kpi

Como avaliar e monitorar o desempenho industrial? Confira!

O desempenho industrial demonstra o quão eficiente uma indústria é na realização de suas atividades. Uma vez que esse fator se reflete diretamente em seus resultados, inclusive nos financeiros, é fundamental que ele seja monitorado por um KPI ( Key Performance Indicador) adequado.

A grande questão é que, para atingir resultados positivos, a equipe de gestão precisa acompanhar a performance do negócio, uma tarefa basicamente impossível sem os indicadores de desempenho industrial.

Você gostaria de avaliar de perto os resultados de sua indústria? Leia o artigo e entenda porque o KPI industrial se tornou fundamental para a execução desse processo!

A importância de monitorar o desempenho industrial

Antes de entender como monitorar o desempenho de uma indústria, é importante ter em mente os motivos que tornam essa atividade tão necessária. Afinal, sem conhecer o objetivo por trás de uma tarefa, é difícil dedicar a ela o empenho que ela merece.

Quando falamos em desempenho industrial, estamos nos referindo ao nível de eficácia entregue por uma indústria na realização de suas atividades. Esse desempenho está diretamente relacionado a rentabilidade do negócio, porque uma fábrica pouco eficiente não usa seus recursos de forma adequada, o que obviamente reduz o retorno da operação.

Sem um monitoramento preciso de todos os processos produtivos, realizados em uma indústria, a identificação dos problemas que prejudicam seus resultados não pode ser realizada em sua totalidade. Portanto, acompanhar o desempenho industrial é vital para a saúde financeira do negócio.

Utilidade do KPI no desempenho industrial

Os KPIs são traduzidos para o português como indicadores-chave de desempenho e possibilitam uma visão estratégica do desempenho e dos resultados de uma empresa. Na prática, em um planejamento direcionado o que não pode ser mensurado não consegue ser devidamente avaliado e, portanto, fica difícil saber se realmente funciona na dinâmica de trabalho no dia a dia.

De modo geral, são esses indicadores que mostram porcentagens, índices e taxas que funcionam como pontos direcionados na experiência do gestor e permite soluções rápidas quando algo apresenta falhas. Além disso, ao aplicá-los de forma correta, se torna muito mais simples cumprir metas e objetivos estabelecidos em busca de crescimento no mercado industrial.

Antes de falar sobre os indicadores relacionados à produtividade industrial, é essencial também conhecer a utilidade das métricas que visam o lado financeiro do negócio. Afinal, para ter um bom desempenho é preciso gerenciar o caixa e garantir o bom uso dos recursos para investimentos com bom custo-benefício.

Indicadores financeiros

Basicamente, os indicadores financeiro funcionam como uma base para que as outras áreas do negócio possam cumprir suas metas e estabelecer o melhor desempenho. Com eles, por exemplo, é possível estabelecer quanto pode ser gasto com manutenção que é um fator primordial para evitar interrupções operacionais e prejuízos futuros.

Assim, esses indicadores avaliam quanto existe em caixa e o comportamento do fluxo de entradas e saídas. Entre os KPIs direcionados para o lado financeiro estão os indicadores de liquidez que mostram qual a capacidade da empresa para pagamentos.

Além disso, as métricas avaliam a necessidade de capital de giro referente ao valor necessário para cumprir os custos e os prazos médios de pagamentos e recebimentos responsáveis por contar os dias entre a data de compra e os pagamentos dos fornecedores.

Indicadores econômicos

Já os indicadores econômicos são responsáveis por evidenciar o quanto a empresa está bem em relação aos resultados econômicos. O objetivo, aqui, é que fique claro quanto cada etapa de produção faz diferença nos lucros do negócio e, caso seja necessário, realizar mudanças e adaptações para que tudo fique mais dinâmico e eficiente.

As métricas usadas são o ponto de equilíbrio econômico que mostra o mínimo necessário de vendas para que os custos e despesas básicas sejam cobertas. Outro exemplo está na margem de distribuição por mostrar o quanto o lucro de cada venda específica ajuda no pagamento de despesas fixas.

O ticket médio também é muito importante na avaliação dos KPIs industriais por permitir mensurar o quanto seu cliente gasta em cada compra. Em função disso, com essas informações extremamente valiosas em mãos, a empresa consegue criar estratégias mais vantajosas no fluxo de produção, definir quais produtos são mais disputados e aumentar o investimento em áreas que realmente trazem retorno financeiro para aumentar a competitividade.

Qualidade

Os produtos oferecidos precisam ser avaliados pela empresa conforme a perspectiva dos clientes. Isso é um diferencial e tanto porque os indicadores de qualidade focam nos erros cometidos pela indústria para que possam ser solucionados conforme a realidade operacional do negócio.

Sendo assim, o comum é que os KPIs usem a média das falhas ou erros cometidos no processo de processo e a quantidade de produtos feitos. Essa medicação também pode ser feito por meio de pesquisas específicas que são essenciais na gestão de processos e na redução de custos conforme os problemas são solucionados em longo prazo.

Indicadores que devem ser monitorados

Levando em consideração a importância do monitoramento industrial, é fácil perceber que ele precisa ser feito com base em indicadores confiáveis e precisos, que de fato possam ser mensurados e transformados em informações úteis para o processo de tomada de decisões.

Desempenho Industrial

Existem vários indicadores, cada um deles adequado a operação de um negócio específico. Alguns deles, porém, costumam ser adotados com mais frequência.

Dentre estes indicadores de desempenho mais utilizados, podemos citar os seguintes:

Número de produtos produzidos

Entre os diversos indicadores de desempenho, a quantidade de itens que uma empresa consegue produzir pode ser considerado um dos mais importantes. Afinal, ele aponta, de forma precisa, a capacidade atual de produção da fábrica.

Para que a medição seja completa, porém, ela precisa delimitar um espaço de tempo e verificar quantos produtos são fabricados dentro dele. Por meio deste indicador de desempenho industrial a equipe de gestão pode verificar, por exemplo, quantas peças sua linha de produção produz em um espaço de 24 horas.

Linhas de montagem mais complexas costumam dividir a fabricação de um objeto em etapas. Fazendo uso desse indicador, a equipe de gestão pode verificar quanto tempo cada setor leva para cumprir suas funções, e assim identificar gargalos em suas etapas de produção.

Produtividade homem/hora

Assim como o sinal anterior, esse indicador foi desenvolvido com a finalidade de verificar a quantidade de produtos produzidos em um determinado espaço de tempo. A diferença entre os dois é que ele realiza essa avaliação em uma escala individual, medindo o tempo que cada colaborador leva para executar suas tarefas.

Ao medir quantos itens cada funcionário é capaz de produzir em uma hora, o gestor é capaz de avaliar aqueles que estão acima da média e aqueles que estão abaixo, o que lhe permite implementar medidas para otimizar o nível de produtividade de todos os colaboradores.

Mean time to repair

Por mais dedicados que sejam os colaboradores de uma indústria, se as máquinas, necessárias para a realização de suas atividades estiverem inoperantes, eles não serão capazes de ser produtivos.

Nesse contexto, o mean time to repair tem grande importância, pois ele mede o tempo médio necessário para que reparos sejam realizados nos componentes de máquinas e equipamentos industriais.

Caso esse indicador aponte dados negativos, a equipe de gestão precisa implementar medidas para tornar o serviço de manutenção mais eficiente. Dentre elas, podemos citar as seguintes:

  • fornecer aos responsáveis pelo serviço de manutenção a capacitação adequada;
  • fornecer aos profissionais as ferramentas e equipamentos necessários para que realizem reparos;
  • garantir que a empresa tenha peças em estoque para reposição.

Tempo de inatividade

Máquinas paradas reduzem o nível de produtividade da indústria. Por esse motivo, avaliar o tempo de inatividade dos maquinários industriais é tão importante.

Caso a análise desse indicador aponte que determinado equipamento tem ficado fora de uso por muito tempo, a equipe de gestão precisa identificar os fatores que criaram essa situação. Geralmente, existem dois motivos que levam ao desligamento de uma máquina:

  • defeitos que impedem seu funcionamento;
  • falta de demanda para o item produzido pelo equipamento.

Se o fator que leva a máquina a ficar inoperante são defeitos, pode ser uma boa ideia adquirir uma nova. Agora, se a máquina em questão fica desligada por ausência de demanda, é um sinal claro para a empresa que a aquisição de um novo equipamento, do mesmo tipo, não é necessária.

Horas trabalhadas na produção

A fabricação completa de um objetivo demanda um determinado período tempo para que todas as etapas necessárias sejam realizadas. Quanto mais complexo o objeto — e maior o número de componentes para sua fabricação — mais longo costuma ser esse período.

É importante que exista um controle, referente ao prazo mínimo e máximo de produção em uma indústria. Esse cuidado é importante porque, caso o tempo gasto na fabricação seja muito alto, podem existir gargalos tornando o processo ineficiente.

Serviços de monitoramento

Apesar da grande importância dos indicadores de desempenho industrial, monitorá-los de forma manual tende a ser uma tarefa complexa. Afinal, o número de informações, que precisam ser computadas, é muito grande. Felizmente, a tecnologia tem uma série de soluções para esse problema.

Por meio de sensores e softwares especializados, por exemplo, o time de manutenção é capaz de observar fatores como a vibração e a temperatura, emitidas por uma máquina. Com base nos dados apurados pelo sistema, é possível desenvolver uma política de reparos e manutenção mais eficiente.

É válido ressaltar que algumas empresas se especializaram na prestação desse tipo de serviço, de monitoramento de desempenho por KPI, o que permite a indústrias ter sua operação acompanhada de perto, por especialistas, por um valor que se encaixa bem em seu orçamento.

Agora que você entende a importância de monitorar o desempenho industrial, gostaria de nos acompanhar nas redes sociais para ter mais informações exclusivas sobre o assunto? Então nos siga no Facebook e LinkedIn agora mesmo.

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 7

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.