A importância das soft skills na indústria 4.0

Você sabia que 9 a cada 10 profissionais contratados pelo perfil técnico são demitidos devido a ausência de soft skills?

Foi o que apontou o levantamento da Page Personnel,  consultoria de recrutamento para cargos de nível técnico e suporte à gestão.

Outro estudo realizado pelo Fórum Econômico Mundial na Suíça, afirma que 80% dos profissionais de Recursos Humanos consideram as soft skills cada vez mais importantes para o sucesso das empresas.

Mas, afinal, o que são as soft skills e por que elas se tornando cada vez mais essenciais para o futuro da indústria 4.0?

O que são as soft skills?

As soft skills, também conhecido como “habilidades interpessoais”, são habilidades relacionadas à relação e interação com as outras pessoas, ou seja, as reações e ações de um profissional frente às ocorrências e desafios da vida pessoal e profissional.

De acordo com o Fórum Econômico Mundial, são exemplos de habilidades comportamentais:

  1. Resolução de problemas complexos
  2. Pensamento crítico
  3. Criatividade
  4. Gestão de pessoas
  5. Inteligência Emocional
  6. Originalidade e iniciativa
  7. Orientação para serviços
  8. Coordenação
  9. Negociação e persuasão
  10. Flexibilidade Cognitiva

Apesar do avanço das novas tecnologias e da automação de alguns processos, o fator humano ainda é fundamental no cenário profissional de organizações de todos tamanhos. Seja em um comércio, construtora, indústria de diversos segmentos como a de filtro plissado ou automobilística, por exemplo, essas habilidades são simplesmente indispensáveis!

E é sobre isso que vamos falar ao longo do post. Continue a leitura e descubra qual a importância das soft skills diante do cenário da indústria 4.0! Vamos lá?

As soft skills são necessárias e insubstituíveis

As habilidades humanas como criatividade, comunicação, equilíbrio emocional, se tornam cada vez mais essenciais dentro e fora do ambiente corporativo, mas quando pensamos em uma empresa, elas se aplicam a todos os cargos e funções.

Por essa razão, a tendência é que as empresas comecem a aumentar os seus investimentos no desenvolvimento dos seus profissionais e, claro, em suas habilidades comportamentais, mas isso pode variar de acordo com o segmento.

Se uma empresa trabalha com o serviço de aluguel de betoneira, por exemplo, portanto uma atividade um pouco mais técnica, é importante que seus vendedores sejam estimulados a aprimorarem suas habilidades de negociação com os clientes, expressão verbal e pensamento crítico.

Utilizando esse mesmo raciocínio, um trabalhador de uma indústria metalúrgica que trabalhe diariamente com a dobra de chapa de aço, por sua vez, obterá melhores resultados na sua atividade se tiver um perfil colaborativo e flexível.

Sim, as habilidades assumem maior ou menor peso de acordo com o cargo e área de atuação.

A busca pelo desenvolvimento deve se dar também de forma independente e pró-ativa. Além de cursos, essas habilidades podem ser aprendidas e aprimoradas por meio do autoconhecimento.

O impacto dessas habilidades em uma empresa pode ser explicado da seguinte forma: pessoas que se conhecem e se desenvolvem tendem a se adequar melhor a seu posto e sua equipe, o que traz mais satisfação pessoal, gera mais interesse e engajamento com a equipe e melhora o clima organizacional. Desse modo, consequentemente, os resultados são melhores!

Obviamente, há vários fatores que atravessam essa equação, mas de forma resumida, é assim que funciona.

Soft skills e hard skills

As soft skills são habilidades essenciais para a nova era da indústria 4.0. As empresas precisam cada vez mais de trabalho em equipe, visão sistêmica, ética, entre outras habilidades que não podem ser executadas por máquinas ou sistemas de automação.

soft skills

Como dito anteriormente, a existência e importância dessas habilidades não se limita a algum nicho específico, em resumo, onde há pessoas, a importância dessas competências vai ser notada.

Já as hard skills são as chamadas “habilidades técnicas”, refere-se às habilidades desenvolvidas por meio de formações, cursos, treinamentos, como: proficiência em línguas, conhecimento sobre uma ferramenta ou instrumento de trabalho, dentre outros.

Perfil do profissional da indústria 4.0

Dessa forma, nesse cenário de transformação, os profissionais que se adaptarem, se capacitarem para usufruir dos benefícios da automação e, adicionalmente desenvolverem habilidades alheias aos robôs e máquinas irão se destacar no mercado.

Indústria 4.0 - Acoplast Brasil

A necessidade é cada vez maior de seres humanos que sejam resilientes, com valores éticos, e com facilidade de se adaptar às mudanças.

Por fim, agora que você já sabe qual a importância das soft skills na indústria 4.0, o que acha de preparar as soft skills dos seus colaboradores e ter sucesso no futuro?

Página LinkedIn Acoplast Brasil

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 5 / 5. Nº de avaliações: 3

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.