O que é manutenibilidade

Como a manutenibilidade é uma forte aliada para as plantas industriais?

A manutenibilidade (ou manutenabilidade) descreve a disponibilidade das máquinas industriais e a qualidade da manutenção realizada. Assim, descreve a probabilidade de um equipamento voltar ao seu desempenho máximo depois de passar por uma manutenção.

Diante de tantos desafios e da complexidade das plantas industriais, encontrar soluções que direcionem os gestores para o melhor resultado é indispensável. Diante disso, o conceito de manutenibilidade (ou manutenabilidade) se torna o responsável por trazer mais precisão e segurança ao trabalho e facilitar a identificação de danos aos ativos e equipamentos.

O melhor caminho é compreender que calcular manutenibilidade é avaliar a probabilidade de um equipamento voltar ao seu desempenho máximo depois da manutenção. Cada passo, nesse caso, deve se desenvolvido com foco em eliminar as chances de paradas da produção e trazer o máximo de qualidade em peças e soluções.

Quer saber mais? Vamos falar sobre a importância da manutenibilidade em plantas industriais. Acompanhe!

Entenda o que é manutenibilidade

A manutenibilidade descreve a disponibilidade das máquinas industriais e a qualidade da manutenção realizada. Também chamada de manutenabilidade, se mostra fundamnetal para que o gestor tenha uma perspectiva mais clara do funcionamento da operação. Isso porque essas informações dependem muito dos conhecimentos que são aplicados nas atividades diárias e potencializam os indicadores de produtividade.

Tudo envolve, no fim das contas, a facilidade com que se pode realizar a manutenção dos componentes, equipamentos, sistemas e máquinas. Apesar de ainda ser pouco discutida nas plantas industriais, existe uma normal específica que rege os principais termos e conceitos relacionados com o termo.

É a Norma NBR 5462 que faz referência sobre o conceito de manutenibilidade de modo geral e as melhores formas de aplicação. Aqui, ainda é abordado questões relacionadas à confiabilidade e se refere a capacidade de um item ser preservado ou recolocado nas condições necessárias para realizar suas funções conforme condições de uso de maneira que a manutenção é feita em condições determinadas de meios prescritos.

Manutenibilidade baixa

Para que você entenda do que se trata em um cenário mais prático, vamos falar sobre uma máquina de engrenagens que faz empacotamento. Sendo que ela é uma das principais responsáveis pelo sucesso da produção.

Quando ela deixa de funcionar, automaticamente todo o processo é interrompido e a empresa não consegue cumprir com os prazos determinados previamente. Durante o levantamento que presquisa as falhas da máquina, depois de identificar o número de vezes em que ficou parada, a conclusão é que aconteceu um aquecimento acima do normal no motor elétrico, por exemplo.

De acordo com as indicações dos problemas, os especializadas podem recomendar que sejam realizadas substituições semanais. A partir disso, diversos problemas tendem a aparecer. Eles vão desde ser uma atividade desconhecida pelo time interno que leva muito mais tempo para executá-la do que o estimado, ser uma peça fabricada especialmente para esse equipamento, ser um local de acesso complicado, entre outros.

Vale destacar também que é extremamente importante alinhar etapas de forma que as subtstituições aconteçam com o máximo de segurança possível. Ao avaliar as estratégias diante de tantas dificuldades, pode-se dizer a manutenibilidade da empresa para esta ação tão importante de manutenção foi muito baixa.

Aprenda a medir a manutenibilidade

O segredo para manter manutenibilidade elevada é combinar alguns fatores. Entre eles estão o procedimento, desenvolvimento, informação, antecipação, treinamento e repetição. Assim, saiba que medir a manutenibilidade não é uma tarefa simples e rápida.

Para fazê-la de forma eficiente é preciso investir em procedimentos direcionados de manutenção, capacitar as equipes, divulgar informação de qualidade, prever cenários e treinar habilidades para no final repetir todas as etapas com frequência.

A ideal é que o indicador de manutenibilidade consiga identificar quais as atividades de manutenção são mais complexas de executar. Da mesma forma que o se apresenta como soluções simples também se destaca na avaliação e faz toda a diferença na hora de criar um plano de manutenção com foco otimizar os processos.

Processos específicos

Existem diversas maneiras de calcular a manutenibilidade descritas na norma NBR 5462. O mais interessante é que não se trata de uma receita exata, cada uma delas precisa ser aplicada corretamente conforme o processo específico. Entre as principais fórmulas estão a taxa de reparo instantânea, a taxa de reparo média, MTTR- Tempo Médio Para Reparo e a RAM Reliability, Availability, and Maintainability.

Baseado nos pilares de confiabilidade, disponibilidade e manutenibilidade é possível criar caminhos em busca de uma gestão de manutenção eficiente. Além disso, esses itens impactam diretamente na sustentação do chamado Ciclo de Vida (LCC) ou em seus custos totais em um sistema desenvolvido.

Melhore a manutenibilidade

Para melhorar os níveis de manutenibilidade dos ativos de sua empresa, a principal dica é reparar os danos com rapidez antes mesmo que eles possam comprometer as operações. Em função disso, treinar a equipe adequadamente funciona como uma espécie de ponto direcionador.

Na prática, quanto mais informações os técnicos responsáveis tiverem em mãos, mais rápido será o tempo de ação. Isso vale especialmente em empresas que apresentam uma alta rotatividade de colaboradores e precisam manter os objetivos alinhados. Concentrar mais informações sobre cada ativo e as tarefas de reparação faz com que os profissionais de manutenção entendam rapidamente o que devem fazer e quais ferramentas usar.

Manutenção planejada

Quando a manutenção corretiva é o foco da produção industrial, o resultado na maioria das vezes são grandes períodos de interrupções. Já em casos de manutenção planejada, as chances de falhas e falta de segurança reduzem de maneira muito significativa. O mais important é montar um planejamento adequado e contar com a ajuda de uma empresa especializada no assunto para ter sempre peças de qualidade e serviços de manutenção personalizados.

Além de ter peças de marca de referência no mercado, também se mostra essencial oferecer um corpo técnico especializado e extremamente qualificado que realize todo tipo de assistência técnica em redutores e motoredutores. Outro ponto que você deve buscar é a agilidade com uma opção de serviço que entregue peças rapidamente e em qualquer ponto do Brasil para manter as atividades acontecendo sempre em no mais alto nível.

Agora ficou claro como a manutenibilidade é uma forte aliada das plantas industriais. É praticamente impossível que um gestor de manutenção consiga evitar qualquer tipo de imprevisto na produção, porém, com uma boa manutenibilidade, essas questões são solucionadas rapidamente e não impactam os prazos do serviço realizado.

Gostou das informações do artigo? Então entre em contato conosco e conheça soluções diferenciadas para auxiliar no aumento da manutenibilidade.

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 1

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.