durabilidade do acoplamento

Durabilidade do acoplamento: como interfere na produtividade da indústria?

As peças responsáveis por fazerem a conexão em um sistema de máquinas são os acoplamentos. Além de conectar, os acoplamentos também transmitem torque, absorvem vibrações e compensam desalinhamentos. Por ser uma peça tão versátil e importante para o setor industrial, é essencial que os acoplamentos usados sejam de boa qualidade.

A seguir, falaremos sobre a importância de se preocupar com a durabilidade do acoplamento e também mostraremos quais critérios você deve levar em consideração na hora da compra. Acompanhe a leitura e fique por dentro do assunto!

Quanto tempo dura um acoplamento industrial?

Existem muitos fatores que influenciam na durabilidade de um acoplamento, como: o alinhamento da peça, o nível de vibrações mecânicas produzido pelas máquinas, o ambiente em que o acoplamento se encontra, a intensidade dos choques, entre outros.

Além dos fatores citados, a durabilidade também depende de cada modelo. Por exemplo, os acoplamentos flexíveis do tipo pneu devem durar pelo menos 4 anos. Os acoplamentos hidráulicos podem ter uma durabilidade média de 3 a 5 anos, no entanto, caso a manutenção das peças e das máquinas seja feita corretamente, a vida útil do acoplamento pode alcançar 10 anos.

Os acoplamentos magnéticos, por sua vez, se destacam dos demais por ter uma vida útil mais prolongada. Os modelos de marcas mais conhecidas e renomadas chegam a durar 25 anos. Isso acontece porque, graças à sua tecnologia, o modelo magnético não sofre desgastes por fricção e choques entre as peças.

É claro que a marca e a qualidade do componente interferem diretamente na sua durabilidade, no entanto, até mesmo os melhores acoplamentos do mercado não vão durar muito tempo se não houver a manutenção periódica.

Os acoplamentos também são peças que precisam de manutenção, uns mais que os outros. Alguns modelos precisam ser lubrificados com certa frequência, outros possuem parafusos que podem ser trocados de tempos em tempos para que a sua vida útil seja estendida. Portanto, uma empresa que investe na manutenção de seu maquinário certamente terá acoplamentos com uma durabilidade maior.

Outro fator que prejudica a durabilidade dos acoplamentos é a instalação. Alguns modelos são tão difíceis de serem instalados ou retirados que algumas peças podem até estragar durante o processo. Alguns modelos de acoplamentos flexíveis, por exemplo, permitem a retirada do elemento elástico sem haver a necessidade de retirar o motor ou máquina acionada.

Como a durabilidade do acoplamento interfere nos processos industriais?

Quebra, falhas e desgastes são sempre um problema dentro de parques industriais, e não poderia ser diferente quando o assunto são acoplamentos. Quando um acoplamento se rompe de forma precoce, a empresa não tem outra opção a não ser interromper a sua produção para solucionar o problema.

Essa situação gera um efeito em cadeia: as máquinas precisam ser desligadas para que haja a manutenção, a empresa precisará gastar com mão de obra para fazer uma manutenção inesperada, além de fazer a compra emergencial de itens. Tudo isso acarreta em gastos extras que podem interferir na saúde financeira da empresa.

Por último, mas não menos importante, precisamos citar que pausas não programadas na produção causam atrasos na entrega de encomendas. Isso afeta não só as vendas da empresa, como também sua reputação e seu relacionamento com seus clientes e parceiros.

Mas, afinal, as máquinas não podem operar sem os acoplamentos? Em alguns casos, sim. No entanto, o resultado final do produto e o rendimento da fábrica não serão os mesmos. Como dissemos, os acoplamentos transmitem torque, logo, sem eles, as máquinas terão menos força para trabalhar. Além disso, oscilações e vibrações mecânicas não serão absorvidas, o que pode impactar na qualidade da produção.

Como escolher um acoplamento de boa qualidade?

O primeiro passo para escolher um bom acoplamento é avaliar as necessidades das máquinas e o segmento da sua empresa. Afinal, de nada adianta você comprar uma peça de altíssima qualidade se ela não realiza a função que você esperava.

Portanto, antes de procurar o modelo mais caro e inovador do mercado, converse com o grupo de engenheiros. As suas máquinas fazem muito barulho? Estão operando com pouca força? As vibrações mecânicas estão prejudicando a vida útil das máquinas? Ao responder essas perguntas, você saberá exatamente qual é o modelo de acoplamento ideal para o seu parque industrial.

Não se esqueça de levar em consideração o meio em que o acoplamento ficará. Alguns modelos não suportam temperaturas elevadas, ou ambientes com alta acidez e basicidade. Neste caso, o acoplamento pode durar pouco, mas não por ser de qualidade inferior. Se o seu parque industrial tem máquinas que trabalham em temperaturas escaldantes, não compre um acoplamento feito de borracha.

Depois de escolher o modelo, é hora de escolher a marca. Existe uma grande opção de acoplamentos disponíveis no mercado, dos mais variados preços, mas lembre-se de que o barato pode sair caro. Sendo assim, não tente economizar comprando um acoplamento barato de uma marca desconhecida, pois, além de durar pouco, ele ainda pode não atender às suas expectativas.

Escolha uma marca conhecida no mercado e que já trabalhe com acoplamentos industriais há anos. Peça a opinião de sua equipe de engenheiros, solicite recomendações de seus parceiros e pesquise sobre as marcas na internet. Tomando todos esses cuidados, temos certeza de que você vai acertar na escolha do acoplamento.

Agora que você já sabe quais são os impactos da durabilidade do acoplamento nas indústrias, fique mais atento aos modelos que estão sendo usados nas suas máquinas. Invista nos modelos certos, peças de qualidade e em manutenções periódicas. Assim, a vida útil dos seus acoplamentos será multiplicada.

Gostou das nossas dicas? Você precisa investir em acoplamentos para o seu negócio? Então, acesse o nosso site e conheça mais sobre os produtos e soluções oferecidas pela Acoplast.

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 1

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Artigos relacionados