Lean Manufacturing: 4 dicas certeiras para implementar na empresa

Nesta imagem temos a palavra "Lean" em blocos (cada bloco representa uma letra da palavra). Ela foi utilizada para representar o artigo sobre lean manufacturing.
6 minutos para ler

Para entender o que é o lean manufactoring, temos que voltar um pouco no tempo.

Durante a década de 50, o Japão passava por uma crise econômica agravada pela destruição causada pela Segunda Guerra Mundial.

O país seguia o modelo de produção em massa idealizado por Henry Ford. Mas, as empresas automobilísticas já não tinham recursos e nem espaço suficiente para se sustentarem com este modelo.

Foi aí que a Toyota Motors inovou o seu sistema de produção. Assim, cria-se a base do que seria mais tarde conhecido como Lean Manufacturing.

Ao reduzir drasticamente os estoques e trocar a produção em massa pela produção puxada, o Sistema Toyota de Produção revolucionou a indústria japonesa e possibilitou a retomada do crescimento econômico do país.

O sistema deu tão certo que na década de 90 ele foi objeto de um estudo acadêmico! Onde definiu as diretrizes para a filosofia mais popular do meio industrial atualmente: a manufatura enxuta.

A ideia do Lean Manufactoring é otimizar a cadeia de valor

O valor do Lean é gerado a partir da percepção do cliente, mas é produzido pelo fabricante.

A produção então usa a ideia de valor como um guia, adaptando todos os processos para atender à demanda estabelecida pelos compradores.

Essa ideia é disruptiva em relação ao modelo de produção da Ford. No modelo Ford o cliente geralmente não tem muitas opções de escolha sobre atributos do produto como cor ou modelo.

Com um objetivo bem definido pelo cliente, a produção enxuta busca um fluxo de trabalho focado em entregar exatamente o que é esperado pelo cliente.

Assim, cada etapa da produção deve percorrer o caminho mais curto para transformar os recursos da empresa naquele desejo do cliente, caracterizando assim um fluxo de valor.

Para conseguir encontrar este caminho, é preciso reduzir ao máximo os desperdícios. Portanto, executa-se apenas tarefas que agregam valor à produção.

Lean: a produção acontece para entregar o que o cliente deseja

Um dos grandes desperdícios a serem evitados no modelo Lean é a ocupação do espaço com estoques.

A manufatura enxuta produz com o objetivo de entregar os produtos para o cliente final assim que eles estiverem prontos, e não para deixá-los no pátio.

O método conhecido como produção puxada parte do princípio de que um produto só começa a ser manufaturado quando há uma demanda do mercado para que isso seja feito.

Apesar de reduzir estoques, este método não permite que o cliente tenha acesso ao produto assim que ele decide comprá-lo. Como o tempo se tornou um parâmetro crítico da produção, foram realizados diversos estudos para identificação de oportunidades de redução do Takt Time da produção.

Com o objetivo de criar um fluxo contínuo de trabalho, a filosofia Kaizen do pensamento lean busca a perfeição em todas as etapas do processo produtivo na indústria.

Dicas para implementar o Lean Manufacturing na sua empresa

Agora que você já sabe o que é o Lean Manufacturing, vamos falar sobre como implementar este modelo na sua empresa em 4 dicas simples e práticas?

Confira abaixo!

Alinhe o planejamento com as demandas do mercado e com a sua equipe

O planejamento no modelo enxuto é muito mais dinâmico e vivo do que no modelo de produção em massa, justamente porque a produção precisa variar de acordo com as necessidades do cliente.

Para isso, a gerência precisa ser eficiente em comunicar as metas estabelecidas com toda a equipe sempre que ocorrerem tais variações.

Assim, com essa proximidade entre operação e planejamento, fica mais fácil implementar a cultura da manufatura enxuta.

Mantenha o foco na melhoria contínua

Melhorar processos no pensamento lean significa reduzir desperdícios em busca da perfeição e isso começa com a identificação das oportunidades. Se a equipe não busca ativamente oportunidades de melhoria, os processos não evoluem e a produção perde a capacidade de se adaptar.

A filosofia Kaizen propõe a busca constante por inovações incrementais, principalmente para manter a equipe culturalmente apta a se reinventar sempre que for necessário.

Entenda seus processos e faça com que sua equipe os entenda também

É fundamental que a equipe seja treinada para monitorar indicadores de desempenho da produção. Esses indicadores são obtidos com levantamento de dados e posterior análise. Para que assim esses dados sejam transformados em informação útil na tomada de decisão por parte da gerência.

Lembre-se! Seja qual for o método ou ferramenta usada para estudar o processo produtivo, mantenha a equipe curiosa sobre o que acontece no chão de fábrica.

Crie lideranças e atribua responsabilidades

Reduzir perdas de forma contínua exige comprometimento e foco, o que requer liderança e metas bem definidas.

Uma equipe responsável por um tipo de metas é estimulada a cumpri-las, pois recebe:

  • Reconhecimento;
  • Aprendizado;
  • Crescimento profissional.

Atribuir responsabilidades cria um clima organizacional compatível com a cultura Lean. Além, também, de facilitar o acompanhamento de cada meta por meio da comunicação com o líder responsável.

Existem muitas formas de se aplicar estes conceitos no ambiente industrial, tais como:

  • Análise e padronização dos fluxos de trabalho para redução de perdas;
  • Sinalização visual para fluxo de materiais (KanBan);
  • Abastecimento organizado de estoques (First In First Out);
  • Uso de tecnologias de automação industrial;
  • Compra e armazenamento de peças agrupadas em kits;
  • Sistema ERP integrado com a cadeia de suprimentos;
  • Dentre outras.

O Lean Manufacturing só é implementado quando toda a cultura organizacional está alinhada com os princípios da manufatura enxuta.

Isso significa envolver todos os níveis hierárquicos da empresa, desde o operacional até o gerencial, no comprometimento com a redução de desperdícios e melhoria contínua da performance da produção.

A mudança de paradigma vivenciada pela indústria nos últimos 70 anos acompanhou o crescimento exponencial das grandes potências econômicas mundiais.

Depois que o Japão deu o ponta pé inicial para a modernização por meio do toyotismo, o mundo inteiro passou a estudar este modelo. Assim, muitas indústrias passaram a aplicá-lo como forma de manter a sua competitividade em alto nível.

Diversas metodologias como o Lean Six Sigma foram popularizados desde então, contribuindo para melhores processos e mais produtividade.

Agora que você já aprendeu sobre o lean manufactoring, quer saber mais dicas sobre como tornar sua produção mais enxuta?

Veja neste artigo algumas dicas sobre manutenção autônoma e acompanhe os próximos posts!

Até a próxima!

Lean Manufacturing: 4 dicas certeiras para implementar na empresa
5 (100%) 1 vote
Você também pode gostar

Deixe um comentário