equipamento industrial

O que avaliar na hora de escolher um equipamento industrial?

Saber o que avaliar na hora de escolher um equipamento industrial é um grande desafio para o profissional de compras técnicas. No momento da aquisição de um novo ativo para atender à necessidade de uma empresa é fundamental avaliar criteriosamente os fornecedores, prós e contras da compra, referências do fabricante, a qualidade do equipamento e a garantia oferecida.

Uma vez que a produção de uma indústria depende de seu equipamento industrial, é fácil perceber que o equipamento em questão deve ser selecionado com cuidado, levando em consideração as necessidades da companhia que vai utilizá-lo.

A compra de uma máquina inadequada, ou defeituosa, pode consumir recursos que poderiam ser utilizados na aquisição de bens com a capacidade de otimizar a produção da indústria.

Outro ponto a ser considerado é que o uso de uma máquina inadequada pode afetar negativamente os itens produzidos, causando assim um desperdício de insumos.

Embora escolher o equipamento industrial adequado seja fundamental para o sucesso de uma companhia, em determinadas situações esta tarefa pode ser complexa. Continue a leitura e descubra como executá-la corretamente!

Entenda o que avaliar na hora de escolher o equipamento industrial

Escolher o equipamento industrial não deve ser feito uma decisão a escuras ou apenas baseada em achismos. É um planejamento e cabe ao gestor industrial levantar todos os critérios de avaliação para uma escolha precisa.

Sabendo disso, separamos abaixo algumas dicas que são fundamentais para que possamos fazer uma compra que gere bons resultados e torne a produção mais capacitada para o mercado.

Confira quais são elas e entendam por que são importantes para o seu negócio:

Selecione apenas fornecedores que ofereçam um bom suporte

Quando um comprador adquire uma máquina, é óbvio que seu objetivo é usá-la para otimizar a produção de seu negócio.

A grande questão é que comprar a máquina é apenas o começo de um processo, os passos seguintes devem incluir a instalação do equipamento, a capacitação dos colaboradores para utilizá-lo e os futuros serviços de manutenção.

A empresa, fornecedora do equipamento industrial, pode tornar esse processo muito mais simples prestando um suporte adequado. Ela pode permitir, por exemplo, que alguns dos colaboradores da indústria treinem o uso do equipamento em suas dependências.

Outro ponto importante, que não deve ser ignorado, diz respeito a manutenção do equipamento.

A fabricante do equipamento fornecerá o serviço? Os funcionários da indústria podem realizá-lo por conta própria? As peças e ferramentas necessárias para a manutenção podem ser adquiridas com outros fornecedores ou apenas com a fabricante?

Contar com um suporte de qualidade tende a tornar a implementação de novos equipamentos muito mais simples. É preciso analisar, porém, se este suporte de fato é constante e quais os serviços que ele disponibiliza.

>> Confira nosso post sobre como calcular o ROI da manutenção de equipamentos.

Avalie os prós e contras da operação de compra

Dependendo do caixa da indústria, a aquisição de equipamentos usados pode aparentar ser a melhor opção. Antes de fazer este tipo de compra, porém, é importante que o comprador considere alguns pontos.

Uma vez que a máquina é usada, ela já deve ter passado várias revisões e, provavelmente, muitas das peças e componentes já não são originais, o que dependendo da situação pode afetar seu desempenho.

Um equipamento industrial novo, por sua vez, embora possa aparentar ser mais caro, tende a oferecer um melhor custo-benefício quando levamos em consideração a produtividade e os custos necessários para manutenção.

Cabe ao comprador técnico analisar os benefícios e desvantagens de cada opção e com base nelas, optar por aquela que melhor atende suas necessidades no momento.

Caso a opção mais interessante for a de adquirir um equipamento usado, é importante ter o cuidado de levar um técnico qualificado para realizar uma avaliação antes de fechar a compra.

Pesquise as referências do fabricante

Antes de contratar um colaborador para executar qualquer função, é natural que a empresa interessada realize uma entrevista em que, além de conversar diretamente com o candidato à vaga, ele analise seu currículo.

Quando esta primeira etapa tem fim, não é incomum que a empresa cheque as referências, listadas no currículo, para garantir que elas são verdadeiras.

O mesmo procedimento pode ser aplicado a um fornecedor. Antes de fechar a compra de uma máquina — um item que deve ajudar sua indústria por um longo tempo — é fundamental que o comprador converse com o fornecedor e conheça a fundo cada detalhe do produto.

Fazendo uso da internet, ele ainda pode pesquisar a reputação da empresa fornecedora e conferir a opinião de outros compradores, a respeito do produto.

Com um pouco mais de esforço, ele pode até mesmo ir a uma fábrica, onde o equipamento está em operação, e verificar seu desempenho pessoalmente.

Talvez, à primeira vista, estes cuidados pareçam ser um exagero. Mas, por meio deles, o comprador técnico pode atestar a qualidade de um equipamento industrial antes de comprá-lo. Portanto, pôr em prática essas atitudes é recomendável.

Teste o equipamento

Ver o equipamento industrial em ação é um meio eficaz para constatar se ele é eficiente, ou não, nas tarefas que deve executar.

É importante que o comprador leve em consideração, porém, que o sucesso da máquina em outra empresa não necessariamente garante que ela será capaz de atender as necessidades de sua indústria. Afinal, cada companhia tem suas próprias características e necessidades.

Por esse motivo, o método mais eficiente para atestar a eficiência de um equipamento industrial é realizando um teste. Neste momento, é importante que os seguintes fatores sejam avaliados:

Funcionalidade

As funções, exercidas pela máquina, estão alinhadas à produtividade da indústria? O equipamento é capaz de executar, de forma econômica e eficiente, a função que o comprador deseja?

Com as perguntas em mãos, é possível avaliar melhor os equipamentos e os seus fornecedores e garantir que ela forneça todos os resultados esperados para a produção.

Qualidade

Os itens produzidos pelo equipamento industrial atendem aos requisitos mínimos de qualidade estabelecidos pelo controle da indústria? Afinal de contas, equipamentos industriais estão diretamente ligados à qualidade do seu produto final.

Portanto, é fundamental fazer uma boa avaliação e entender se sua produção será afetada de maneira positiva. Do contrário, se não corresponder com os critérios de qualidade, seja necessário rever a compra.

Inovação

A tecnologia utilizada pelo equipamento é capaz de se manter no mercado por um longo período? Em comparação com a tecnologia adotada por outros fabricantes, ela está na vanguarda ou corre o risco de se tornar defasada em pouco tempo?

Levando estes itens em consideração durante o teste, e comparando seus resultados com o de testes realizados com outros equipamentos, o comprador tem a oportunidade de definir qual equipamento industrial se adequa melhor a produção de sua indústria.

Conheça o histórico do maquinário

Outra dica muito importante está ligada ao histórico do maquinário. Se você adquirir um equipamento que não é novo, que na grande maioria das vezes é baixo custo, pode parecer de início uma boa oportunidade. Mas é necessário entender mais sobre.

Nesse tipo de situação, é fundamental entender bem a fundo sobre o equipamento industrial em questão. Quanto tempo ele já foi utilizado, o tipo de produção que era aplicado, se já houve falhas técnicas que demandaram manutenções corretivas, entre outros.

É sempre bom entender se não se trata de um equipamento que tem grandes chances de dar mais problema do que solução nas suas mãos. Afinal de contas, ninguém quer ter uma máquina em mãos que mais passa em manutenção do que funcionando. Além de gerar custos, pode impactar diretamente na sua produção.

No mesmo sentido vale analisar se é um equipamento novo. Veja quais indústrias eles são utilizados. Caso você tenha bom relacionamento com pessoas de empresas, tente entender quais são os feedbacks dos usuários.

Procure pelo melhor custo-benefício

O custo benefício é um fator essencial em qualquer empresa. Não baste ter uma máquina de bom funcionamento se ela tem um custo elevado e o retorno gerado será baixo. A melhor maneira de calcular isso é por meio do ROI.

Esse indicador é Return over Investment, ou seja, na tradução livre, Retorno Sobre Investimentos. Avalie se o equipamento industrial vai gerar bons resultados na sua produção.

Para atingir essa resposta, é bom avaliar qual impacto na sua produção. Vai aumentar a quantidade total? Vai reduzir, mas vai minimizar a quantidade de custos e insumos que envolvem o produto?

Essas são perguntas fundamentais para entender se o novo equipamento tem um bom custo-beneficio ou não.

Teste o equipamento

Teste seu futuro equipamento. Muitas empresas que oferecem equipamentos contam com momentos de demonstração, como feiras. Assim, você entenderá se ele irá atender às suas necessidades de produção ou não. Além disso, será possível entender se o novo item vai gerar mais custo e retrabalho do que solução.

Compare os equipamentos industriais

Não tome decisões no escuro e baseado no achismo, em hipótese alguma. A melhor maneira de verificar se é o melhor equipamento é comparar com soluções concorrentes no mercado.

Assim, você avaliará a solução e entenderá se ela se encaixa nas suas necessidades e se o preço vale a pena ou não.

Avalie a garantia

Outro requisito importante, a ser considerado no momento de se optar por uma máquina, é a garantia. De certo modo, ela está relacionada ao suporte, pois corresponde ao conjunto de soluções, apresentados pelo fabricante do equipamento durante um determinado período, caso ele apresente falha ou defeito.

O comprador técnico deve conhecer as obrigações do fabricante, caso a garantia precise ser executada e o período em que ela está vigente.

Por fim, é válido ressaltar que algumas atitudes podem invalidar a garantia de um equipamento. Por exemplo, desmontá-lo ou fazer sua manutenção sem recorrer aos canais indicados pelo fabricante.

Como esses detalhes tendem a variar, é importante que o comprador se informe diretamente com o fornecedor do equipamento que deseja comprar.

Quer aprender técnicas de compras, indicadores e tendências para o setor de compras? Baixe gratuitamente nosso E-book Guia do Comprador técnico.

Guia Completo do Comprador Técnico

Por fim, interessado em ter acesso a equipamentos de qualidade precisa buscar por fornecedores renomados, reconhecidos no mercado por sua experiência e pela excelência de seus serviços.

Você gostaria de ter acesso a equipamentos industriais de alta qualidade, produzidos por uma empresa com mais de 20 anos de experiência no mercado? Entre em contato conosco e descubra as soluções da Acoplast Brasil.

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 10

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.