O que é gestão de ativos empresariais (EAM)?

Controlar todos os recursos de uma empresa é uma atividade que exige muito esforço e dedicação de vários setores. Para garantir um monitoramento realmente efetivo, vários processos foram desenvolvidos ao longo do ano, e um deles é EAM, também conhecido como gerenciamento ativo de recursos.

A ideia por trás desse princípio é combinar diversos elementos para garantir uma gestão mais precisa, baseada em dados e que consiga realmente alinhar os objetivos do negócio. Com a dinâmica e o alto nível de concorrência do mercado atual, basear as decisões em informações é imprescindível.

Ficou interessado em conhecer mais sobre esse assunto? Então, continue conosco nesta leitura!

O que é o EAM?

O gerenciamento ativo de recursos (Enterprise Asset Management — EAM) é uma junção de softwares, serviços, técnicas e sistemas que têm como objetivo principal gerir, manter e controlar todos os ativos de uma empresa. Sua principal função é garantir a qualidade e usabilidade dos ativos de um negócio a longo prazo.

Como hoje os negócios têm uma infinidade de elementos da sua rotina para controlar, usar as técnicas de gerenciamento ativo de recursos é fundamental. Portanto, o EAM é importante para garantir a otimização dos processos, aumentando o rendimento e reduzindo custos.

Além disso, ele melhora a conformidade com inúmeros padrões do mercado moderno, como ESG (Social, Governança e Ambiental). Também é importante para aumentar o índice de conformidade com diversas regulamentações, como LGPD e Normas Regulamentadoras.

Quais os objetivos do EAM?

Falamos brevemente sobre os benefícios que o EAM pode gerar para uma empresa. Agora, vamos falar quais são as metas que ele visa atender se bem incorporado ao negócio. Confira!

Maximizar a vida útil dos ativos

Certos ativos, como máquinas indústriais e tecnologias próprias da empresa, exigem manutenção. Seja por meio de atualizações no código ou manutenções físicas mesmo. Então, um EAM funcional consegue ajudar na organização de cronomogramas e até na previsão da gestão do valor daquele bem, permitindo insights sobre se aquilo é ou não interessante para o momento do negócio.

Reduzir os custos operacionais da empresa

EAM consegue minimizar os custos associados à operação e manutenção dos ativos, evitando gastos excessivos e ineficiências com recursos que podem deixar a produção parada por um bom tempo. Imagine um maquinário que deu defeito bem na hora de lidar com uma demanda alta de um cliente novo? Se houver uma boa integração das ferramentas de gestão, as chances de você evitar ou corrigir rapidamente o problema são altíssimas.

Aumentar a confiabilidade e disponibilidade

Este objetivo está relacionado aos dois anteriores porque fala sobre as necessidades de manter tudo funcionando quando e como deveria. Com isso, sua empresa se tornará conhecida por cumprir prazos e manter os padrões de qualidade necessários.

Gerir eficientemente o estoque

Não é incomum que sistemas logísticos façam todos os processos de dar baixa, emitir notas fiscais e enviar o produto para separação automaticamente. Quando isso é atrelado a um dashboard (painél de controle) que permita aos gerentes observar números do estoque com mais precisão, o ganho em eficiência é imensurável.

Promover a sustentabilidade e redução do impacto ambiental

Com processos mais alinhados às necessidades gerais do negócio, a empresa economiza energia, não depende tanto de papéis (devido à informatização) e pode melhorar significativamente a necessidade de aquisição de materiais de escritórios comuns.

Melhorar a eficiência operacional

A integração é altamente responsável pela agilidade nos processos operacionais de um negócio, ainda mais com a internet acessível por meio de dispositivos móveis. Por isso, ter um bom gerenciamento ativo de recursos ajuda a garantir o máximo de eficácia possível.

Tomar decisões embasadas

Por último, não podemos deixar de citar o quanto o EAM consegue ajudar os decisores a se informar melhor antes de tomar uma decisão que pode mudar os rumos de um negócio. Como tudo é integrado, é possível usar recursos de Big Data e Analytics para entender quais são as necessidades dos clientes que devem ser atendidas em um próximo ciclo ou lançamento de um produto.

Quais são os componentes do EAM?

O mais importante componente do EAM é a gestão do ciclo de vida dos ativos, que envolve a aquisição, operação, manutenção e desativação dos ativos. No caso das indústrias, por exemplo, é importantíssimo fazer manutenções preventivas dentro dos cronogramas adequados para não sofrer prejuízos enormes por maquinários parados.

Para alcançar esse objetivo, as empresas precisam usar recursos de tecnologia como IoT (internet das coisas), serviços em nuvem, inteligência artificial e big data. As empresas precisam, então, ter um time de tecnologia capaz de realizar essa integração e treinar seus colaboradores a utilizá-las.

Os gestores, por sua vez, precisam delimitar acessos e entender quais recursos serão mais bem utilizados pelos usuários de cada setor.

Como implementar o EAM?

Para fazer uma boa implementação da abordagem de EAM, você deve seguir alguns passos. Descreveremos cada um deles abaixo para que você consiga visualizá-los melhor. Confira!

Avalie as necessidades

Comece com uma avaliação das necessidades e objetivos da organização em relação à gestão de ativos. Isso inclui identificar os tipos de ativos, sua importância estratégica, condição atual e desafios operacionais.

Defina os objetivos

Estabeleça objetivos claros e fáceis de analisar para a implementação do EAM, como redução de custos de manutenção, aumento da confiabilidade dos ativos, conformidade com regulamentos e sustentabilidade. Se a sua empresa envolver exigências específicas, esta é a hora de abordá-las no planejamento.

Desenvolva um plano de implementação

Agora é hora de criar um plano que inclua as etapas, o cronograma, os recursos necessários e as responsabilidades de cada um dos envolvidos. Esse plano deve abordar a integração de novos processos e tecnologias, bem como a formação de uma equipe de implementação.

Escolha um sistema de EAM

Essa é uma etapa mais relacionada ao time de tecnologia, mas que deve ter o acompanhamento de todos que utilizarão os sistemas. Para ter os melhores resultados, considere fatores como escalabilidade, funcionalidades, facilidade de uso, integração com sistemas existentes e suporte técnico.

Ajuste os sensores e recursos

Para acompanhar em tempo real o estado dos ativos, você deve implementar sensores e outros recursos de IoT que captem os dados principais, como índice de produção e outros números que façam sentido para a estratégia.

Treine a equipe

Agora, você precisa treinar o time que usará os recursos de EAM para assegurar o melhor aproveitamento possível. Geralmente, as empresas que fornecem os sistemas de tecnologia proveem algum tipo de educação sobre os recursos, mas é interessante ter algo próprio, com a linguagem da empresa e que seja capaz de fixar melhor os processos que serão utilizados no dia a dia.

Monitore tudo

Por fim, após todos os passos acima, você deve monitorar constantemente como os processos estão encaixados à rotina e fazer ajustes nas estratégias de acordo com as necessidades. Nada deve ser engessado e nenhuma escolha é definitiva. Lembre-se disso.

Quais setores utilizam o gerenciamento ativo de recursos?

Várias empresas, de diferentes segmentos, já utilizam o gerenciamento ativo de recursos. Veja quais são eles!

Manufatura

Focando na funcionalidade das máquinas para minimizar o tempo de inatividade, além de reduzir acidentes de trabalho.

Energia

Como as estruturas aqui são complexas, o EAM ajuda a gerenciar tudo sem evitar o corte de serviços básicos.

Logística

Ajuda a otimizar a manutenção, reduzir custos operacionais e aumentar a confiabilidade dos serviços de transporte e logística.

Saúde

EAM permite que equipamentos críticos estejam disponíveis e em boas condições de funcionamento, o que é vital para a segurança e eficácia dos cuidados de saúde.

Telecomunicações

Esse é um dos setores com o maior volume de dados possível. Por isso, a gestão integrada ajuda a controlar o tráfego das torres de celular, links de internet e outras informações em tempo real.

Setor público e infratestrutura

Governos e empresas que lidam com serviços públicos geralmente sofrem com a ineficiência de alguns órgãos. Porém, o EAM é um recurso que visa facilitar bastante a rotina dos processos e é muito bem-aceita em partições públicas.

Aeroespacial e defesa

Decisões precisas são o fundamento desse setor que exige números integrados para evitar incidentes e controlar remotamente equipamentos espaciais ou artigos de defesa, incluindo estratégias e posicioamento de ativos.

Indústria petroquímica

Instalações de extração, refino e distribuição também são muito complexas e lidam com milhões ao mesmo tempo. Por isso, o uso de um bom gerenciamento ativo de recursos é fundamental.

Agricultura

Por fim, temos o pilar da economia brasileira: a agricultura. Engana-se quem pensa que as tarefas do campo ainda são totalmente braçais e não-informatizadas. Hoje, é muito mais fácil fazer a gestão com dados sólidos sobre climas, expectativas de safras e afins pautados na tecnologia que o EAM oferece.

Chegamos ao fim do nosso guia, mas queremos reforçar que você não deve negligenciar a força e o impacto positivo da integração dos dados por meio do EAM na sua empresa. Considere os benefícios que apresentamos ao longo do texto para que você não fique para trás no mercado tão competitivo e dinâmico quanto o moderno.

O ideal é contar com a ajuda de uma empresa especializada, mas pequenas ações do dia a dia podem fazer toda a diferença rumo aos passos necessários para uma boa implementação. Comece analisando as necessidades do seu negócio, quais são os principais pontos que se beneficiariam e estude os melhores planos para, de fato, dar esse salto.

Se este conteúdo foi útil, nosso artigo sobre os tipos de monitoramento de ativos também será! Aproveite a visita em nosso blog e leia agora mesmo!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 1

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.