Como elaborar um relatório de gestão de manutenção - Imagem ilustrativa

Relatório de manutenção: como fazer da melhor forma? 📋

Por meio dos relatório de manutenção, os gestores de uma companhia podem implementar estratégias para otimizar suas rotinas de manutenção, aumentando assim o tempo de operação das máquinas.

Se pensarmos com calma na operação de uma indústria, não é difícil perceber que seus níveis de produtividade estão diretamente relacionados a seu maquinário. Uma característica que torna o relatório de manutenção industrial  um documento altamente importante.

Artigo tudo sobre manutenção

Isso acontece porque é justamente por meio desse documento que o time de gestão será capaz de verificar informações críticas, como o nível de eficiência dos processos de manutenção, praticados pela indústria, e os custos que estão atrelados a eles.

Assim, os gestores de uma companhia podem implementar estratégias para otimizar suas rotinas de manutenção, aumentando assim o tempo de operação das máquinas.

Para que o relatório de manutenção seja útil, porém, ele precisa conter algumas informações específicas.

Leia o artigo e entenda como elaborar o documento de maneira eficiente!

As informações abaixo são essenciais:

Quadro com informações uteis em um relatório de manutenção

Tipo de manutenção que será realizada

O primeiro passo a ser dado, para a elaboração do documento, é a definição do tipo de manutenção que será realizada. Nesse contexto, é válido ressaltar que existem diversos tipos de manutenção, cada um deles alinhados a um modelo de operação industrial.

Entre os principais tipos de manutenção industrial existentes, podemos citar os seguintes como exemplos:

Embora cada tipo de manutenção tenha suas características próprias, não é impossível que eles sejam utilizados em conjunto. Por exemplo, quando os técnicos identificam uma falha por meio da manutenção detectiva, o passo seguinte consiste na implementação de um processo de manutenção corretiva planejada.

Por essa razão, é importante que os técnicos, contratados pela indústria, sejam capacitados o bastante para lidar com diferentes atividades. Além disso, é indispensável que os profissionais tenham acesso às ferramentas necessárias para desempenhar cada tarefa.

Nível de importância da tarefa

A operação diária de uma empresa é repleta de processos importantes. Processos que, em caso de atraso, podem paralisar ou atrasar toda a atividade industrial. Por esse motivo, é natural que procedimentos mais sensíveis recebam prioridade em relação aos menos críticos.

Essa lógica também se aplica a atividades de manutenção. Por exemplo, por melhor que seja consertar um defeito assim que ele é identificado, se o defeito em questão não causar grandes problemas, manter a máquina em operação por mais tempo e garantir a produtividade planejada pode ser a melhor opção.

Por esse motivo, o relatório de manutenção deve indicar de forma clara aos gestores a criticidade da tarefa. Para que eles possam decidir o melhor momento para realizá-la.

Como até as falhas mais simples podem causar problemas ao longo do tempo, é interessante que, mesmo nos serviços de manutenção menos críticos, os responsáveis pelo relatório informem a gestão os possíveis resultados que atrasar os procedimentos podem acarretar.

Tal cuidado se faz necessário para que os responsáveis pela decisão tomem suas decisões de uma maneira mais embasada, evitando assim erros causados pela desinformação.

Responsáveis pelo documento

Outro ponto fundamental, quando pensamos na elaboração do documento, é a apresentação do responsável por ele. Afinal, sem esses dados, o time de gestores pode enfrentar dificuldades para esclarecer possíveis pontos duvidosos no relatório.

Representação Charles Chaplin - custos de manutenção

Além disso, sem a identificação de seus produtores, um documento não poderia ser considerado confiável.

Por esses motivos, o relatório de manutenção deve necessariamente apresentar os nomes dos profissionais responsáveis por sua elaboração e os cargos, ocupados por eles na indústria.

Processos que serão realizados durante a manutenção

Uma vez que o objetivo do documento é relatar ao time de gestores informações relevantes a respeito de um serviço de manutenção, obviamente ele deve apontar as atividades que foram realizadas durante o processo.

Essa atitude simples abre espaço para que os responsáveis possam verificar, por exemplo, se os reparos foram feitos de maneira correta, seguindo todas as normas e padrões estabelecidos pela indústria.

Para que esse fator seja verificado, porém, é necessário que a documentação seja feita corretamente. Ou seja, o responsável pelo relatório precisa descrever cada atividade com detalhes o bastante para que os leitores do documento possam avaliá-las.

Recursos que se fazem necessários durante a atividade

Para que o relatório de manutenção se torne mais preciso, os profissionais responsáveis por ele também precisam informar todos os recursos que foram necessários durante a manutenção.

Como exemplos desses recursos, podemos citar:

A coleta desses dados é importante, pois ela permite que a indústria se prepare melhor para futuros processos de manutenção. Além disso, eles podem ser usados para verificações de estoque e até mesmo para orientar a compra de novos insumos.

Tempo mínimo e máximo para execução dos processos de manutenção

Como já foi citado neste artigo, a operação de uma indústria se baseia em uma série de processos que precisam ser planejados com o devido cuidado para que atrasos sejam evitados.

Considerando isso, é fácil perceber porque é tão importante informar aos gestores da companhia o tempo necessário para o serviço de manutenção. Porque essa informação será usada para orientar outros processos, tornando a paralisação do equipamento menos danosa para a companhia.

Para auxiliar o time de gestão nessa tarefa, o relatório de manutenção pode apresentar estimativas tanto para o tempo mínimo necessário para a execução da tarefa quanto o tempo máximo que a tarefa em questão pode durar.

Status do serviço

Por fim, para ajudar os gestores a manter um controle sob todas as atividades e processos, praticados na indústria, o relatório de manutenção deve necessariamente indicar o status de cada serviço de manutenção apontando se ele está:

  • sendo planejado;
  • em execução;
  • atrasado;
  • adiantado;
  • concluído.

Por fim, é importante que os responsáveis pelo documento também tenham acesso a informações. Afinal, sem dados, eles não serão capazes de elaborar um relatório satisfatório para os gestores da companhia.

Levando esse fato em consideração, os profissionais precisam receber acesso a informações como a ficha técnica das peças e dos equipamentos e ferramentas usados durante a manutenção. Além disso, eles precisam ter acesso aos arquivos de manutenção, para assim acessar os históricos de serviços realizados anteriormente.

Dado o impacto positivo que uma gestão de manutenção organizada pode acarretar para a indústria, é fácil perceber a importância do relatório de manutenção. Afinal, por meio desse documento, os líderes do negócio podem verificar facilmente a eficiência dos serviços que têm sido realizados.

Agora que você entende a importância do relatório de manutenção, que tal compreender mais a fundo quando optar pela manutenção, por reparos ou pela reforma em equipamentos industriais? Leia este artigo e acesse este conhecimento!

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 2

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.