manutenção de mancais

Confira 6 pontos importantes sobre a manutenção de mancais

O mancal é um importante componente do sistemas de transmissão mecânica responsáveis por suportar as cargas projetadas sobre um eixo e por isso sua manutenção não deve ser negligenciada. Dadas as características dessa peça é comum que ela sofra com processos de desgastes. O que acaba criando uma necessidade de alguns cuidados específicos de manutenção.

Não é exatamente uma novidade que, para que o maquinário de uma indústria opere, os seus sistemas de transmissão mecânica precisam funcionar de modo eficiente. É nesse momento que os mancais surgem como importantes componentes desse sistema.

Manutenção em mancais

Pensando em ajudar você nessa tarefa, elaboramos este conteúdo com orientações práticas sobre esse tema! Leia o artigo e descubra os pontos mais importantes quando pensamos na manutenção de mancais!

1. Crie um cronograma inteligente de manutenções de mancais

Para que uma tarefa seja executada de uma maneira eficiente, ela precisa ser planejada com o devido cuidado. A manutenção de mancais não é uma exceção a essa regra. Por esse motivo, o primeiro passo a ser dado, pelo time de técnicos, deve ser a elaboração de um cronograma de manutenções preventivas.

A grande questão é que, para que esse cronograma de fato seja útil, ela precisa ser produzido de acordo com as demandas de cada equipamento industrial. De modo que os responsáveis por essa tarefa devem elaborar o plano com informações precisas.

Entre essas informações, podemos citar as próprias orientações, fornecidas pelos fabricantes dos equipamentos e dos mancais, e em dados históricos apurados pelo próprio time de manutenção com base em suas experiências passadas com cada equipamento.

2. Siga as normas de segurança

É importante ressaltar que, ao realizar a manutenção de mancais, os profissionais estarão sujeitos não apenas a um contato muito próximo com uma máquina industrial, o que já acarreta alguns riscos, mas também a substâncias e fluidos que são aplicados em suas peças.

Levando esse fato em consideração, é fundamental que os técnicos responsáveis sigam as normas de segurança, estipuladas para o equipamento. Além disso, é importante que todos os profissionais façam uso dos equipamentos de segurança.

Esse cuidado se faz necessário para reduzir as chances de que algum acidente ocorra durante os processos de manutenção.

3. Verifique as condições físicas do componente

Uma vez que a tarefa dos mancais é suportar toda a carga colocada sobre o eixo, durante a sua operação, esse componente tende a sofrer muito estresse durante a sua operação. Por esse motivo, durante a manutenção, o time de técnicos precisa analisá-lo em busca de fatores como danos e desgastes acarretados pelo atrito.

Além disso, é importante que os técnicos verifiquem outros pontos com a capacidade de indicar problemas no mancal. Como exemplos, podemos citar o aumento de temperatura e a incidência de ruídos.

Caso algum dano seja identificado, é necessário que a parte problemática seja devidamente substituída.

4. Confira os níveis de lubrificação dos mancais

Como a maior parte dos problemas, aos quais os mancais estão sujeitos, estão relacionados a atritos, uma lubrificação industrial eficiente é de suma importância. Afinal, produtos lubrificantes, como óleos e graxas, tem a capacidade de diminuir os atritos durante a rotação do eixo. Elevando assim a vida útil do mancal.

Por essa razão, é importante que o time de técnicos verifique, em períodos previamente estipulados, os níveis de lubrificação do componente. Além disso, é importante que eles confiram se o produto lubrificante está contaminado com alguma partícula estranha.

Além disso, é importante garantir que o produto lubrificante, adotado pela indústria, de fato atende aos níveis de qualidade necessários para reduzir o atrito ao qual os mancais estão sujeitos.

5. Conheça os principais tipos de mancais

Conhecer os principais tipos de mancais também é fundamental para criar um esquema de planejamento adequado e potencializar as operações ao máximo. Isso principalmente quando a intenção é que a eficiência do sistema mecânico seja monitorada de perto para avaliar o que fazer para evitar falhas durante o trabalho.

De modo geral, existem dois tipos de mancais. Vamos falar primeiro sobre os mancais deslizamento ou de bucha. Veja a seguir!

  • mancal hidrodinâmicos;
  • mancal magnéticos;
  • mancal aerostáticos;
  • mancal hidrostáticos.

Agora os mancais de rolamentos ou rotativo que são:

  • de agulhas;
  • axial de esferas;
  • autocompressor de rolos e esferas;
  • rígido de esferas.
  • de esfera em contato angular;
  • de rolos cilíndricos.
  • de rolos cônicos.

Diferenças entre as duas opções

O mancal de deslizamento usa possui uma bucha fixada ao suporte. É usado em máquinas pesadas e equipamentos que apresentam baixa rotação no funcionamento por conseguir evitar o superaquecimento dos componentes em exposição ao atrito. Já quando usado em aplicações de maior velocidade e menos atrito, os de rolamento costumam ser os mais indicados.

Na prática, o mancal de rolamento ou rotativo suporta rolamento de esferas, de agulha ou de rolos. Elas funcionam como uma espécie de apoio do eixo. Como resultado, as esferas ou rolos giram ao mesmo tempo em que o eixo. É um suporte fixo no qual o acontece a montagem do rolamento no furo do mancal para que ele consiga suportar o eixo.

Em outras palavras, trata-se de um suporte fixo onde o rolamento é montado no furo do mancal para suportar o eixo. Em um aspecto amplo, essa opção não exige grandes esforços de manutenção e isso ajuda a reduzir custos com manutenções corretivas de maneira inteligente sem perder a eficiência.

Já o mancal de deslizamento deve ser inspecionado com mais frequência e o gestor responsável precisa marcar agendamentos de manutenção preventiva. Ele serve de apoio para os eixos girantes e seu funcionamento é baseado no deslizamento entre um eixo e uma bucha. Fica suscetível as consequências geradas pela força de atrito da rotação do eixo que tem uma carga em relação à bucha e isso pode trazer danos de vários tipos.

6. Entenda a manutenção básica em mancais

O mais indicado para manutenção em mancais é que seja avaliado inicialmente sua aplicação ou função. O intervalo nesse caso varia entre uma vez ao mês em mancal de eixo que seja responsável pela sustentação de polias. A cada dois meses em mancal de apoio. Duas vezes ao mês em mancal para cabeçote e em um intervali de 30 dias em mancal usado em motor elétrico.

Dessa maneira, vale reforçar que antes de realizar uma mantenção em mancal é extremamente necessário verificar as normas de segurança e verificar os EPIs com bastante atenção. Se mostra indispensável que essa análise passa pelo olhar experiente de um profissional para verificar se existem ruídos na, vazamentos, travamentos ou folgas na operação.

Outro ponto é procurar ajuda de um especialista neste tipo de componente e no funcionamento da máquina conforme certificação do fabricante. Assim, fica mais simples identificar a necessidade de ajustes dos equipamentos de maneira específica.

Dada a importância da manutenção de mancais, e nos impactos negativos que o maquinário industrial pode sofrer, se o componente apresentar uma falha ou defeito. É fácil perceber que ele precisa receber os devidos cuidados conforme o cronograma.

Neste contexto, contar com o suporte de um parceiro especializado, tanto na execução dos processos de manutenção quanto no fornecimento de peças e componentes, tende a ser muito útil.

Você gostaria de ter acesso a esse suporte para otimizar a manutenção de mancais em sua indústria? Entre em contato conosco e descubra as soluções da Acoplast Brasil!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 1

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Artigos relacionados