o que é esg

Você sabe o que é ESG? Saiba por que está sendo tão comentado nas empresas

Em um ambiente em que investidores e consumidores estão cada vez mais atentos a fatores como responsabilidade social, os líderes e gestores precisam entender o que é ESG (Environmental, Social and Governance) para se alinhar a essa metodologia de gestão.

Isso ocorre porque, no cenário em que vivemos atualmente, as indústrias que não aderirem às novas práticas de atuação responsável e sustentável tendem a ficar para trás. Perdendo espaço no mercado e acesso a investidores qualificados.

Levando em consideração a importância deste tema, decidimos então preparar este conteúdo para ajudar você a compreender a nova tendência. Leia o artigo e descubra o que é ESG e conheça as suas principais características.

O que é ESG?

O avanço da tecnologia, e o desenvolvimento de inovações que viabilizaram a indústria 4.0, aumentaram drasticamente os níveis de exigência do mercado. De modo que, para que uma empresa se mantenha relevante, ela precisa estar preparada para atender a estes requisitos.

Sem esse cuidado, dificilmente o negócio será capaz de se manter competitivo, o que tende a comprometer a sua viabilidade ao longo do tempo.

O Environmental, Social and Governance, termo que pode ser traduzido como Ambiental, Social e Governança, pode ser encarado como um desses novos requisitos do mercado. Basicamente, ele consiste na implementação de políticas que vão de encontro ao interesse dos consumidores e dos investidores de que as empresas tenham políticas mais socialmente e ecologicamente responsáveis.

Mais do que isso, o ESG pode ser encarado como uma métrica capaz de medir o nível de engajamento de uma empresa com pautas de interesse, como a preservação ambiental, políticas de diversidade e outros temas relevantes para a sociedade.

Quais os critérios que uma empresa deve seguir para adotar essa metodologia?

Para que uma pessoa entenda o que é ESG, ela precisa compreender que a metodologia de gestão está atrelada a implementação de políticas atreladas a Sustentabilidade, a Responsabilidade Social e a Governança.

Confira algumas das características dessas políticas!

Sustentabilidade

Uma indústria sustentável precisa fazer uso de estratégias e de tecnologias para garantir que ela está usando os recursos naturais do modo mais eficiente possível. O que inclui práticas como o reaproveitamento de água, o uso da energia solar e a implementação de políticas internas de conscientização a respeito do uso de água e energia elétrica.

Mais do que se fixar apenas nessas atitudes, porém, é necessário que os gestores do negócio busquem ver o quadro de maneira mais ampla, considerando também as externalidades relacionadas a ele. Externalidades estas que podem ser descritas como resultados indiretos gerados pela indústria.

Por exemplo, para que uma indústria siderúrgica produza aço, ela precisa adquirir minério de ferro. A grande questão é que, por mais responsável que seja a empresa mineradora, sua atuação acaba gerando impactos ao meio ambiente. De modo que, quando a indústria compra esse minério, ela acaba contribuindo com esses impactos.

Mas, uma vez que o ferro e o aço são fundamentais para a sociedade, a indústria não pode simplesmente deixar de comprar essa matéria-prima. Nesse caso, uma atuação mais sustentável pede que a companhia invista em meios para remediar essa externalidade. Como um exemplo, podemos citar o reflorestamento de áreas degradadas.

Responsabilidade Social

A responsabilidade social, por sua vez, está atrelada às políticas da indústria voltadas para os seus colaboradores e para a sociedade como um todo.

Como a força de trabalho é vital para a operação de um negócio, é vital que ela seja devidamente valorizada. O que passa pelo pagamento de salários adequados, pelo fornecimento de benefícios e pela garantia de que todos os direitos do trabalhador são respeitados. Além disso, a empresa precisa investir na prevenção de acidentes para garantir a segurança do trabalhador.

É importante levar em consideração, porém, que no momento em que vivemos atualmente, a diversidade tem ganhado cada vez mais o destaque que merece. De modo que é importante que a companhia coloque em práticas estratégicas para garantir que seu quadro de colaboradores, incluindo as posições de liderança, seja o mais diversificado possível.

Quanto à sociedade, uma vez que a indústria está situada em uma região, é interessante que ela tenha políticas voltadas para beneficiar a comunidade. Como um exemplo, podemos citar estratégias de conscientização ambiental e, dependendo da localidade, até mesmo programas de capacitação profissional e de contratação de jovens talentos da localidade.

Governança

Em relação à governança, as boas práticas de ESG definem que a indústria deve tratar de forma correta os seus sócios, acionistas e investidores. O que exige que a gestão do negócio seja transparente, liberando com frequência as informações referentes ao desempenho da companhia, o que obviamente inclui seus ganhos e perdas.

Além disso, os líderes do negócio precisam manter um contato mais direto com seus acionistas e investidores, o que pode ser feito por meio de reuniões.

É importante que essa clareza também seja aplicada a remuneração do time de diretores, de modo que seus salários, benefícios e participação nos lucros precisam ser conhecidos e aceitos por todas as pessoas com participação relevante na empresa.

Por fim, é válido ressaltar que os gestores do negócio precisam estar atentos às regulamentações dos países e regiões em que ele atua. Isso para evitar que alguma lei seja violada.

Considerando os impactos negativos que o indiciamento de seus diretores podem causar à imagem de uma indústria, é fácil entender porque este cuidado é tão importante.

Por que aderir ao ESG?

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que os consumidores estão cada vez mais atentos às políticas de atuação das empresas. Muitas vezes, eles optam em pagar mais por um item produzido por uma empresa socialmente responsável, que faz a devida avaliação de riscos e pensa no bem comum, do que adquirir produtos mais baratos de indústrias menos responsáveis.

Uma realidade que tende a se tornar cada vez mais comum e que já chama a atenção dos grandes investidores, que têm priorizado os negócios socialmente responsáveis.

Neste novo cenário, é importante que as indústrias invistam na pesquisa e desenvolvimento de novas soluções, mais eficientes e sustentáveis. Esse cuidado é necessário para que elas se mantenham relevantes no mercado.

Agora que você sabe o que é ESG, e entende como funciona essa metodologia de gestão, curta nossa página no Facebook e fique por dentro dos temas mais interessantes para a sua indústria!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 0 / 5. Nº de avaliações: 0

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.