descubra 5 pontos fundamentais para diminuir os gastos com manutenção sem reduzir sua eficiência.

1. Conte com bons fornecedores

O primeiro fato a ser considerado, quando pensamos na redução do custo de manutenção, é a qualidade das:

Assim, isso ocorre porque, quanto maior a qualidade de um item, menos defeitos ele vai apresentar, o que na prática, significa menos gastos com reparos e reposições de peças.

Nesse contexto, comprar produtos de fornecedores qualificados, conhecidos por fornecer produtos que atendam a elevados níveis de durabilidade, é importante. Portanto, a tarefa de pesquisar o histórico do fornecedor não pode ser deixada de lado.

Além disso, uma vez que com o passar do tempo, mesmo os melhores produtos tendem a apresentar defeito, é interessante dar prioridade a fornecedores que prestem um bom serviço de suporte. Afinal, quem melhor do que o fabricante de um equipamento para identificar e corrigir seus defeitos?

Essa questão tem tanta importância que alguns fornecedores deixam claro em sua garantia que ela só será válida se os serviços de manutenção, que vierem a ser necessários em sua vigência, forem realizados por sua equipe.

2. Capacite sua equipe

Por mais eficiente e confiável que seja a máquina se o colaborador, responsável por operá-la, não for devidamente treinado, fazer pleno uso de seu potencial será uma tarefa difícil. Além disso, a ausência de conhecimentos pode levar o funcionário a cometer erros que podem danificar a máquina e até mesmo causar acidentes.

Ao fornecer aos responsáveis pela operação de máquinas e equipamentos o treinamento adequado, a equipe de gestão é capaz de evitar esse problema.

Portanto, nesse treinamento, é possível ensinar ao funcionário como identificar sinais de defeitos, e até mesmo capacitá-lo para procedimentos mais simples de manutenção, como limpar corretamente o equipamento.

3. Invista em equipamentos especializados

Além de garantir a qualificação dos colaboradores, é necessário fornecer ao profissional as ferramentas adequadas para que ele possa exercer sua função.

Afinal, por mais experiente e qualificado que seja um técnico, sem o devido equipamento, ele não será capaz de fazer uso de seus conhecimentos.

4. Faça o mapeamento da manutenção

Com equipamentos adequados à sua disposição, um técnico, como um engenheiro, é capaz de analisar todas as máquinas e os equipamentos, utilizados pela indústria, e assim identificar quais deles estão mais sujeitos a apresentar falhas, e quais os principais tipos de defeitos que tendem a acontecer.

Para que essa tarefa seja bem-sucedida, é necessário que os responsáveis por ela sejam qualificados. Isso ocorre porque, se o se os dados apurados estiverem incorretos, o planejamento de manutenção vai ser prejudicado.

5. Planeje a manutenção de forma eficiente

Por meio das informações apuradas no mapeamento de manutenção, o gestor, responsável por esta tarefa, pode elaborar um cronograma adequado de reparos e revisões.

É importante que este planejamento seja capaz de conciliar a manutenção à operação da indústria, realizando paralisações planejadas em horários em que a produção não será afetada.

Seguindo este cronograma, a indústria é capaz de usar plenamente seu potencial, pois o risco de acidentes e de paralisações inesperadas é reduzido de forma drástica.

Tecnologia aplicada a redução do custo de manutenção

É importante ressaltar que a tecnologia é uma grande aliada dos empreendedores, principalmente quando se trata de reduzir custos, ou de otimizar a produção.

O time de manutenção é capaz de acompanhar, em tempo real, as condições de uma máquina. Isso ocorre, por meio de recursos avançados, como sensores capazes de detectar as menores variações de:

  • temperatura;
  • vibração;
  • e ruídos.

Tal recurso permite que reparos sejam realizados de forma mais precisa, reduzindo ainda mais os riscos de que uma falha grave gere prejuízos. Para fazer uso dele, porém, a empresa precisa contar com profissionais capacitados, alinhados as exigências da revolução industrial 4.0.

Por fim, contar com o suporte de uma empresa especializada é o meio mais eficiente de realizar reparos, verificações e troca de peças, de forma eficiente.

Você gostaria de contar com o apoio de uma empresa altamente especializada, conhecida no mercado pela qualidade de seus produtos e serviços, para otimizar a manutenção em sua indústria e assim reduzir o custo de manutenção? Entre em contato conosco e descubra as soluções da Acoplast Brasil.

Avalie e classifique este artigo.

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.