Quando trocar os rolamentos industriais

Afinal, quando trocar os rolamentos industriais? Entenda aqui

Os rolamentos industriais atuam em aplicações específicas e qualquer falha de funcionamento comprometem a operação de modo geral. Você sabe quando trocar os rolamentos industriais ou conhece os fatores que reduzem a vida útil desse componente?

De fato, ele é uma das peças mais exigidas porque o seu movimento faz a diferença na redução da fricção e torna as outras funções mais fáceis de serem realizadas.

Guia Completo Sobre Rolamentos - Acoplast Brasil

A preocupação da empresa envolve saber o momento certo de trocá-lo e quais são os principais sinais de que não existe possibilidade de reparo. Além disso, quais são os fatores que reduzem a vida útil dos rolamentos também devem ser considerado com o objetivo de montar um planejamento adequado focado em manutenção.

Quer saber mais? Vamos tirar suas dúvidas a seguir sobre a troca de rolamentos industriais. Siga com a leitura.

Entenda a importância dos rolamentos industriais

Para garantir o bom funcionamento operacional é preciso ter atenção especial com os rolamentos industriais. Sua qualidade interfere diretamente na produtividade e faz com que o planejamento fique sempre em dia.

rolamento axial de esfera

Afinal de contas, eles são responsáveis pela movimentação das máquinas, equipamentos de elevação, esteiras tanto planas quanto inclinadas e uma grande variedade de maquinários que tenham movimentações de engrenagens e estruturas. Quando as peças apresentam falhas ou não estão de acordo com as exigências dos órgãos regulamentadores, os prejuízos vão além do financeiro e entram também na questão da segurança.

O melhor caminho, em uma situação como essa, é conhecer bem a dinâmica de funcionamento dos rolamentos para compreender o momento de troca, fazer a manutenção adequada e adquirir sempre produtos eficientes. Com isso, fica mais simples melhorar a qualidade do produto final, reduzir custos e aumentar a capacidade de monitoramento conforme o funcionamento dos rolamentos.

Identifique os fatores que indicam a hora da troca

Em um primeiro ponto, se torna indispensável ressaltar que os componentes mecânicos possuem uma vida útil. Ela costuma ser estipulada pelos fabricantes, mas o tempo pode não ser exato em muitos casos. Então, não importa qual a opção disponível no mercado, o rolamento sempre vai precisar de troca.

O que faz mesmo diferença, em uma situação como essa, é aprender a acompanhar os sinais de desgaste, caprichar na manutenção preventiva e se antecipar às falhas. Vale ressaltar também que existem diversas ações que reduzem a vida útil das peças e a produção pode cometer erros sem nem mesmo imaginar o quanto isso é prejudicial.

Veja a seguir as principais falhas dos rolamentos industriais:

Deformação plástica

A deformação plástica do material pode ser causada pela sobrecarga e o contato com objetos cortantes. Isso ocorre, principalmente, quando o limite elástico é superior ao indicado.

Fadiga

A fadiga do rolamento acontece quando os descascamentos das partículas podem ser vistos na superfície. O início do processo pode ser gerado por trincas na parte de baixo da pista e de maneira direta na parte superior. Agora, se a fadiga já começa na área da pista, deve ser feita a remoção das impurezas.

Erosão elétrica

A partir da erosão elétrica acontece a remoção do material. Ou seja, ela é causada pela passagem das correntes elétricas. Em algumas situações, a tensão excessiva se torna a principal responsável pelos processos. No entanto, pode acontecer também da fuga das correntes ser a causadora.

Desgaste

Os rolamentos apresentam dois tipos de desgastes. São eles o abrasivo e o adesivo. O primeiro pode acontecer por erros de lubrificação ou com a entrada de contaminantes. Já o adesivo é resultado do calor gerado pelo atrito que faz com que a transferência do material se direcione de uma superfície para a outra. Além disso, os rolamentos podem falhar por corrosão, fratura do rolamento, trinca térmica, entre outros.

Principais variáveis

Entre as principais variáveis que afetam o bom funcionamento dos rolamentos e exigem acompanhamento detalhado estão a carga equivalente, a carga dinâmica, a rotação, o fator SKF que é o que considera o fator de possível contaminação do ambiente e o fator do ajuste em conformidade com o catálogo SKF. Tudo isso, tem interferência direta na durabilidade dos rolamentos, porém, para determinar o momento da troca se faz necessário colocar alguns cálculos na ponta do lápis.

Saiba quando é o momento de realizar a troca dos rolamentos industriais

Durante a dinâmica de atividades industriais, falhas nos equipamentos é uma questão comum. Saiba que mesmo que um rolamento apresente problemas, isso não quer dizer que será necessário fazer a troca. Muitas vezes, realizar a manutenção industrial já pode ser suficiente para tornar o dispositivo confiável novamente.

Entretanto, existem alguns sinais que mostram a necessidade de substituição imediata dos rolamentos industriais. Os barulhos elevados representam um bom exemplo. Quando os ruídos são excessivos e considerados fora do normal por quem realmente conhece o funcionamento, a troca é inevitável.

Com isso, fica evidente a necessidade manter a manutenção em dia. A identificação da intensidade do ruído normalmente acontece por meio de um aparelho usado por profissionais responsáveis pela manutenção de máquinas industriais que conseguem trazer informações certeiras para o planejamento interno.

Leia nosso artigo completo sobre os impactos dos ruídos e vibrações excessivos nos equipamentos industriais.

Troca dos rolamentos industriais

Se não for possivelmente somente reparar, o gestor precisa realizar a troca dos rolamentos industriais. Em função disso, se torna indispensável se certificar de que o procedimento será feito por um profissional extremamente capacitado para a função e que tenha todas as peças e ferramentas necessárias.

Vale lembrar que é muito importante revisar todos os passos conforme as instruções antes de começar e o profissional responsável precisa selecionar um local limpo e adequado livre de possíveis contaminações. As ferramentas escolhidas devem estar de acordo com o tamanho do rolamento. Conforme o diâmetro, podem ser divididos em pequeno, médio e grande.

O objetivo, aqui, é, além de tirar os rolamentos corretamente, não causar nenhum dano aos outros componentes presentes na máquina. Isso se mostra fundamental para prolongar a vida útil de cada componente de maneira geral e ajudar a identificar com facilidade futuros defeitos antes que tornem uma falha significativa no funcionamento capaz de interromper as operações. .

Pronto! Agora você já sabe quando realizar a troca dos rolamentos industriais. O mais importante, aqui, é cuidar da manutenção prévia como forma de potencializar a vida útil do componente. Escolher uma opção de qualidade na hora da compra também faz toda a diferença para evitar falhas e sustos.

Gostou das informações do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais para que seus seguidores também tirem as dúvidas sobre a necessidade de trocar rolamentos.

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 0 / 5. Nº de avaliações: 0

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.