tipos de redutor de velocidade

O que é um redutor de velocidade, para que serve e como funciona?

Saber quais são os tipos de redutor de velocidade é um diferencial e tanto na sua produção. Isso porque eles facilitam o alto desempenho de rotação e aumentam a qualidade dos resultados.

É importante ressaltar ainda que existem redutores diversas finalidades. Logo, tomar uma boa decisão faz diferença nos custos em longo prazo.

Quer saber mais? Vamos explicar o que são redutores de velocidade e os principais tipos. Acompanhe!

Modelos Redutores de Velocidade

Entenda o que é um redutor de velocidade

Antes de falarmos sobre os principais tipos de redutor de velocidade e suas funções, é muito importante entender como eles funcionam. Na prática, trata-se de um equipamento mecânico com a função de reduzir a rotação de um acionador.

Entre os componentes básicos que fazem parte de um redutor de velocidade estão os retentores, os rolamentos, os eixos de entrada e saída, as engrenagens e a carcaça. Ademais, aciona-se sua função quando há a necessidade de adequar a rotação do acionador. Dessa forma, quanto maior for a rotação do motor relacionado, em comparação com a rotação dos eixos, maior será também a velocidade.

Em contrapartida, quando acontece a operação inversa, em que a rotação do motor atua de maneira maior do que a do eixo, há um aumento na força.

Principais elementos

Outro fator essencial é conhecer também quais são os principais elementos que compõem os redutores. Dessa forma, consequentemente, fica mais fácil compreender o funcionamento desses equipamentos, uma vez que já se sabe o funcionamento básico de cada peça que o integram.

Sendo assim, vamos a elas:

  • A carcaça, feita de ferro fundido, basicamente protege todas as peças dentro do equipamento com sua estrutura externa. Independentemente, não importa tipo ou modelo, os redutores terão uma carcaça;
  • eixo de entrada, geralmente conhecido como “rosca sem-fim”, proporciona o movimento circular, responsável por movimentar um coroa ou engrenagem;
  • eixo de saída, transmite a rotação ao equipamento que está conectado, geralmente fixado por meio de chaveta;
  • coroa, tipo de engrenagem que está em contato com a rosca sem-fim e controla o movimento;
  • mancais, são o apoio para os eixos rotativos;
  • eixos, permite com que a rotação aconteça;
  • rolamentos, responsáveis por diminuir a fricção e controlar o movimento entre duas ou mais partes;
  • retentores, são peças feitas de borracha reforçada por metal, favorecendo assim a sua principal função, a vedação;
  • parafusos;
  • tampas;
  • lubrificação, usualmente feita com graxa ou óleo, proporciona durabilidade e performance para o equipamento.

Acionamento

Antes de apresentarmos alguns dos modelos, é essencial citar com quais fontes de energia os redutores podem ser acionados. Exemplificando:

  • motor elétrico;
  • motor hidráulico;
  • motor de combustão interna;
  • turbina a vapor.

Primeiramente, é importante entender que quando se faz necessário rotação no equipamento, é preciso que haja um acionador.

Assim, a intensidade do movimento consegue ser alterada, proporcionando também a transmissão de potência.

Esse processo pode ser observado com o acionador equipado ao eixo de entrada, recebendo a força do motor (seja ele elétrico, hidráulico ou de combustão interna) ou da turbina. Após isso, é possível perceber que o movimento no eixo de saída está mais lento, ou seja, a velocidade foi reduzida.

Conheça os tipos de redutores de velocidade

Existem quatro tipos de redutores de velocidade. Portanto, conhecer as diferenças e as utilidades de cada um deles é um ponto essencial para ajudá-lo a fazer a escolha certa em relação ao tipo de engrenagem do seu maquinário.

Redutor de engrenagens paralelas

Um redutor de velocidade paralelo utiliza engrenagens para diminuir a velocidade de um eixo motor em relação a um eixo movido, mantendo os dois eixos alinhados paralelamente. Assim, pode-se dizer que, a configuração paralela facilita a integração do redutor com outros componentes do sistema.

Redutor planetário

Já o redutor planetário possui três tipos de engrenagens. São elas: solar, planetárias e anelares, com sistemas de construção bastante variados que incluem elementos simples e os mais complexos. Desse modo, a principal indicação de uso é em operações nas quais a velocidade, o peso e o espaço são dificuldades relevantes.

Em função disso, tende a ser extremamente necessário para resultados positivos e se encaixa muito bem em atividades com alta redução de torque. Outro ponto é que esse tipo de redutor de velocidade pode ser frequentemente encontrado em operações consideradas críticas e em motores de turbina.

Redutor de rosca sem fim

São considerados os redutores de velocidade mais comuns em máquinas industriais. Usam apenas a engrenagem e o parafuso sem fim em cima de rolamentos e tampas. Destacam-se ainda pelo baixo ruído no processo. Sua principal aplicação está diretamente relacionada aos sistemas que precisam de redução ampla de velocidade.

Como o atrito, nesse caso, ocorre de forma constante, exige-se que a engrenagem seja fabricada em bronze e tenha lubrificação contínua. Você também pode usar essa opção de redutor de parafuso sem fim em guinchos e transportadores de correias, entre outros.

Redutor de engrenagens cônicas

Bastante complexo e compacto, esse tipo de redutor de velocidade foi desenvolvido para proporcionar altas potências ao torque. Dessa maneira, é muito comum em maquinários agrícolas e tem como principal característica os eixos de entrada e saída dispostos em diferentes direções, o que ocorre normalmente a 90 graus.

Possíveis aplicações em diversos setores

Antes de seguirmos para algumas das diversas opções de redutores que a Acoplast Brasil oferece, vamos conhecer um pouco mais de onde os redutores de velocidade podem ser utilizados na indústria:

Maquinário Industrial

Em fábricas e linhas de montagem, os redutores de velocidade são utilizados para regular a velocidade de uma ampla gama de equipamentos, incluindo esteiras transportadoras, prensas e máquinas de corte. Essa capacidade de controle é essencial para otimizar processos e garantir a eficiência da produção.

Energia Eólica

Na indústria de energia eólica, os redutores são essenciais para converter a rotação lenta das pás do rotor em uma velocidade mais alta necessária para gerar eletricidade de forma eficiente. Assim, destacando a importância desses dispositivos na produção de energia renovável e sustentável.

Movimentação de Cargas

Guindastes, elevadores e outros equipamentos de movimentação de carga dependem dos redutores de velocidade para ajustar tanto a velocidade quanto o torque conforme necessário. Sendo assim, garante operações seguras e eficientes em uma variedade de ambientes industriais.

Robótica de Precisão

Na robótica, os redutores planetários são amplamente empregados devido à sua alta precisão e capacidade de suportar cargas elevadas. Esses dispositivos são essenciais para o movimento controlado de braços e articulações robóticas, permitindo uma ampla gama de aplicações industriais e comerciais.

Processamento de Alimentos

Equipamentos como misturadores, moinhos e transportadores em instalações de processamento de alimentos também se beneficiam do uso de redutores de velocidade. Esses dispositivos garantem que a velocidade e o torque adequados sejam mantidos durante o processamento e a embalagem dos alimentos, garantindo a qualidade e a eficiência dos produtos finais.

Agricultura Moderna

No setor agrícola, os redutores de velocidade desempenham um papel fundamental em uma variedade de maquinário, desde tratores e colheitadeiras até sistemas de irrigação e moagem. Ao adaptar a saída de potência do motor às necessidades específicas de diferentes tarefas, esses dispositivos contribuem para aumentar a produtividade e a eficiência nas operações agrícolas.

Veja algumas opções de redutores de velocidade

Redutor SUM-TORQ

O redutor SUM-TORQ é um dos principais exemplos de modelos de redutores de velocidade do mercado. Não só isso, mas possui também um corpo robusto, uma carcaça bipartida, que pode ser fabricada em ferro fundido e cinzento, aço soldado ou nodular.

Além disso, esse produto, que tem diversas aplicações, possibilita a montagem na horizontal, vertical e com os eixos sobrepostos. Dessa forma, quanto às especificações técnicas, podemos destacar 26 tamanhos diferentes, alta confiabilidade de mercado e arranjo de montagem dos eixos em paralelo e ortogonal.

Série MC-TORQ

Os redutores da série MC-TORQ podem ser aplicados em várias áreas industriais. Sendo assim, entre as principais estão materiais de construção, elevação, manuseio de materiais a granel, indústria química, processamento de alimentos, trituramento, madeira, papel, entre outros. Esse tipo de redutor permite uma eficiente montagem tanto na vertical quanto na horizontal. Além disso, é possível montá-lo na posição vertical ou no braço de torque.

Redutor Planetário PLAN-TORQ

O Redutor Planetário PLAN-TORQ possui um design modular em até 95% de sua estrutura. Isso permite a padronização de vários componentes básicos e, além disso, traz várias aplicações. Portanto, chama muito a atenção também pelo baixo custo e por ser um produto bastante robusto, padronizado e com baixo ruído. Ademais, outras características importantes do modelo são a ampla faixa de relação de transmissão, a alta densidade de potência, o peso leve e a estrutura em formato compacto.

Redutor Cicloidal

Fabricado com alta qualidade e um planejamento de excelente construção, o redutor cicloidal traz um torque bastante alto, com capacidade de atender todos os requisitos da produção. Além disso, é adaptado especialmente para aplicações de parada e partida de alto torque na indústria de atuação pesada, devido à baixa inércia interna do redutor.

Outros pontos de destaque ficam por conta da necessidade mínima de manutenção em comparação com os redutores convencionais e da longa vida útil. Bem como, as partes internas têm grandes semelhanças com outros redutores disponíveis no mercado, e isso é muito positivo por permitir a troca das peças de forma simples.

E agora, como escolher o redutor ideal?

Agora que você já sabe o que é um redutor, os seus principais elementos, os meios de acionamento e já conhece os tipos e alguns modelos, nada melhor do que informar-se a respeito de como escolher o tipo ideal para a sua indústria.

A respeito desse assunto, é notável dizer que não há um tipo ou modelo que seja o certo ou errado, e sim qual se enquadra mais a sua operação. Sendo assim, vamos apresentar alguns fatores que podem ser decisivos na hora de escolher o seu redutor de velocidade.

Capacidade de Redução

Em primeiro lugar, se você está adquirindo um redutor de velocidade, é primordial que você tenha em mente qual é a capacidade de redução adequada.

Dessa forma, além de procurar esses números no manual ou catálogo do fabricante, é interessante que converse com os vendedores e especialistas, pois eles indicarão de forma mais detalhada esses dados. Assim, o redutor adequado assegura um funcionamento seguro e eficiente de seus equipamentos.

Torque Suportado

É essencial compreender o torque que o redutor pode suportar, pois qualquer sobrecarga pode levar a falhas e danos no maquinário. Dessa forma, certifique-se de verificar essa informação ao entrar em contato com o fornecedor para obter um orçamento preciso.

Eficiência para Aplicações Específicas

Leve em consideração as demandas específicas de sua indústria. Se sua operação exige altas demandas de torque, escolher o redutor adequado pode ser crucial para o desempenho eficaz de suas atividades. Portanto, considere como o redutor contribuirá para atender a essas demandas.

Custo-Benefício e Vantagens Adicionais

Além do preço do redutor, avalie as vantagens que o produto pode oferecer à sua indústria. Além disso, redutores que reduzem ruídos, economizam energia, exigem menos manutenção e lubrificação podem ser altamente benéficos a longo prazo.

 

Agora ficou claro quais são os principais tipos de redutor de velocidade disponíveis no mercado, não é? Para encontrar opções que se encaixam nas suas necessidades e de extrema qualidade, conte com a Acoplast Brasil, que oferece atendimento personalizado e tem muita experiência no assunto.

E aí, gostou das informações do artigo? Então, entre em contato conosco e encontre agora mesmo o redutor de velocidade ideal.

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 4.8 / 5. Nº de avaliações: 4

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Artigos relacionados