plano de manutenção de equipamentos

Aprenda a montar um plano de manutenção de equipamentos

Desenvolver um plano de manutenção de equipamentos eficaz é fundamental para garantir a longevidade e a eficiência das operações industriais. Um plano bem estruturado não só previne falhas inesperadas, mas também otimiza o desempenho dos equipamentos e reduz os custos operacionais a longo prazo.

Para assegurar que o plano de manutenção seja realmente eficaz, é essencial integrar um rigoroso controle de qualidade industrial em todas as etapas do processo.

Artigo tudo sobre manutenção

Um plano de manutenção abrangente inclui a criação de cronogramas detalhados para inspeções regulares, manutenção preventiva, e a utilização de tecnologias avançadas para monitoramento de condição.

Quer saber como desenvolver um plano de manutenção de equipamentos que realmente faça a diferença na sua operação industrial? Continue a leitura para explorar as melhores práticas e estratégias para criar um plano eficaz e sustentável.

O que é um plano de manutenção de equipamentos?

Todo parque fabril necessita de constantes manutenções para que o maquinário continue operando de maneira satisfatória. Existem diversos modos de realizar essa manutenção, e uma das melhores formas é por meio de um plano de manutenção. Ele é um documento no qual constam as especificações acerca do que deve ser feito, por quem, quando e quais materiais devem ser utilizados.

Um plano de manutenção é a constatação mais evidente que uma indústria trabalha em caráter preventivo. Isso quer dizer que esse tipo de empresa não espera que uma determinada falha aconteça e seu equipamento fique paralisado, causando grandes perdas financeiras. Antes disso, ela faz a manutenção programada de seu parque fabril, preservando sua capacidade útil.

Do contrário, certamente seriam necessárias várias intervenções do tipo corretivas, ou seja, aquelas destinadas a lidar com alguma emergência. Além de ser uma atuação bem mais cara por conta da reposição de peças, ela também diminui o resultado financeiro de uma empresa, pois o tempo de máquina parada causa perda de faturamento.

Como montar um plano de manutenção eficiente?

Ter um bom planejamento da manutenção de uma indústria requer que sejam seguidos alguns passos importantes. Nesse sentido, apresentamos a seguir uma maneira simplificada de pôr em prática ações que levarão a um bom plano para o parque de máquinas. Confira.

Montar Plano De Manutenção

Levante as informações

Essa primeira etapa da elaboração de um plano de manutenção tem como foco identificar todas as máquinas e equipamentos do parque fabril. Também é preciso conhecer seu histórico de troca de peças, intercorrências e tempo de uso de cada equipamento.

A ideia é juntar o maior número possível de dados para montar um planejamento que reflita a real necessidade do conjunto de máquinas existentes. Dessa forma, o processo de manutenção pode ser muito eficiente. Vale lembrar que esse levantamento deve ser feito periodicamente, e não apenas uma vez.

Crie um checklist

Depois que todo o cenário atual foi levantado por meio das informações de campo, chega o momento de elaborar um checklist. Ele será responsável por guiar o trabalho das equipes de manutenção que atuam junto às máquinas da indústria.

Todas as ações feitas devem ser registradas no checklist. Além disso, também é permitido que cada área de trabalho tenha seu próprio documento, como a parte elétrica dos equipamentos, mecânica, segurança e lubrificação. Pode-se ainda anotar as futuras intervenções a serem feitas.

Elabore orçamentos

Um ponto muito importante na montagem de um plano de manutenção é sua viabilidade. Não adianta elaborar o melhor planejamento existente se não há condições financeiras de pô-lo em prática. Dessa forma, é preciso fazer um levantamento de custos para conhecer os gastos.

Isso deve ser feito considerando diversos fatores. Entre eles, podemos citar as ferramentas e insumos que serão necessários ao trabalho, o gasto com folha de pagamento relativo ao pessoal contratado, a quantidade de pessoas e a contratação de softwares de controle para dar suporte à atividade.

Treine o pessoal envolvido

Outro ponto muito importante para executar o plano de manutenção é fazer uma qualificação adequada de todo o pessoal envolvido na atividade. Mesmo que existam profissionais experientes no quadro de funcionários, eles devem ser submetidos ao treinamento.

A razão disso são duas, basicamente. Em primeiro lugar, porque novos procedimentos estão sendo colocados em vigor e todos devem segui-los. Em segundo lugar, porque uma reciclagem é sempre bem-vinda e pode ser feita a qualquer momento, pois só melhora o trabalho executado.

Acompanhe os indicadores

Por fim, o trabalho precisa ser acompanhado assim que tiver começado sua execução. Lembre-se: só é possível corrigir alguma variável se ela for medida. Isso quer dizer que um dos modos mais eficientes de acompanhar o desempenho do plano de manutenção é por meio de indicadores.

Sendo assim, variáveis como falhas técnicas de cada equipamento, tempo de parada, correções necessárias, produtividade e eventuais acidentes de trabalho causados pela máquina devem ser registrados. Com o tempo, será possível criar gráficos para observar o comportamento de todo o parque fabril.

Por que vale a pena montar o plano de manutenção de equipamentos?

Fazer o planejamento da manutenção de equipamentos e escriturar tudo isso por meio de um plano é a melhor forma que os gestores têm de desenvolver um trabalho próximo ao nível de excelência. O plano serve tanto para conhecer a situação do parque de máquinas em tempo real quanto para proporcionar a ampliação de sua vida útil.

Isso quer dizer que um plano de manutenção bem-feito e executado de maneira correta traz muito mais economia de tempo e de dinheiro, consequentemente. A indústria pode produzir mais em menos tempo. Além disso, o bom funcionamento dos equipamentos reduz o consumo de energia, pois a eficiência aumenta bastante. Trata-se de uma excelente ferramenta de boa gestão.

Implementar um plano de manutenção de equipamentos é o primeiro passo rumo a um gerenciamento fabril de qualidade. Não ser guiado por um documento desse tipo significa ter grandes perdas por parada de máquina e altos gastos com peças de reposição em caráter de emergência. Isso acontece porque um plano proporciona uma manutenção do tipo preventiva. Já sua ausência denota o trabalho de caráter corretivo, muito mais caro e penoso.

Gostou desse conteúdo? Então entre em contato agora mesmo e conheça como nosso modelo de trabalho pode impulsionar o resultado da manutenção de sua fábrica!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 0 / 5. Nº de avaliações: 0

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.