Manutenção Prescritiva

Manutenção prescritiva: entenda como funciona e quais as vantagens

A manutenção prescritiva tem como sua base principal o uso da tecnologia e possibilidade a análise de informações precisas sobre a operação. Ela traz vantagens como automação, economia, recomendações precisas, otimização da capacidade e aumento da disponibilidade. 

Com tantas inovações, a manutenção prescritiva é considerada uma verdadeira revolução na Indústria 4.0 por aumentar a capacidade competitiva da empresa e trazer um universo de possibilidades.

O melhor caminho é entender como essas análises de dados confiáveis são úteis na solução de problemas e na criação de estratégias personalizadas. A partir disso, se torna mais fácil compreender os problemas recorrentes e criar padrões de qualidade que destacam o trabalho no mercado especializado.

Quer saber mais? Vamos mostrar como a manutenção prescritiva funciona e suas vantagens. Siga a leitura.

Entenda o que é a manutenção prescritiva

Em um mercado cada vez mais concorrido, se torna necessário conhecer as falhas da operação e desenvolver um plano B de soluções diante dos imprevistos. Isso é muito importante, especialmente, no conceito de Indústria 4.0 em que os benefícios da tecnologia são usados a favor da empresa na construção do planejamento.

Na prática, a manutenção prescritiva representa um conceito de manutenção focado em aproveitar ao máximo as estratégias de coleta de dados e a avaliação dos mesmos. Esse processo estuda cada detalhe das máquinas para que seja possível entender qual a sua situação no momento e entender quando elas podem deixar de funcionar.

A visão geral de como o maquinário atua é feita de formas autônomas, com a ajuda de recursos de Inteligência Artificial e Internet das Coisas. Os resultados do funcionamento acompanhado desses equipamentos permite fazer recomendações específicas e reduzir exatamente os problemas que causam interrupções e prejuízos ao longo do tempo.

Diferenças em relação à manutenção preditiva

De maneira geral, esse conceito é muito semelhante a manutenção preditiva que tem como objetivo encontrar a raiz dos problemas frequentes na indústria para se antecipar de maneira eficiente. Um bom exemplo disso está no uso de sensores que coleta com exatidão os dados que evidenciam qual a situação de uma máquina em detalhes e seu estado de disponibilidade para a operação.

Tudo isso, a partir de sensores que são colocados em plantas fabris. Esses dados trazem respostas futuras e devem ser analisados pensando nas falhas por meio de ações frequentes nas últimas análises e no histórico geral. No caso da manutenção prescritiva, esse tipo de avaliação está em um estágio diferente.

Ela prevê as falhas e os problemas repetidos e ajuda com recomendações de ações para solucioná-las focadas nas necessidades internas da empresa. Dentro deste cenário de possibilidades em que tudo deve ser calculado em detalhes, os resultados das soluções recomendadas também devem ser avaliados antecipadamente.

Conheça as vantagens

As análises de dados e descrições muito fiéis a realidade na manutenção prescritiva são possíveis pela tecnologia adotada que desenvolvem análises com dados confiáveis e frequentes, identificação de erros e otimizam processos. Sem contar que usa ainda recursos de modelos estáticos e técnicas de previsão. A partir da aprendizagem dos softwares usados, fica mais simples padronizar as operações com qualidade, reduzir custos com erros e paralisações e na identificação do que melhorar em sua planta industrial.

Automação

Adicionar automação às operações na indústria é sem dúvida uma das principais vantagens da manutenção prescritiva. Afinal de contas, ao trazer soluções tecnológicas às operações, cada ponto do trabalho passa a ser monitorado e esses resultados são entregues em tempo real aos responsáveis para impedir que estratégias desalinhadas sejam colocadas em prática.

Se antes era preciso esperar até que uma falha acontecesse para saber que o planejamento tem falhas, agora é possível identificar equívocos no estágio inicial. Outro ponto muito importante na conscientização de quanto maior for o nível de automação na indústria, mais produtivos serão os colaboradores e as máquinas, atividades desnecessárias são eliminadas e a competitividade aumenta.

Economia

Contar com diversas tecnologias pode até parecer ter um custo muito alto. No entanto, quando se coloca na ponta do lápis todo o retorno oferecido na operação, digitalizar os processos se transforma em um verdadeiro investimento em economia em longo prazo. Se a cada paralisação na operação, os prejuízos são praticamente incalculáveis, recursos para prevê-los também fazem toda a diferença no custo-benefício.

Recomendações precisas

As tecnologias envolvidas na manutenção prescritiva permitem identificar as falhas com extrema rapidez e exatidão nas informações. Ou seja, sem precisar de vistorias de profissionais nas máquinas, você consegue ter relatos do que acontece com recomendações precisas de soluções. Isso é uma economia de tempo na definição dos processos muito importante. Entretanto, se torna indispensável ter um nível de resposta nas ações igualmente rápido e eficiente para que tudo aconteça como o esperado.

Otimização da capacidade

Potencializar os níveis da operação permite que os colaboradores foquem realmente no que faz o trabalho alcançar excelentes resultados. Com a ajuda da manutenção prescritiva, se torna possível olhar além das condições particulares de cada equipamento, como também as condições operacionais que possuem extrema importância.

Aqui entram temperatura do chão de fábrica, pressão, fluídos usados e vibração. Cada detalhe é devidamente considerado para agilizar a tomada de decisão dos gestores, colocar as estratégias em prática e trabalhar com diagnósticos capazes de reduzir custos e aumentar a qualidade em todas as etapas.

Aumento da disponibilidade

Outra questão que deve ser colocada em prática é o aumento da disponibilidade que é determinante na produção. Como os erros que causam despesas nas máquinas são identificados antes de ficarem aparentes aos olhos dos profissionais humanos, essas peças não chegam a causar os problemas que trariam gastos e indisponibilidade. Com isso, além de produzir a quantidade ideal, ainda é possível cumprir, fidelizar clientes e trazer mais segurança as etapas e aos colaboradores como um todo.

Manutenção prescritiva na prática

Uma máquina em que é possível prevenir os reparos, costuma ser muito mais vantajosa ao financeiro do que uma substituição de peças, por exemplo. Acontece ainda a redução de gastos com suprimentos e de tempo em que cada situação deve levar.

A programação de manutenção com a preditiva como prioridade não permite que a operação fique no escuro. Dessa maneira, a etapa inicial é o diagnóstico, seguida por análises de tendência a falha e da identificação de técnicas na manutenção prescritiva. São elas:

Vale ressaltar que cada uma destas técnicas vai focar na identificação de um modo de falha para aumentar a confiança nos resultados.

Pronto! Agora você já sabe como a manutenção prescritiva funciona e as vantagens de colocá-las em prática. O mais importante é considerar que quando se trata de gastos na indústria e a prevenção sempre vai ser muito mais vantajosa do que a reparação. Com isso, a renovação das suas estratégias deve atender as necessidades e as possibilidades atuais da empresa.

Gostou das informações do artigo? Então, curta nossa página no Facebook e fique por dentro de outros conteúdos relacionados ao tema.

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 1

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.