ROI de manutenção de equipamento - o que é

Como calcular o ROI da manutenção de equipamentos?

Calcular o ROI da manutenção de equipamentos é importante porque por meio desse indicador é possível mensurar o retorno dos investimentos feitos em manutenção dos equipamentos para, dentre outras coisas, compreender a importância desse investimento.

Em um mercado altamente competitivo, a gestão de uma indústria precisa ter acesso a indicadores inteligentes para garantir que o negócio tenha um bom desempenho. Dentre esses indicadores, o ROI da manutenção de equipamentos pode ser considerado um dos mais importantes.

Isso ocorre porque, por meio de tal indicador, os líderes da companhia podem mensurar o retorno entregue pelos investimentos em manutenção. Isso lhes permite não apenas compreender a importância desse investimento, mas também a identificar as áreas que carecem de mais recursos.

Levando esses fatos em consideração, elaboramos este artigo com informações a respeito do ROI da manutenção de equipamentos. Leia e descubra como usar esse indicador a favor da sua empresa!

A importância da manutenção industrial

É praticamente impossível imaginar a operação de uma indústria sem suas máquinas e equipamentos — o que é natural, uma vez que esse maquinário é o grande responsável pela produção industrial.

A grande questão é que, por melhor e mais confiável que seja uma máquina, suas peças e seus componentes internos vão se desgastar com o tempo. Um problema que tende a reduzir a sua eficiência, tornando-a menos produtiva. Além disso, uma vez que um equipamento não está operando em condições normais, ele se torna menos seguro, criando condições para que acidentes ocorram.

Felizmente, tais problemas podem ser resolvidos facilmente por meio de uma rotina eficiente de manutenções. Um cronograma de manutenção preventiva bem estruturado, por exemplo, permite que os técnicos se antecipem as falhas e defeitos, realizando reparos — e trocando peças — antes que um evento crítico ocorra.

Já a manutenção preditiva utiliza dados, apurados por meio de sensores inteligentes, para monitorar o desempenho de uma máquina. Por meio de tais informações, o time de técnicos pode identificar um problema em seus estágios iniciais, de modo que o problema em questão pode ser eliminado sem causar nenhum dano a máquina ou a seus componentes.

Considerando tais fatores, é fácil perceber porque um programa de manutenções bem estruturado é indispensável para o sucesso de uma indústria, independentemente de seu porte, ou área de atuação.

Conceito de ROI da manutenção de equipamentos

Apesar da inegável importância da manutenção industrial, os líderes e gestores devem ter em mente que, assim como ocorre com todos os processos industriais, o objetivo dela é gerar valor para a indústria. Portanto, é necessário que os benefícios entregues por ela sejam apurados de uma maneira precisa.

Neste contexto, o ROI, sigla que representa o termo em inglês Return over Investment — Retorno Sobre o Investimento — surge como uma solução relevante. Isso ocorre porque, fazendo uso dessa metodologia, os gestores podem mensurar o retorno entregue por seus investimentos em diversas áreas, o que inclui a manutenção de equipamentos.

Em um cenário de crise, muitos líderes podem hesitar em alocar recursos, um problema que pode atingir mesmo áreas estratégicas, como a manutenção do maquinário. Por meio do ROI da manutenção de equipamentos, porém, o time de técnicos pode apresentar a gestão os benefícios desse investimento, garantindo assim o capital necessário para manter as máquinas da companhia em operação.

Como calcular o ROI da manutenção de equipamentos

Além de ser altamente eficiente, o ROI da manutenção de equipamentos não exige um cálculo complexo. Ele pode ser apurado por meio da seguinte fórmula matemática:

ROI = (receita entregue pela máquina – custos de manutenção / custos de manutenção) x 100

Nessa fórmula, a receita entregue pela máquina representa todo o valor — lucro — apurado por meio de sua operação. Já os custos de manutenção correspondem a todos os gastos realizados com os processos de manutenção, o que inclui custos como a aquisição de peças de reposição.

Exemplo de cálculo de ROI da manutenção de equipamentos

Digamos que uma máquina como um motoredutor entregue um retorno anual de R$ 1 milhão para uma determinada indústria. No mesmo período, os custos de manutenção do equipamento estão avaliados em R$ 200 mil.

Neste contexto, o ROI pode ser apurado da seguinte maneira:

ROI = (R$ 1 milhão – R$ 200 mil / R$ 200 mil) x 100

ROI = (R$ 800 mil / R$ 200 mil) x 100

ROI = 4 x 100 = 4%

Nesse caso, o retorno entregue pelo investimento em manutenção será de 4% ao ano.

A importância do RAV da manutenção de equipamentos

Assim como o ROI, o Replacement Asset Value (RAV) — Valor de Reposição do Ativo — pode ser considerado um importante indicador de manutenção. Isso ocorre porque a métrica visa mensurar o custo total da manutenção de um ativo. Uma informação que permite aos líderes da companhia constatar o que vale mais a pena: manter os investimentos na manutenção do maquinário atual ou alocar recursos na aquisição de equipamentos mais modernos.

Obviamente, se os custos de aquisição de uma nova máquina forem menores do que o gasto necessário para manter a máquina atual em operação, a primeira opção é a solução mais adequada.

Assim como ocorre com o ROI da manutenção de equipamentos, o cálculo do RAV é simples e intuitivo. Ele pode ser feito com a seguinte fórmula:

RAV = (custo total da manutenção do equipamento x 100) / pelo custo total da aquisição de um novo equipamento

Exemplo de cálculo do RAV da manutenção de equipamentos

Em uma indústria, determinada máquina tem custos de manutenção avaliados em R$ 15 mil reais por ano. Ao mesmo tempo, o investimento necessário para a aquisição de um novo equipamento está avaliado em R$ 200 mil.

Nessa situação o cálculo do RAV deve ser feito do seguinte modo:

RAV = (R$ 15 mil x 100) / R$ 200 mil

RAV = R$ 1.500 mil / R$ 200 mil

RAV = 7,5%

O RAV apurado durante o período equivale a 7,5%.

Em um mercado cada vez mais acirrado, as indústrias precisam buscar um aumento constante de eficiência. Sem esse cuidado, um negócio tende a ficar para trás, perdendo clientes e valor.

Neste contexto, métricas como o Retorno Sobre o Investimento e o Valor de Reposição do Ativo devem ser consideradas ferramentas indispensáveis. Isso porque, por meio delas, os líderes e gestores podem organizar a alocação dos recursos da companhia de maneira mais inteligente.

Agora que você entende o que é o ROI da manutenção de equipamentos e sabe como apurar este indicador, siga nosso perfil no LinkedIn para acessar mais conteúdos relevantes!

Página do LinkedIn Acoplast Brasil

Avalie e classifique este artigo.

Nota média: 0 / 5. Nº de avaliações: 0

Compartilhe este artigo!

Quer receber conteúdos como esses gratuitamente?

Preencha o formulário e cadastre-se para receber os nossos conteúdos exclusivos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.