o que é pcp

Afinal, o que é PCP e quais são suas principais vantagens?

PCP é a sigla para Plano de Controle de Produção. Esse sistema de gerenciamento de produção tem como objetivo prever, controlar e otimizar a utilização de recursos, tempo e habilidade dos colaboradores para tornar mais ágil a gestão de todas as etapas do trabalho. As indústrias que aderem a esse sistema tem como principal vantagem a maior autonomia sobre seus processos.

Ter uma gestão que saiba fazer um bom planejamento é importante para qualquer empresa. Seja para realizar um novo projeto, para comprar matéria-prima, na administração do estoque ou em produções em larga escala, ter organização é fundamental para prever os investimentos e recursos que serão necessários. Tudo isso ajuda a reduzir custos e desperdícios, aumentando os lucros da companhia.

Para que isso seja possível, foram criados alguns métodos que facilitam o trabalho da gestão e trazem inúmeros benefícios, como o aumento da produtividade e da qualidade da produção. Nesse contexto, uma das ferramentas que se destaca é o PCP, ou planejamento e controle da produção.

Quer saber mais sobre o que é PCP e quais as vantagens que ele pode trazer para a sua empresa? Confira este artigo que preparamos para você. Boa leitura!

O que é PCP?

O PCP é a sigla para plano de controle de produção, que corresponde a um sistema de gerenciamento de produção. O objetivo desse método é prever, controlar e otimizar a utilização de recursos, do tempo e da habilidade dos colaboradores, e assim melhorar todo o processo produtivo da empresa. Dessa forma, o PCP facilita a gestão de todas as etapas do trabalho e a tomada de decisões.

Para que uma pessoa realmente entenda o que é PCP, é necessário que ela conheça e compreenda os 3 pilares fundamentais para que o sistema seja bem-sucedido. Isso ocorre porque, caso algum desses fatores seja implementado de modo incorreto, os resultados apresentados pelo plano de controle de produção tendem a ficar aquém do esperado.

Continue a leitura e entenda melhor o que são esses pilares e conheça suas principais características!

Planejamento

Não é uma novidade para gestores que, independentemente do tipo da indústria, e de seu porte, suas etapas produtivas estão atreladas a uma série de fatores que podem variar de acordo com o produto final que deve ser produzido.

Além disso, é importante ressaltar que, de acordo com a época do ano, com fatores externos ou internos com o potencial de afetar o mercado, a demanda pelo produto em questão pode variar.

A etapa de planejamento do PCP visa analisar esses pontos para tomar decisões como as seguintes:

  • itens que serão fabricados;
  • a quantidade em que serão fabricados;
  • o melhor momento para fabricá-los.

Programação

Uma vez que tanto os produtos quanto a quantidade em que eles serão produzidos, e o momento em que a produção deve ocorrer, são definidos, a etapa de programação consiste basicamente no mapeamento de todos os recursos e processos que devem ser implementados no fluxo de produção.

A finalidade dessa etapa é garantir que os insumos da indústria, seu maquinário e o tempo de trabalho de seus colaboradores sejam utilizados do modo mais inteligente possível.

Controle

Por mais bem-sucedidas que tenham sido as etapas anteriores, a operação de uma indústria é um processo complexo que está sujeito a erros, de modo que sempre pode ser otimizado. Por essa razão, a etapa de controle tem a finalidade de monitorar o fluxo de produção para verificar sua eficiência.

Quando bem executado, o controle de produção abre espaço para que os gestores da indústria identifiquem falhas e gargalos antes que eles se tornem problemas críticos.

O PCP depende de todos os setores que estão ligados à produção e, por esse motivo, a sua implantação é feita em conjunto, para que sejam determinadas as responsabilidades de cada um e as melhores práticas para todas as áreas que estão envolvidas nos processos produtivos da empresa.

Quais são as vantagens desse método?

As empresas que contam com planos de controle de produção têm mais autonomia sobre os seus processos, tornando possível a utilização consciente de recursos, de tempo, e o aumento da qualidade dos serviços. Confira agora mais benefícios de saber o que é PCP.

Integração

O método PCP integra todos os processos da empresa, sistematizando as informações de todos os setores para alcançar melhores resultados. O setor de vendas, por exemplo, precisa saber a quantidade de produtos em estoque, que depende dos dados da linha de produção, e assim por diante.

Monitoramento

O monitoramento é uma parte importante na gestão de uma empresa. Ao entender como funciona o PCP, é possível observar as falhas e os gargalos de produção para implantar as soluções e dar mais qualidade ao serviço.

Informações em tempo real

Muitas organizações sofrem com a grande quantidade de informações que precisam processar e gerir. Na indústria não é diferente, pois qualquer dado pode significar uma grande decisão, que vai afetar toda a empresa. Por isso, ter acesso a tudo isso a qualquer momento é fundamental para o andamento da produção.

Melhor uso da capacidade

Desenvolver a capacidade da produção significa aproveitar o máximo do potencial das máquinas e dos trabalhadores. Para alcançar esse objetivo, é importante investir no treinamento dos funcionários, bem como no cuidado e manutenção de todos os equipamentos necessários para realizar as atividades.

Redução de desperdício

O desperdício de matéria-prima e o mau uso do tempo são alguns fatores que causam prejuízo na indústria. Por esse motivo, é essencial entender o que é PCP e aplicar esse método para escolher os materiais mais adequados para a produção, assim como o número ideal de trabalhadores em cada setor e a capacidade do estoque. Todos esses fatores podem ser planejados corretamente com auxílio do PCP.

Melhor tomada de decisão

Ao ter acesso a informações precisas, fica mais fácil direcionar os funcionários para os setores certos e monitorar a linha de produção de forma eficaz. Além disso, o PCP permite a identificação das falhas do processo, para que a gestão possa tomar as decisões certas e melhorar o andamento dos serviços.

Como executar o PCP?

Se você deseja levar o conceito do que é PCP para a sua empresa, veja agora quais são as principais etapas para colocar esse método em prática.

Previsão de demanda

Conseguir prever a demanda dos produtos permite o dimensionamento da produção e a compra dos insumos e materiais necessários para cada atividade. No PCP, essa etapa se torna mais importante, pois a organização pode colocar em prática algumas estratégias voltadas para o estoque.

Planejamento da capacidade de produção

Com as informações da previsão de demanda, a gestão pode verificar qual é a capacidade de produção da organização, se ela está adequada ou se é necessário redimensionar algum setor de acordo com o que foi previsto.

Planejamento agregado da produção — PAP

Nessa etapa, é definida a melhor estratégia sobre os volumes de produção, os estoques mensais, a contratação e demissão de funcionários, os serviços logísticos, entre outros. Todas essas informações têm como base a previsão de demanda. O PAP pode ser feito anualmente, mas deve ser atualizado todos os meses.

Programação Mestra da Produção — PMP

O PMP tem como objetivo delimitar a forma como os planos de produção serão feitos em curto prazo. Para tanto, deve ser feita a análise e o direcionamento de recursos, para que a produção esteja de acordo com o suprimento da demanda. Vale ressaltar que essa etapa fornece mais detalhes do que a anterior, pois, além de considerar a previsão de demanda, ela avalia os pedidos e solicitações de compra.

Programação Detalhada da Produção — PDP

Na PDP é definido como serão os procedimentos diários da empresa, pois essa etapa contempla a gestão dos materiais, as emissões e a liberações de ordens e, por fim, o sequenciamento das ordens de produção. O PDP inclui o planejamento e controle do estoque, a emissão de documentos para iniciar a produção e a delimitação da sequência das operações.

Controle da produção

Por último, a etapa de controle da produção tem como objetivo acompanhar tudo o que é produzido na empresa, verificando se todos os processos estão de acordo com o que foi planejado. A correção de erros durante as atividades permite a identificação de gargalos, e facilita futuras decisões baseadas nos dados gerados.

Quais ferramentas podem auxiliar o PCP?

Para facilitar o processo do PCP, existem algumas ferramentas que podem ser utilizadas. Elas têm como objetivo facilitar as atividades ao gerar informações automáticas e confiáveis. Assim, com o auxílio da tecnologia, menores serão as chances de erros e falhas.

Confira quais são as principais:

Kanban

O Kanban é uma ferramenta auxilia o processo de comunicação entre os setores, transformando o PMP em um quadro que informa o que será produzido e em qual estágio se encontra a produção.

MRP — Materials Requirement Planning

O Meterials Requirement Planning, em português, os programas de planejamento das necessidades de materiais permitem calcular quais são as matérias-primas necessárias para produzir um determinado produto.

Programa Mestre de Produção (MPS)

O Programa mestre de produção, também conhecido como MPS, é uma ferramenta muito útil quando combinada ao MRP.

De um modo simples, podemos dizer que essa ferramenta de PCP atua no controle e planejamento das ordens de fabricação de itens e de reposição de estoque, em um determinado período de tempo. A grande vantagem do MPS é que, por meio dele, tanto a produção quanto a administração dos insumos, necessários para ela, passam a ocorrer de um modo mais otimizado e livre erros.

Quando pensamos em todos os problemas que cálculos equivocados podem gerar para essas atividades, é fácil perceber a importância do Programa Mestre de Produção!

Poka-yoke

Mesmo as indústrias que fazem uso de avançadas tecnologias e metodologias de gestão estão sujeitas a erros e falhas em seu fluxo de produção. Erros esses que podem danificar o produto final, acarretando prejuízos.

Neste contexto, a Poka-yoke surgiu com a finalidade de organizar e monitorar a operação de um modo que a incidência desse tipo de problema seja reduzida ou até mesmo eliminada.

Six Sigma

É natural que a gestão de uma indústria esteja sempre em busca de meios de melhorar sua operação, eliminando gargalos e fazendo um uso cada vez mais inteligente de seus recursos.

A Six Sigma surgiu como uma ferramenta para facilitar essa tarefa! Basicamente, ela busca identificar problemas e estabelecer soluções e melhorias que aumentem, de forma constante, a eficiência da indústria e de suas etapas produtivas.

WMS — Warehouse Management System

O WMS é um sistema de gerenciamento de estoque que fornece ao responsável pelo PCP o acesso rápido à informações sobre as peças disponíveis no estoque, permitindo um planejamento mais acertado.

Assim, poder contar com um planejamento confiável e bem estruturado é fundamental para tomar as decisões certas.

Para isso, invista na aplicação de conceitos de boa gestão e que possam ser aliados a sistemas práticos, como é o PCP. Ele otimiza a produção da empresa, reduzindo os desperdícios e as falhas dos processos, o que gera mais lucro para a organização.

Ter uma gestão que saiba fazer um bom planejamento é importante para qualquer empresa.

Seja para:

Portanto, a organização é fundamental para prever os investimentos e recursos que serão necessários. Além disso, tudo isso ajuda a reduzir custos e desperdícios, aumentando os lucros da companhia.

Bom, agora que você sabe o que é PCP, assine a nossa newsletter e continue a receber conteúdos e orientações relevantes!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 4

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.