Imagem que ilustra o artigo sobre PCM, nela há uma mulher em uma indústria. Esta mulher utiliza um capacete industrial amarelo e esta observando algo em um tablet.

Fique por dentro dos pontos chave do PCM e sua aplicação na indústria

Os principais desafios que os gestores das indústrias enfrentam têm relação com as atividades de manutenção. E é por isso que falaremos sobre PCM neste artigo!

Muitas vezes, o crescimento de forma rápida da empresa causa o aumento do volume de produção, das vendas e dos investimentos em novas tecnologias para suprir as demandas.

Nesse caminho, algo pode ficar para trás: o planejamento e controle da manutenção, ou PCM.

Ao planejar as atividades de manutenção, os recursos da empresa são otimizados, há redução no número de acidentes e nas falhas dos equipamentos e máquinas. Para tanto, é necessário traçar um plano, delegando tarefas e agendando revisões e reparos com eficiência.

Se você quer saber como preparar um bom planejamento de manutenção para a sua organização, confira as dicas desse artigo.

Boa leitura!

O que é PCM?

PCM é a sigla para Planejamento e Controle da Manutenção. A partir dele, é possível gerenciar os serviços de manutenção de uma indústria, incluindo os custos, o tempo estimado entre falhas, as condições dos equipamentos e qual o tipo de manutenção deve ser aplicada.

Para isso, é necessário que o supervisor de manutenção defina quais são as melhores estratégias, alocando mão de obra, tempo e dinheiro, aumentando a confiabilidade dos processos.

O PCM permite encontrar os principais obstáculos da produção e aumentar o desempenho das máquinas. Além disso, ocorre a otimização de tempo e produtividade da equipe e a garantia da boa funcionalidade dos equipamentos.

As manutenções de uma empresa podem ser de três tipos: corretiva, preventiva e preditiva.

Portanto, veja abaixo a diferença entre elas:

  • Manutenção corretiva: esse tipo de manutenção é mais cara para a empresa, pois ela entrará em ação quando os ativos falharem;
  • Manutenção preventiva: a manutenção preventiva evita que as máquinas venham a falhar, por meio de planejamentos de manutenção que reduzem prejuízos e aumentam a produtividade;
  • Manutenção preditiva: leva em consideração o sistema dos equipamentos e ativos, ou seja, o acompanhamento por meio da coleta de dados provenientes de monitoramento e inspeções.

Assim, por ser uma medida para aperfeiçoar os processos, o PCM deve estar ligado às manutenções preventivas e preditivas.

Quais são os pontos chave do PCM?

O PCM tem três pontos chave que merecem a atenção dos gestores de manutenção.

São eles: as pessoas, os processos e os ativos.

Pessoas

O ponto de maior importância em qualquer processo são as pessoas. Elas são essenciais para o sucesso de uma empresa, pois elas gerenciam, executam e controlam as atividades, além de consumirem os produtos finais da organização.

Existem três fatores a serem considerados quando o assunto são as pessoas:

  • Treinamentos;
  • Liderança;
  • Dimensionamento da equipe.

Pessoas treinadas e que estão sob uma boa liderança, têm a capacidade de oferecer resultados incríveis para a organização.

Além disso, uma equipe bem dimensionada evita problemas de organização e melhora a qualidade do serviço, seja ele qual for.

Assim, essa soma facilita o trabalho e deixa o ambiente de trabalho muito mais leve.

Processos

Um dos aspectos críticos para um bom planejamento é a elaboração de procedimentos de manutenção.

Os processos organizam as atividades de trabalho no tempo e espaço, estabelecendo insumos e resultados e dando suporte para futuras decisões.

No mais, os processos fornecem à empresa uma visão mais clara de sua eficiência na satisfação do cliente e na realização do seu trabalho. Portanto, analisá-los permite a criação de programas para reduzir custos e tempo de ciclos, além de melhorar o desempenho organizacional.

Ativos

O foco do PCM está na gestão dos ativos da empresa, para que a confiabilidade e disponibilidade deles sejam garantidas.

O gerenciamento dos ativos é essencial para alocar investimentos e concentrar esforços nos mais críticos, que são a base dos processos da indústria.

No PCM, deve-se criar os mais adequados planos de manutenção e inspeção para todos os ativos da organização, além de atender as manutenções corretivas quando solicitadas.

Como aplicar o PCM nos setores da indústria?

A gestão de cada empresa tem objetivos distintos, o que exige que o planejamento seja adequado às características de cada uma.

No entanto, algumas etapas estão presentes em todos os casos. Confira quais são elas.

Criação do cronograma

O cronograma é fundamental para orientar os trabalhos de manutenção e garantir o fluxo das atividades.

Sendo assim, crie um cronograma a partir das ações determinadas, mas fique atento para que não haja sobrecarga nas equipes e que os prazos sejam alcançáveis por todos.

Programação de parada

As programações de parada são muito importantes na rotina de trabalho. Elas ajudam a manter o bom estado dos equipamentos e a reparar pequenas falhas antes que elas se tornem mais graves.

O PCM concede as informações necessárias para determinar o momento exato para fazê-las

Além do mais, pode-se criar um padrão de materiais e mão de obra para cada serviço, com a descrição detalhada de tudo o que deve ser executado. Isso aumenta a produtividade da equipe de manutenção.

Acompanhamento

Acompanhar os resultados também faz parte do planejamento de manutenção.

Logo, tudo o que foi programado deve ser analisado e contraposto com os resultados atingidos.

Não hesite em rever as ações quando for encontrado algo de errado.

Uso de ferramentas de instrumentação

A manutenção necessita de boas ferramentas para ser bem feita, que devem estar aferidas e em perfeitas condições.

Assim, o PCM visa determinar a frequência correta para que isso aconteça, além de fornecer informações sobre como, onde e quando as atividades serão realizadas.

Como saber se a sua empresa precisa com urgência de um setor de PCM?

A implantação do setor de PCM geralmente acontece depois de identificada a necessidade de uma gestão eficiente de manutenção.

A qualidade da gestão é retratada na saúde dos ativos e na eficiência da produção da empresa.

Veja como identificar a necessidade de um planejamento e controle da manutenção:

  • Elevado índice de manutenção corretiva;
  • Falta de indicadores de manutenção;
  • Alto índice de retrabalho nas atividades de manutenção;
  • Ausência de metas;
  • Ausência de manutenção preventiva e preditiva;
  • Grandes custos com manutenção;
  • Equipe de manutenção sobrecarregada;
  • Falta constante de peças de reposição e materiais para executar as manutenções;
  • Elevado índice de tempo de manutenção;
  • Desconhecimento dos índices de disponibilidade e confiabilidade dos ativos.

A paralisação imprevista de uma linha de produção coloca os prazos de entrega em risco, além de deixar os trabalhadores ociosos e diminuir a produtividade do setor. Dessa forma, o PCM é um ótimo método para aumentar a disponibilidade das máquinas e evitar as manutenções corretivas.

Agora que você já sabe como aplicar o planejamento e controle da manutenção na sua empresa, confira também o que é a indústria 4.0 e a importância que ela tem!

Mas, caso você queria informações sobre serviços de manutenção, como corretivas, preventivas ou preditivas, clique aqui!

Avalie e classifique este artigo.

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.