limpeza de máquinas industriais

Limpeza de máquinas industriais: entenda a importância

Se levarmos em consideração que indústrias, independentemente de seu tipo ou área de atuação, tem sua produção baseada em máquinas e equipamentos, é fácil chegar à conclusão de que impactos negativos ocasionados pela sujeira têm a capacidade de reduzir sua produtividade.

Por essa razão, é vital que a limpeza de máquinas industriais seja uma pauta que receba os devidos cuidados de manutenção em seu planejamento com foco em resultados positivos em longo prazo. A grande questão é: como executar esta tarefa?

Leia o artigo e descubra agora o que fazer para garantir a limpeza de máquinas e dos equipamentos em sua indústria!

Considere a segurança

Para que uma máquina opere de maneira eficiente, ela precisa receber alguns cuidados para garantir que seus componentes estejam sempre em condições ideais. Um desses cuidados é a lubrificação industrial, que é necessária para evitar problemas com atritos e até mesmo superaquecimento.

Porém, algumas vezes, esses materiais e óleos lubrificantes podem conter químicas pesadas, capazes de causar danos ao ser humano em caso de contato direto. Por essa razão, os profissionais designados para a limpeza precisam usar luvas e outros equipamentos de proteção.

Mecanismos perigosos

Outro ponto importante, que obviamente não deve ser desconsiderado, é o fato de que os equipamentos usados na indústria podem ter mecanismos perigosos, como lâminas, prensas e orifícios em que membros podem ficar presos.

Tal característica exige que os colaboradores sejam muito cuidadosos, pois qualquer distração ou movimento equivocado resulta em acidentes. Por fim, por mais que esse cuidado seja fundamental, é sempre válido ressaltar que máquinas e equipamentos devem ser desligados e naturalmente resfriados, antes de qualquer limpeza.

Utilize produtos adequados

Embora alguns materiais, como os lubrificantes adequados, sejam úteis para que o maquinário opere em melhores condições, outros produtos podem ser extremamente nocivos e acelerar processos de desgaste e, em alguns casos, danificar por completo peças e componentes.

Isso torna necessário que os responsáveis pela limpeza confiram, nas especificações do equipamento fornecidas por seu fabricante, quais substâncias podem ser usadas no processo de limpeza.

A grande questão é que alguns tipos de sujeira são tão complexos que, para que a limpeza de máquinas industriais seja realizada com sucesso, os responsáveis pela tarefa precisam fazer uso de produtos e de substâncias químicas fortes — uma situação que pode colocar o próprio colaborador em risco, devido à natureza tóxica desses produtos.

Nessas situações, é necessário que os profissionais responsáveis pela tarefa usem equipamentos de proteção. Além disso, é importante que eles diluam os produtos de limpeza de acordo com as orientações técnicas, de modo a evitar que sua química danifique os componentes das máquinas.

Lembre-se da parte interna do equipamento

Quando pensamos na limpeza de uma máquina, é fácil lembrar de seu exterior e das partes que podemos ver, como controles e alavancas. A questão é que o seu interior e componentes internos podem acabar sendo esquecidos — um erro que obviamente prejudica a máquina em questão.

Por esse motivo, é fundamental que os responsáveis pela limpeza tenham os conhecimentos necessários para acessar o interior da máquina e limpá-la. Nesse ponto, é importante ressaltar que algumas partes, como os circuitos do controle, tendem a ser mais sensíveis e a exigir cuidados de limpeza diferentes.

Levando esse fato em consideração, é interessante que o time de limpeza receba o devido treinamento, para que os seus participantes saibam como limpar corretamente cada peça e componente da máquina. Esse cuidado tem o potencial de reduzir tanto acidentes quanto danos às máquinas industriais.

Evite que a sujeira se acumule

Quando a limpeza de máquinas industriais não é feita com a devida frequência, a sujeira começa a se acumular e se torna mais pesada. Essa é uma condição que dificulta sua limpeza e higienização e pode forçar os responsáveis pela tarefa a usar produtos mais fortes, com mais potencial de prejudicar os componentes do equipamento.

Com a finalidade de evitar esse problema, é importante que o time de manutenção crie um cronograma de higienização, agendando de forma eficiente as datas em que cada equipamento deve ser limpo.

Para garantir que o cronograma de fato seja eficiente, é importante que ele seja elaborado com base nas orientações do fabricante e nos dados históricos apurados pelo time de manutenção.

Tente planejar a limpeza fora do horário de trabalho

Uma vez que a limpeza de um equipamento costuma levar um tempo considerável, realizá-la durante a operação tende a ser uma ideia ruim, pois isso pode prejudicar os processos, atrasar a produção e até mesmo gerar prejuízos.

Além disso, como a limpeza de máquinas industriais exige muito cuidado e atenção, o fluxo diário de colaboradores pode causar distrações e levar os responsáveis por ela a cometer erros.

Por esse motivo, o ideal é que o cronograma de limpeza e higienização do maquinário industrial elabore um planejamento em que as limpezas sejam executadas em dias que a indústria não funciona. Ou, ao menos, em datas e períodos em que o fluxo de colaboradores próximos à máquina que será limpa seja menor.

Outro ponto importante é garantir que tanto o cronograma de limpeza quanto os cuidados de segurança que devem ser adotados sejam devidamente seguidos. Essa é uma tarefa que exige a atenção dos gestores, principalmente daqueles que estão mais próximos do time responsável pela limpeza.

Por fim, é importante ressaltar que, embora a limpeza de máquinas industriais seja indispensável, ela precisa ser seguida por outros cuidados, como um serviço de manutenção e verificação eficiente. Afinal, por mais limpa e bem cuidada que seja uma máquina, é natural que, com o passar do tempo, seus componentes comecem a se desgastar e sofrer avarias.

Etapas de limpeza de máquinas na indústria

O mais indicado é que, no ambiente de trabalho industrial, a limpeza aconteça em duas etapas. Primeiro, os resíduos e sujeiras aparentes são retirados. Logo depois, as máquinas, os componentes e os ambientes de modo geral são desinfectados. Esse processo pode ser realizado de forma manual, por profissionais qualificados, ou por hidrojateamentos.

Para que tudo aconteça com eficiência, o planejamento de higienização precisa ser feito com técnicas específicas e personalizadas conforme o andamento do serviço realizado. Os equipamentos mais utilizados, em uma situação como essa, são as lavadoras de alta pressão, panos de microfibra, máquinas de higienização e sanitização e produtos responsáveis por remover resíduos específicos.

Trabalho intenso

Vale ressaltar que a limpeza e a higienização de máquinas industriais é um trabalho intenso e extremamente cauteloso. Tudo é muito diferente de uma limpeza comercial comum e, por isso, exige um planejamento detalhado, pois os equipamentos e produtos especiais variam de acordo com o segmento industrial da empresa e os tipos de máquinas utilizadas no processo operacional.

Isso implica também no tempo médio de cada limpeza, que deve ser acompanhado de perto para mensurar as paradas programadas de manutenção, por exemplo, e gerenciar prazos e jornadas dos colaboradores com maior exatidão. O tempo de higienização, no entanto, costuma variar de maneira muito particular conforme os resíduos produzidos e os tipos de equipamentos utilizados.

Condições especiais

A limpeza de máquinas industriais exige alguns cuidados especiais em suas etapas. Um bom exemplo disso está nos equipamentos que não podem ter paralisações para a higienização com a limpeza feita com um líquido específico capaz de tirar resíduos sem interromper uma produção.

Avisos de segurança também são indispensáveis, principalmente em pisos que precisam ser limpados com frequência e devem ser esfregados com esfregões condizentes com o tamanho, espremedores e baldes. Tanques e silos, tubulações e salas de máquinas podem conter resíduos oleosos, químicos, lama ou cimento. Diante disso, aparelhos de medir gases, compressores de ar e exaustores são os principais aparelhos usados na limpeza.

Já superfícies mais altas, como máquinas, janelas, balcões e espaços estreitos, devem ser higienizados com utensílios que alcancem todos os pontos. Com isso, fica mais simples manter a desinfecção, inclusive, em locais em que circulam muitas pessoas no dia a dia de trabalho.

Destinação de resíduos

O descarte dos resíduos da limpeza precisa ser feito corretamente pela empresa. Normalmente, os profissionais envolvidos em higienização industrial recebem treinamento específico sobre o assunto para direcionar de maneira correta o andamento do trabalho. Isso é importante porque lixos contaminantes, por exemplo, precisam ser incinerados em locais indicados e não descartados com o lixo comum.

A higienização industrial exige esse tipo de conhecimento para que a empresa possa seguir as orientações da legislação e atender às normas sustentáveis em relação ao meio ambiente. Sem contar a segurança dos colaboradores, do ambiente de trabalho e do próprio endereço em que fica a companhia.

Para evitar problemas e manter a limpeza de máquinas industriais, o time de manutenção deve verificar com frequência as condições gerais, seguir as orientações do fabricante em um serviço de manutenção preventiva. Além disso, uma solução em monitoramento de ativos também é muito útil neste momento!

Gostou das informações do artigo? Então, siga-nos no Facebook e LinkedIn para ficar por dentro de outras novidades sobre o assunto!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 1

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.