lubrificante industrial

Lubrificante industrial: qual sua importância e como escolher o adequado

Os lubrificantes industriais exercem um papel importantíssimo no trabalho de proteger a integridade e aumentar a vida útil de equipamentos e máquinas. Quando devidamente escolhidos e aplicados, óleos e graxas minimizam os danos causados por altas temperaturas, vibrações, corrosão e atritos.

A operação de uma indústria só é possível por meio de máquinas e equipamentos que, via de regra, ficam em funcionamento por longos períodos.

Levando em consideração a importância que esses itens têm para a produção, medidas devem ser implementadas para prolongar sua vida útil. Dentre essas, podemos citar o uso do lubrificante industrial.

Esse composto, produzido por empresas especializadas, tem a capacidade de proteger os componentes de maquinários de problemas capazes de danificá-los, como o atrito e o aumento da temperatura.

Você gostaria de aprender mais a respeito dessa substância, tão necessária no dia a dia de uma indústria? Continue a leitura e entenda o que é um lubrificante industrial e descubra como identificar o mais indicado para seus equipamentos!

O que é lubrificante industrial?

De um modo mais simples, podemos descrever o lubrificante industrial como uma espécie de óleo com a capacidade de proteger os componentes de máquinas e equipamentos de fatores prejudiciais à sua durabilidade. Dentre estes fatores, podemos citar:

  • altas temperaturas;
  • vibrações;
  • corrosão;
  • atritos.

É válido ressaltar que os lubrificantes industriais são divididos em dois tipos diferentes, um líquido, o qual costumamos nos referir como óleo, e um mais encorpado, semissólido, conhecido como graxa. Continue a leitura e entenda a diferença entre os dois tipos de lubrificantes.

Lubrificante industrial líquido

Uma vez que a operação de máquinas e equipamentos é fundamental para a produção de uma indústria, é necessário que os óleos, utilizados em sua lubrificação, sejam de qualidade. Afinal, substâncias corrosivas podem prejudicar ainda mais as peças, ao invés de preservá-las.

Para garantir esse resultado, os lubrificantes líquidos são submetidos a uma série de testes, para garantir tanto sua eficiência quanto sua qualidade. Os lubrificantes podem ser biodegradáveis ou sintéticos, cabe ao responsável pela manutenção escolher o tipo mais adequado para a lubrificação da máquina em questão.

Lubrificante industrial semissólido (graxa)

O lubrificante industrial semissólido, pode ser descrito como um óleo, muito semelhante ao lubrificante industrial líquido, que foi combinado a agentes engrossadores e aditivos. Isso com a finalidade de conferir um aspecto mais encorpado, necessário para algumas ações realizadas pela equipe de manutenção.

Assim como ocorre com o lubrificante líquido, o semissólido é submetido a uma bateria de testes, para averiguar sua eficiência e qualidade. Além disso, esse também pode ser biodegradável ou sintético.

Os lubrificantes líquidos são capazes de fornecer uma proteção maior para os componentes de máquinas e equipamentos, principalmente contra os efeitos de altas temperaturas e da oxidação.

Apesar desse fato, porém, os lubrificantes semissólidos são os únicos capazes de cumprir determinadas funções, por esse motivo, também são amplamente utilizados.

Portanto, cada tipo de lubrificante tem uma função específica e tende a entregar resultados relevantes, desde que usado de forma adequada.

Por que ele é tão importante?

Agora que você sabe o que são os lubrificantes industriais, e conhece as principais diferenças e objetivos de seus tipos, é hora de compreender de modo mais claro porque sua utilização é tão importante para que fábricas e indústrias desempenhem suas funções de forma produtiva.

Continue a leitura e descubra alguns dos principais benefícios auferidos pela implementação correta da lubrificação industrial.

Redução de custos

Uma vez que a lubrificação industrial, quando feita de forma correta, reduz o estresse, sofrido pelos componentes de máquinas e equipamentos em operação, ela faz com que eles apresentem menos defeitos. Assim podem ser utilizados por períodos mais longos, sem a necessidade de trocas.

Como o número de troca de peças é reduzido, elas podem ser compradas em menor quantidade. O que reduz não apenas os gastos com a aquisição de insumos, mas também os custos necessários para armazená-los de forma adequada no estoque.

Aumento de produtividade

O aumento da produtividade é outro benefício direto, fornecido pela lubrificação industrial. Ele está diretamente conectado ao fato de que ela permite que as máquinas, em uma indústria, trabalhem por períodos mais longos.

Afinal, a quantidade de itens produzidos costuma aumentar de forma proporcional ao aumento do tempo médio de operação da máquina.

Máquinas mais seguras

Equipamentos bem lubrificados, que recebem a atenção necessária da equipe de manutenção, tendem a operar de um modo mais seguro, segundo os padrões estabelecidos por seus fabricantes, o que reduz os riscos de acidentes para seus operadores.

Uma vez que o colaborador nota que sua segurança aumentou, ele se torna capaz de trabalhar de forma mais produtiva, o que apresenta impactos positivos sobre os resultados da indústria.

Aumento de rentabilidade

Por fim, o aumento da produtividade de uma indústria, somado a redução de seus custos com manutenção e aquisição de peças, representa um aumento significativo em sua rentabilidade. De modo que a empresa passa contar com mais recursos em caixa para novos investimentos e contratações.

Como escolher o lubrificante industrial mais adequado?

A lubrificação industrial está diretamente ligada a eficiência de uma indústria. Feita de modo correto, ela protege os componentes de máquinas e equipamentos.

Mas, caso algum erro seja cometido em sua execução a máquina pode até sofrer avarias, o que significa que essa tarefa deve ser realizada do modo mais cuidadoso possível.

É válido ressaltar que os fabricantes, das máquinas e equipamentos utilizados na indústria, emitem manuais com orientações precisas a respeito do uso e dos métodos mais adequados para que o reparo de avarias, no equipamento em questão, seja feito.

Com base nas orientações contidas no manual, e nos dados de eficiência apurados pelo time de manutenção, a indústria é capaz de elaborar um plano de lubrificação alinhado às suas necessidades.

Ficou fácil perceber que a lubrificação industrial não deve ser deixada em segundo plano.

A operação de uma indústria está sujeita a uma série de fatores que interferem em sua eficiência. Dentre eles, a capacidade das máquinas é um dos mais importantes. Afinal, sem elas, a maior parte das etapas produtivas é paralisada.

Agora que você entende a importância do lubrificante industrial, que tal conhecer um pouco mais a respeito de um dos dispositivos beneficiados por sua utilização? Leia esse artigo e descubra os detalhes mais relevantes a respeito das engrenagens e de sua aplicação na indústria!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 2

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.